Sala de redação da F5

F5 Reports 4% Revenue Growth and Double-Digit Earnings Growth in Fiscal Year 2023 and 1% Revenue Growth and Double-Digit Earnings Growth in its Fourth Quarter

F5 President and CEO François Locoh-Donou: “Our focus on operating discipline enabled us to deliver fiscal year 2023 earnings per share in line with the high-end of our beginning of year expectations...We enter fiscal year 2024 in an environment that seems to be stabilizing."

AIOps Solutions Need Both Traditional AI and Generative AI

Generative AI has breathed new life into AIOps, but it’s a bad idea to believe that it is the only type of AI necessary to keep it alive in the future. AIOps solutions need a combined approach of both traditional AI and generative AI to reach their full potential.

A Journey to Gender Equity: Q&A with Kara Sprague on Breaking Through as a Woman in Cybersecurity

In the sixth Q&A installment of the “A Journey to Gender Equity” blog series, F5 EVP Kara Sprague shares how she ended up in cybersecurity and her advice for women and other underrepresented groups building cybersecurity careers.

F5 Provides Cost and Performance Enhancing Technology in Support of Open Source Telemetry Project

Code contribution improves protocol compression ratio by 2x and reduces bandwidth costs for high-volume telemetry initiatives and AI-driven projects.

F5’s OpenTelemetry Contribution Advances Our Adaptive Apps Vision

At F5, we envision a better digital world in which customers can focus on delighting their customers and growing their business without getting overwhelmed by security and application performance risks. Telemetry is key to making that happen.

The Use of Generative AI Tools in the Workplace Demands More Security

Uncover key risks of generative AI tools in the workplace and how organizations can safeguard and maintain data security.

AI in Operations: Enhancing Efficiency and Impact

Explore the role of AI in operations as a force multiplier, debunking myths, exploring ethics, and highlighting its potential to enhance efficiency.

Generative AI and the Urgency to Accelerate Digital Transformation

If organizations can’t harness game-changing innovations like generative AI, they will undoubtedly be left behind. Digital maturity indicates whether or not an organization is positioned to take advantage of such technologies.

F5 Reports 4% Third Quarter Fiscal Year 2023 Revenue Growth; Delivers Significant Operating Leverage and Strong EPS Growth

F5 President and CEO François Locoh-Donou: “Over the last several years, through the combination of organic innovation, acquisitions and technology integration, we have created a converged portfolio uniquely capable of simplifying the complexities our customers face operating today’s hybrid, multi-cloud IT environments.”

Kara Sprague, Chief Product Officer, Talks About Simplifying Multi-Cloud Security

With organizations’ apps and APIs increasingly distributed across on-premises, multiple public cloud, and edge environments, the already challenging objective of securing those assets is even more difficult. Solving for app security with disparate tools in each environment—on-premises, individual public clouds, and edge—is complex, costly, and risky. F5 is the only company that can secure any app and any API, anywhere.

F5 Safeguards Digital Services with New AI-Powered App and API Security Capabilities

F5's enhanced API defenses, granular machine learning capabilities, and new managed service offerings provide comprehensive protection across distributed environments.

The 2023 Digital Enterprise Maturity Index

There are maturity markers that can help leaders understand how they've progressed on their digital transformation journey. But despite spending decades focused on digital productivity and experiences, most organizations are still only dabbling in what's needed to thrive as a digital business.

A Journey to Gender Equity: Q&A with Jenn Gile on Navigating a Successful Career in Cybersecurity

In the fourth Q&A installment of F5's “A Journey to Gender Equity” series, Rachael Shah and Jenn Gile, head of product marketing for NGINX, dispel myths about cybersecurity careers and discuss tips and benefits to closing the gender gap in cybersecurity.

F5’s Secure Multi-Cloud Networking Solutions Simplify Operations for Distributed Application Deployments

F5 Distributed Cloud Services securely connect apps and APIs across cloud, hybrid, and edge environments.

Secure Multi-Cloud Networking: The Key to Hybrid, Multi-Cloud, and Edge Success

F5 is uniquely positioned to provide a comprehensive solution for secure multi-cloud networking that connects both cloud locations and the actual applications that reside in them.

State of App Strategy 2023: Security at your Service. Literally.

By shifting the responsibility to detect and neutralize attacks at the edge, businesses are effectively gaining two kinds of “speed” benefits—that of response time to emerging attacks and the real-time performance of apps and APIs.

F5 Announces Partnership with Visa to Empower Merchants to Create a Secure, Personalized, and Seamless Online Experience

F5 announced it is partnering with Visa, the world leader in digital payments, to help merchants securely reduce login friction for customers.

A New Approach to Login Authentication—Without Fire Hydrant Puzzles

CAPTCHA and MFA defenses often introduce substantial friction to the customer journey, cutting into business revenue and irritating users. As consumers increasingly expect fast, seamless interactions and experiences, e-commerce merchants need a smarter, more personalized approach to allow customers to login safely.

The Experience of F5 Employees and Contractors in Ukraine and Russia

With F5ers in Ukraine and Russia facing the trauma of war, F5 has been extending a lifeline—providing everything from visa and relocation assistance to financial and mental health support.

F5 NGINX Plus Helps CANAL+ Meet Surging Demand for Video Streaming

NGINX Plus enables media group to reliably process 50,000 requests per second without using extensive cloud resources.

A PUMA mergulha de cabeça nos bots com a ajuda da F5

Os bots alcançaram lançamentos importantes de novos tênis de basquete e outros produtos importantes da PUMA North America, mas o suporte do F5 Distributed Cloud Bot Defense ajudou a empresa a vencer os bots, proteger a disponibilidade do site, frear a perda de receita e melhorar a experiência do cliente.

A F5 anuncia disponibilidade geral do NGINXaaS for Azure

Com o F5 NGINXaaS for Azure, uma solução integrada co-desenvolvida pela F5 e pela Microsoft, os desenvolvedores agora podem contar com desempenho e segurança consistentes em seu portfólio de aplicações em nuvem locais e do Azure.

A Trinity Cyber detém os criminosos com ajuda da F5

A Trinity Cyber protege os clientes com uma tecnologia inédita e uma linha de serviço exclusiva que inspeciona profundamente o tráfego de rede de sessão completa para expor e mitigar automaticamente conteúdos maliciosos. A descriptografia flexível, de alto desempenho e centralizada do F5 BIG-IP SSL Orchestrator é parte integrante do fornecimento desse serviço aos clientes.

Funcionário da F5 ajuda a defender a pátria ucraniana

Bohdan Olinares, da F5, compartilha sua reação à invasão, a decisão de ir para a Ucrânia e a reflexão sobre a experiência.

A F5 divulga o crescimento da receita no primeiro trimestre do ano fiscal de 2023

François Locoh-Donou, presidente e CEO da F5, afirma: “Estamos permitindo que nossos clientes ofereçam as experiências digitais dinâmicas que impulsionam seus negócios. Ao mesmo tempo, estamos os ajudando a consolidar soluções e usar menos recursos para gerenciar e proteger suas aplicações híbridas e multinuvem.”

Qual o significado da TI híbrida para a segurança de aplicações e APIs

A realidade da TI híbrida em segurança é que a abordagem à la carte para proteger aplicações e APIs não funcionará a longo prazo. Precisamos de uma abordagem melhor, que reconheça que a TI e a empresa são, e serão no futuro previsível, híbridas.

A F5 expande o portfólio de segurança baseado em SaaS com o lançamento do F5 Distributed Cloud App Infrastructure Protection

A F5 anunciou o lançamento do F5 Distributed Cloud App Infrastructure Protection (AIP), uma solução de proteção de carga de trabalho em nuvem que expande a observabilidade e a proteção de aplicações para infraestruturas nativas da nuvem.

Perguntas e respostas com a diretora de Produtos Kara Sprague

Recentemente, conversamos com Kara Sprague para saber mais sobre sua nova função, a visão sobre aplicações adaptáveis da F5 e quais etapas ela e a F5 estão tomando para ajudar os clientes a simplificar suas operações e proteger, entregar e otimizar suas aplicações hoje e no futuro.

Ana White: Tornando a F5 um ótimo lugar para trabalhar

A diretora de RH da F5, Ana White, está liderando um plano ambicioso para transformar a cultura da F5, tornando a empresa humana e de alto desempenho.

Três razões pelas quais adotar o Zero Trust leva à proteção contra bots e à segurança da Web e de APIs

A segurança do Zero Trust não é obtida com a implementação de um produto de tecnologia específico. É uma mentalidade que abrange um conjunto de premissas, o que resulta no uso de ferramentas e tecnologias distintas, como proteção contra bots e segurança da Web e de APIs.

Novo estudo revela o que está impulsionando e limitando a implementação do TLS 1.3

Para entender por que, ou por que não (ainda), as empresas implementaram o TLS 1.3, a F5 subsidiou o relatório de pesquisa Enterprise Management Associates (EMA), “TLS 1.3's Fourth Anniversary: What Have We Learned About Implementation and Network?”.

Expandindo os caminhos de carreira STEM para mulheres e meninas de outras raças

Em celebração ao National STEM Day, a vice-presidente executiva Kara Sprague homenageia os parceiros da F5 para as bolsas de estudos 2022 STEM: 10 organizações sem fins lucrativos que buscam incentivar mais mulheres e meninas em todo o mundo a seguir carreiras STEM.

A FNHA consolida a confiança em cuidados de saúde com a segurança cibernética flexível da F5

A First Nations Health Authority busca superar problemas relacionados à confiança, pois melhora os resultados de saúde para as comunidades First Nations e cidadãos da British Columbia, contando com soluções da F5 em termos de segurança, flexibilidade e suporte responsivo.

A F5 divulga o crescimento de receita não GAAP de 4% e 3% para o ano fiscal de 2022; a estimativa é que haja um crescimento de receita de 9% a 11%, além de um crescimento de EPS não GAAP de dois dígitos no ano fiscal de 2023

François Locoh-Donou, presidente e CEO da F5, afirma: “As soluções da F5 automatizam, protegem e gerenciam os impactos de aplicações em rápida expansão dos nossos clientes, além dos ambientes de TI híbridos em evolução, permitindo que os clientes concentrem menos recursos no gerenciamento da sua infraestrutura de TI e dediquem mais recursos à execução e ao crescimento dos seus negócios.”

A F5 foi nomeada a melhor da categoria em Gerenciamento de bots na Aite-Novarica Matrix dos Principais provedores de detecção e gerenciamento de bots

Como Melhor provedor da categoria, a abordagem da F5 integra recursos de detecção de bots e fraude para proteger as organizações contra diversos ataques automatizados, mitigando os conflitos enfrentados pelo usuário e promovendo a operação contínua de bons bots.

Blog: O F5 Distributed Cloud Bot Defense recebe destaque em Recursos de gerenciamento de bots em relatório de analista

Os criminosos podem reequipar bots em minutos para contornar as defesas, utilizar milhões de endereços IP válidos, resolver rapidamente CAPTCHAs, imitar o comportamento humano e introduzir aleatoriedade sutil. O relatório do Aite-Novarica Group analisa as principais ofertas de gerenciamento de bots, reconhecendo o F5 Distributed Cloud Bot Defense como a melhor solução da categoria.

A F5 incorpora Marianne Budnik ao seu Conselho de Administração

Marianne Budnik é uma líder talentosa, com ampla experiência em marketing e segurança cibernética, além de ter mais de 25 anos de experiência operacional no setor de tecnologia.

A segurança cibernética pode ser a kryptonita do Metaverso ou sua pedra angular.

Em nome da F5, a YouGov entrevistou 500 pessoas responsáveis pela tomada de decisão de TI para obter uma visão geral das prioridades à medida que equilibram a demanda atual de capacitar pessoas e organizações. Todo o potencial do Metaverso para fomentar o crescimento, a inovação e as indústrias emergentes está em risco se não tornarmos a segurança fundamental para sua evolução.

Está na hora de levar os ataques de ransomware a sério

Segundo o CEO da F5, François Locoh-Donou, o ransomware é uma epidemia que o mundo inteiro enfrenta. Rachael Shah contextualiza o quão sério um ransomware de ameaça continua a ser e por que ela não consegue parar de pensar sobre isso.

O custo do crime cibernético em nosso bem-estar emocional

Atualmente, nossas identidades digitais são deliberadamente selecionadas, altamente visíveis e bem gerenciadas conforme firmamos um laço cada vez maior com os dispositivos que cabem em nosso bolso. Assim, quando criminosos se aproveitam do credential stuffing para assumir o controle das contas, os resultados podem ser devastadores em um nível muito pessoal.

A F5 obtém as melhores pontuações no 2022 Leadership Compass Report da KuppingerCole sobre firewalls de aplicações da Web

A F5 anunciou sua posição como Líder geral no 2022 KuppingerCole Leadership Compass Report sobre Web Application Firewalls (WAFs). O relatório compara diversos fornecedores de WAF em critérios como Segurança, Funcionalidade, Implantação, Interoperabilidade e Usabilidade.

Blog: A F5 é nomeada líder global no KuppingerCole Leadership Compass sobre WAF

Em um relatório recente, a KuppingerCole avaliou as ofertas de firewall de aplicações da Web de diversos fornecedores. A F5 obteve uma pontuação alta para atributos, incluindo proteção de APIs, recursos básicos de WAF, gerenciamento de bots, proteção contra DDoS e suporte a Admin e DevOps.

A “arquitetura corporativa para negócios digitais” descreve por que e como modernizar a TI em um mundo digital

Conforme as empresas e suas marcas se tornam indistinguíveis dos serviços digitais que as representam, os principais processos, diretrizes de governança, estrutura organizacional e estratégia devem se adaptar. Um novo livro do CTO da F5, Geng Lin, da evangelista principal de tecnologia, Lori MacVittie e de vários membros do Escritório do CTO esclarece por que as empresas têm dificuldades com a transformação digital e o que é necessário para mudar a TI para se tornar um negócio digital baseado em dados e suportado por IA.

A F5 registra crescimento de 4% na receita em seu terceiro trimestre fiscal, incluindo crescimento de 38% na receita de software

François Locoh-Donou, presidente e CEO da F5, afirma: “Os clientes dependem da F5 para garantir e oferecer experiências digitais extraordinárias que impulsionam seus negócios e fomentam suas marcas...Com nossos intensos esforços de transformação de negócios nos últimos cinco anos, construímos uma F5 mais forte e resiliente, como evidenciado por nossa receita de 72% de fontes recorrentes no trimestre.”

Sou um ex-oficial de operações cibernéticas da CIA que estuda o tráfego de bots. É plausível que mais de 80% das contas do Twitter sejam realmente falsas; e o Twitter não é o único.

Dan Woods: Quando considero o volume e a velocidade da automação que estamos vendo hoje, a sofisticação dos bots que um determinado conjunto de incentivos provavelmente atrairá e a relativa falta de medidas preventivas que vi em minha própria pesquisa, só posso chegar a uma conclusão. Muito provavelmente, mais de 80% das contas do Twitter são realmente bots.

A BlueShore Financial protege o bem-estar financeiro com a F5

A cooperativa de crédito BlueShore Financial protege seus ativos da Web com segurança baseada em SaaS da F5 que se alinha ao conceito de “bem-estar financeiro” da empresa e à atmosfera semelhante a um spa. Ao implantar o F5 Distributed Cloud Web App and API Protection (WAAP), a BlueShore protege seus clientes e funcionários.

Adicionando balanceamento de carga do BIG-IP Virtual Edition da F5 para funções de rede de contêineres no Amazon EKS

Arquitetos de soluções da equipe de Provedor de serviços da F5, Kostas Skenderidis e Mark Rosche, compartilham como melhorar a funcionalidade para empresas de telecomunicações usando o BIG-IP VE Load Balancer da F5 para otimizar CNFs em um ambiente do Amazon EKS. Este blog da AWS Partner Network destaca os novos recursos de Camada 4 para uma implantação bem-sucedida de contêineres, especialmente quando implantados em um site de borda no AWS Outposts.

A terceira onda da Internet está impulsionando a demanda por uma nova plataforma de borda

A computação de borda está sob pressão para evoluir junto com cada onda da Internet. À medida que avançamos na terceira onda, essa próxima evolução exige a criação de uma plataforma que suporte novos recursos dentro do ecossistema de borda. Uma plataforma que não pode simplesmente ser fixada, mas que requer uma nova abordagem com considerações de design a nível de arquitetura.

A comercialização da nuvem

A introdução de serviços diferenciados na nuvem (balanceamento de carga, segurança, aceleração, identidade, etc.) foi a primeira indicação de que a nuvem estava entrando em um estágio de padronização, já que o valor não estava mais na computação, mas nos serviços de segurança e entrega de aplicações que se podia acessar com facilidade. Agora vemos a indústria mudando para os mesmos serviços oferecidos como produtos concorrentes entregues por meio de plataformas baseadas na nuvem. O ciclo de hype para uma nova iteração de nuvem-XaaS está em ascensão.

Automação traz mais agilidade e rapidez ao gerenciamento do WAF da Vodafone

Como um dos maiores provedores de comunicação de tecnologia do mundo, a Vodafone atende a centenas de milhões de usuários em todo o mundo. Buscando melhorar a velocidade, a eficiência e a visibilidade do gerenciamento do WAF e solucionar a integração lenta de aplicações, a Vodafone Digital progrediu rapidamente com a ajuda do F5 Automation Toolchain para a plataforma BIG-IP da F5.

2ºT usa a automação de segurança para bloquear 97% do tráfego malicioso com Distributed Cloud Bot Defense da F5

A plataforma de experiência financeira da Q2 atende a mais de 1.200 instituições financeiras e mais de 22 milhões de titulares de contas em todo o mundo. Com o crescimento dos serviços bancários móveis e digitais e o crescente volume e sofisticação dos ataques cibernéticos a instituições financeiras e seus titulares de contas, o segundo trimestre precisava de uma maneira de fornecer segurança mais robusta sem interromper a experiência do cliente. O F5 Distributed Cloud Bot Defense foi a resposta.

A coragem de perguntar: “E se?”

A F5 anuncia os ganhadores do subsídio Tech for Good de 2022. Como parte do nosso compromisso com o bem global, a F5 concede anualmente esses subsídios a organizações sem fins lucrativos que atendem à maioria negra, indígena e pessoas de diferentes raças (BIPOC) ou comunidades subrrepresentadas. Esses subsídios visam ajudar organizações sem fins lucrativos a acelerar seus esforços de transformação digital para que possam aumentar seu impacto social.

A Snam fomenta sua rede de gasodutos de energia com o BIG-IP da F5 e o F5 NGINX PLUS

A Snam S.p.A. é uma das principais operadoras de infraestrutura de energia do mundo. Subjacente ao seu papel crítico na segurança energética e modernização operacional está uma transformação digital que depende fortemente do desenvolvimento de um ecossistema de API. Tendo já passado por frustrações com seus provedores de infraestrutura anteriores, a Snam recorreu à F5.

A F5 colabora com o SoftBank Corp. para oferecer soluções avançadas de computação de borda

As soluções F5 adotadas pelo SoftBank permitirão que os clientes corporativos transfiram uma maior quantidade de aplicações essenciais para os negócios para vários locais de borda e aproveitem os benefícios da latência reduzida, segurança aprimorada e implantação flexível de aplicações.

A F5 melhora a proteção de aplicações e APIs que impulsionam as experiências digitais da atualidade

O F5 Distributed Cloud Services oferece uma abordagem orientada por plataforma para proteger os elementos essenciais de experiências conectadas por meio de um conjunto abrangente de proteções de aplicações móveis e da Web, e API. Novos recursos ampliam o alcance do Distributed Cloud Services para facilitar a implantação de segurança baseada em SaaS.

A F5 lança o NGINX for Microsoft Azure, que fornece aplicações seguras e de alto desempenho para o ecossistema do Azure

A nova oferta F5 NGINX SaaS oferece uma experiência nativa que é totalmente integrada ao Microsoft Azure para entrega de aplicações, ajudando os clientes a fornecer aplicações modernas no Azure com apenas alguns cliques.

Catalisadores do F5 NGINX for Azure

Christine Puccio analisa as tendências do mercado e do setor que mostram o valor que a F5 cria em expandir as maneiras pelas quais os clientes podem alavancar mercados comerciais populares para adquirir, consumir e expandir o uso de soluções do crescente portfólio de software e SaaS da empresa.

A F5 registra crescimento de 40% na receita de software em seu segundo trimestre fiscal

O CEO François Locoh-Donou afirma: “O momento em nosso negócio de software é forte, impulsionado pela crescente demanda dos clientes por segurança e entrega de aplicações multinuvem...Temos visibilidade clara para continuar com fortes impulsionadores de demanda em todo o nosso portfólio de software e sistemas. Continuamos a trabalhar em todos os ângulos possíveis para expandir nossa disponibilidade de fornecimento para atender à demanda dos nossos clientes.”

A Ericsson Wallet Platform impulsiona a inclusão financeira e o empoderamento com a F5

A Ericsson Wallet Platform agora é usada por mais de 20 operadoras de telefonia móvel em todo o mundo para atender a quase 300 milhões de usuários registrados. Apoiada pelas soluções de gerenciamento de tráfego e segurança da F5, a plataforma atualmente lida com cerca de 50 milhões de transações todos os dias.

Uma paixão por retribuir

O CEO François Locoh-Donou destaca as atividades filantropas da F5: “Quando fundamos nosso programa Global Good, sentimos que era fundamental que os funcionários impulsionassem nossos esforços. Fico emocionado em ver nosso pessoal investindo de forma tão gratificante na vida do próximo, e me surpreende testemunhar a resiliência e a transformação que esses esforços estão promovendo em comunidades ao redor do mundo.”

Estado das estratégias de aplicações de 2022: tendências de desempenho

O desempenho é absoluto, tanto que as empresas abririam mão da segurança em troca de melhoria no desempenho. Além disso, ele representa um obstáculo significativo para a concretização dos benefícios das estratégias multinuvem e está definitivamente levando os negócios a se expandirem até a borda.

O F5 Distributed Cloud Services oferece recursos nativos da nuvem para a infraestrutura privada do SoftBank Corp.

Conheça os benefícios exclusivos que o SoftBank Corp. obteve ao conteinerizar suas aplicações e executá-las em uma infraestrutura de nuvem privada totalmente gerenciada do F5 Distributed Cloud Services.

Sólido apoio ao povo da Ucrânia

O CEO François Locoh-Donou afirma: “Como a maioria da comunidade global, estamos testemunhando a intensificação da guerra contra a Ucrânia com uma mistura de choque, tristeza e raiva. Nossos corações estão com as pessoas que enfrentam a invasão da sua terra natal, a separação dos entes queridos e o fato de terem que sair da terra que amam. Enquanto governos do mundo todo determinam como responder a esse ato de agressão, nós na esfera empresarial devemos abordar a guerra contra a Ucrânia não apenas como uma preocupação comercial, mas como um imperativo moral.

Pesquisa da F5 revela trade-offs da aceleração da transformação digital

A F5 apresenta seu Relatório sobre o estado das estratégias de aplicações de 2022, destacando as maneiras pelas quais as organizações estão evoluindo suas infraestruturas de TI, implantando soluções de IA e SRE, equilibrando modernização com segurança e repatriando aplicações.

Estado das estratégias de aplicações de 2022: o Futuro dos negócios é adaptável

A vice-presidente executiva Kara Sprague afirma: “Enquanto as organizações estão voltadas ao futuro da transformação digital, muitos acham que um progresso adicional significativo requer a adoção de novas abordagens para gerenciar tecnologias de telemetria, dados e segurança e entrega de aplicações nas arquiteturas distribuídas atuais.

Deixe de lado as defasagens na cadeia de suprimentos de iSeries: Cinco razões para mudar para o BIG-IP Virtual Edition

Iniciativas aceleradas de transformação digital, juntamente com um desejo tremendo de impulsionar a diferenciação competitiva, pressionaram cada vez mais as equipes de aplicações a fornecer aplicações ao mercado mais rapidamente do que nunca. No entanto, as organizações de TI também estão sendo prejudicadas pelo prolongamento dos prazos de entrega dos componentes, provocado por uma escassez global de semicondutores para a frustração dos desenvolvedores.

Estado das estratégias de aplicações de 2022: momento de modernizar as operações

Tornou-se evidente que, para continuar o impulso da sua jornada de transformação digital, as organizações precisam renovar seu foco nas funções de negócios. Embora as experiências voltadas para o cliente ainda sejam prioritárias, é necessário permitir que funções corporativas, como jurídico, RH e finanças, sejam digitalizadas. Isso significa que os CIOs estão assumindo o comando à medida que a transformação digital passa da modernização de aplicações para a modernização das operações.

A Rakuten Symphony e a F5 aceleram a diversidade da cadeia de suprimentos com a disponibilidade de soluções nativas da nuvem da F5 na Symworld™

A Rakuten Symphony e a F5 anunciaram que levarão o novo BIG-IP Next Cloud-Native Network Functions (CNFs) da F5 para uma base global de clientes através do mercado Symworld da Rakuten Symphony. Representando a evolução de um relacionamento de longa data que começou com a F5 fornecendo funções de segurança para a Rakuten Mobile, essa colaboração visa simplificar a implantação de funções de segurança e rede totalmente nativas da nuvem para operadoras de telecomunicações.

Blog da Microsoft: A F5 agrega valor com o fácil gerenciamento de identidade por meio do acesso condicional

Sue Bohn, vice-presidente de Gerenciamento de programas da Microsoft para identidade e acesso à rede, conduz uma sessão de perguntas e respostas com os especialistas em segurança da F5, Jay Kelley, Erin Verna e Namita Signh, discutindo tópicos como Zero Trust e as maneiras pelas quais os clientes se beneficiam usando o BIG-IP Access Policy Manager (APM) da F5 e o Microsoft Azure Active Directory (Azure AD) juntos.

Segurança, facilidade, inovação: traçando um caminho para aplicações adaptativas

A vice-presidente executiva Kara Sprague fala sobre a abordagem da F5 voltada a aplicações adaptáveis, observando que a aceleração digital pontua cada conjunto de oportunidades e desafios que as organizações enfrentam. Os líderes empresariais buscam melhorar a experiência do cliente, transformar o negócio e se destacar por meio de portfólios de aplicações. Ao mesmo tempo, os operadores de TI enfrentam ameaças de segurança cada vez maiores, aplicações e infraestruturas legadas, e complexidade esmagadora.

Noções básicas e como lidar com o Spring4Shell e vulnerabilidades relacionadas (CVE-2022-22965, CVE-2022-22950, CVE-2022-22963)

Justamente quando todos nós pensávamos que era seguro se dedicar novamente ao desenvolvimento de aplicações após as dificuldades o frenesi provocados pela vulnerabilidade Log4j e pelos ataques Log4Shell, surge mais um assombro de vulnerabilidade para tirar um pedaço da segurança e devorar recursos valiosos.

O Dirty Pipe e a importância da Application Infrastructure Protection

O Dirty Pipe, uma vulnerabilidade que ocorre no kernel do Linux, permite sobregravar dados em arquivos somente leitura arbitrários, o que pode levar ao escalonamento de privilégios injetando código em processos-raiz. Isso significa que essa vulnerabilidade pode se concentrar no nível da infraestrutura, mas com uma visão abrangente de todo o ambiente. Chris Ford, da F5, discute como o Threat Stack ajuda a preservar a segurança dos clientes.

A Asian Paints promove a transformação com o F5 Silverline Web Application Firewall

O F5 Silverline Web Application Firewall ajuda a Asian Paints a proteger suas aplicações Web e dados hospedados no local e na nuvem por meio de uma plataforma centralizada.

A demanda cada vez maior por uma segurança cibernética proativa

Estabelecer uma postura de segurança cibernética sólida e robusta deve incluir disponibilidade, ou seja, ainda é possível usar aplicações críticas mesmo se estiverem sob ataque. Alcançar a segurança com resiliência e disponibilidade ininterrupta são os pontos de referência da segurança cibernética proativa, com o entendimento de que as ameaças (e mitigações) nunca deixarão de evoluir.

Como os engenheiros da F5 estão usando a IA para otimizar o software

A IA está sendo rapidamente reconhecida como parte essencial do sucesso dos negócios digitais, com adoção em todos os negócios, operações e segurança. Uma área não tão amplamente discutida são os benefícios da incorporação da IA no desenvolvimento para reconhecimento e modelagem de padrões.

A F5 fortalece a proteção do mundo digital com o F5 Distributed Cloud Services

A F5 anunciou uma grande expansão do seu portfólio de segurança e entrega de aplicações, fornecendo serviços em uma nova plataforma SaaS que expande as soluções de segurança da empresa com gerenciamento simplificado e segurança para todas as aplicações, em todos os locais.

Como acabar com a complexidade e elevar o nível da segurança de aplicações modernas

Segundo a vice-presidente executiva Haiyan Song, “o cenário de aplicações modernas continua a evoluir para um mundo multinuvem, microsserviços e APIs coexistindo com aplicações legadas baseadas em data center. As práticas de segurança são muito mais desafiadoras devido às complicações do processo e ao aumento das pressões quanto ao tempo de desenvolvimento de aplicações. As organizações precisam simplificar sua abordagem, com o F5 Distributed Cloud Services pronto para ajudar.

O F5 Distributed Cloud WAAP e o ecossistema completo de parceiros oferecem segurança e agregam valor

O lançamento do F5 Distributed Cloud Web Application and API Protection (WAAP) representa oportunidades significativas para nosso ecossistema de parceiros e clientes conjuntos. Essa nova oferta de SaaS marca a mais recente evolução na segurança de aplicações e amplia nosso compromisso de proteger suas aplicações corporativas, incluindo casos em que você trabalha com nossos parceiros para maximizar a segurança e o valor.

A F5 apresenta a solução abrangente baseada em SaaS para aplicações da Web e APIs

O F5 Distributed Cloud Web Application and API Protection protege aplicações Web e APIs implantados em ambientes distribuídos e multinuvem, reunindo quatro componentes essenciais para garantir a experiência digital para as empresas modernas: Firewall de aplicações Web, Segurança de APIs, Defesa contra bots e Mitigação de DDoS.

A F5 registra um crescimento de receita de 10% no primeiro trimestre liderado por forte demanda por software

François Locoh-Donou, presidente e CEO da F5, afirma: “A necessidade dos nossos clientes de crescer e desenvolver as aplicações que suportam e impulsionam os seus negócios levou a uma forte procura pelas soluções de segurança e entrega de aplicações da F5…Cada vez mais, os clientes veem a F5 como uma empresa inovadora, equipada de forma única para os ajudar a construir e dimensionar os seus ambientes de aplicações tradicionais e modernos com as nossas soluções baseadas em software e sistemas.”

As funções jurídicas são finalmente uma prioridade para a transformação digital em 2022

As funções de negócios digitais são igualmente fundamentais para apoiar a experiência do cliente, e outras áreas, como jurídico, financeiro e RH, estão começando a receber a atenção necessária que merecem. Ao longo de sua jornada de transformação digital, as organizações estão dando um passo atrás para a fase um, abordando funções que permaneceram manuais durante a rápida digitalização que ocorreu recentemente.

A necessidade da otimização das operações

Em um mundo digital como padrão, as operações ainda dependem, e muito, de métodos manuais e precisam evoluir para que haja aplicações adaptáveis. Essa evolução requer mudanças significativas em toda a TI, que precisa de adaptabilidade habilitada para IA que manterá a disponibilidade, otimizará o desempenho e garantirá a segurança.

A F5 incorpora James Phillips, da Microsoft, ao seu Conselho de Administração

James Phillips, presidente do Digital Transformation Platform Group da Microsoft, foi indicado ao Conselho de Administração da F5, do qual fará parte a partir de 5 de janeiro de 2022, bem como integrará o Comitê de Indicação e Meio Ambiente, Social e Governança (ESG) da F5.

Proteção contra a vulnerabilidade do Apache Log4j2 (CVE-2021-44228)

Vulnerabilidades, explorações, mitigação e remediação são sempre problemáticas, e é missão da F5 fazer o que puder para oferecer conhecimento e suporte aos clientes. As equipes da F5 têm trabalhado em ferramentas e diretrizes para ajudar as equipes de aplicações e segurança já sobrecarregadas a mitigar essa significativa ameaça do setor.

As 10 principais previsões para 2022

À medida que dezembro chega ao fim, especialistas em tecnologia sopram a poeira de suas bolas de cristal e compartilham as previsões para o ano seguinte. Para a lista anual de Peter Silva, ele compilou uma coleção do que a indústria está dizendo (e prevendo) para 2022.

Conectando as escolas da Polônia com um serviço de Internet rápido, gratuito e seguro

A Nationwide Educational Network (OSE) é um programa de rede pública de telecomunicações que permite que escolas de toda a Polônia se conectem a serviços de Internet rápidos, gratuitos e seguros. O operador do programa, NASK, usou soluções selecionadas da F5 para criar o programa.

Os bots estão para jogo, e o jogo é quente

Conforme as organizações crescem no mundo digital, o mesmo acontece com as ameaças contra elas. Com o uso de bots, os ataques foram além da exploração de CVEs devido ao aumento do valor na segmentação de vulnerabilidades inerentes às empresas de operar uma presença digital. Identificar e parar esses bots requer uma segurança alimentada por IA e aprendizado de máquina.

A F5 protege experiências digitais com proteção abrangente contra account takeover

A segurança e a proteção contra fraudes estão cada vez mais interligadas no atual cenário de ameaças. Ao mesmo tempo, as indústrias estão continuamente ampliando seus serviços com aplicações, APIs e ferramentas que afetam várias organizações. As novas ofertas de segurança da F5 vinculam as operações da equipe de segurança e fraude que ajudam os clientes a bloquear atividades maliciosas automatizadas e direcionadas por humanos, proteger dados valiosos do usuário e impedir fraudes.

O Departamento de Trabalho e Pensões do Reino Unido garante o acesso e monitora serviços básicos com o NGINX PLUS

O Departamento de Trabalho e Pensões é o departamento do governo do Reino Unido responsável pela política de bem-estar, pensões e preservação da criança. Ele contou com o NGINX Plus no momento em que precisava fornecer às suas equipes de TI uma maneira segura e confiável de acessar ferramentas de back-end para monitorar e gerenciar suas plataformas e tecnologias.

Como a governança de dados permite que o DBS Bank se concentre na experiência do cliente

A governança de dados pode afetar negativamente as experiências dos consumidores. Veja como o DBS Bank flexibilizou a governança de dados com automação para lidar com os riscos de segurança.

FinTechs crescem em popularidade entre clientes e organizações criminosas

Conforme a economia digital cresce, o mesmo acontece com o processamento de pagamentos através de instituições de serviços financeiros, e os criminosos já perceberam isso. O ecossistema de pagamento digital depende de APIs para facilitar as transações financeiras digitais, e o número de incidentes de segurança de APIs continua a crescer ano após ano. As empresas digitais, especialmente aquelas de serviços financeiros, estão aumentando o foco em APIs para melhor proteger seus clientes (e negócios).

Diga olá à nova F5

O nome que damos a nós mesmos neste mundo importa. E quando nossas vidas e identidades mudam, nossos nomes também mudam. No quarto de século desde que a F5 Networks foi fundada, passamos por muitas evoluções, mas nosso nome não. É hora de mudar.

A CX é uma abordagem de tecnologia com foco no aspecto humano

A experiência do cliente é impactada pela percepção, que decorre da interação geral, não apenas se está ligado ou não. Além disso, a CX não é relegada estritamente às aplicações voltadas para o cliente. Aplicações acessadas principalmente por entidades não humanas (máquinas, scripts, etc.) ainda têm um toque humano em algum lugar do processo. O resultado: a CX é uma parte cada vez mais importante da transformação digital e dos ciclos de vida do desenvolvimento.

A F5 registra um crescimento de 11% na receita durante o quarto trimestre e 11% de crescimento da receita no ano fiscal impulsionado pela forte demanda por software e sistemas

“Com a receita de software representando 45% da receita de produtos no quarto trimestre e 80% dessa receita de software proveniente de assinaturas, continuamos a alcançar cada conquista em nossa rápida transformação para um modelo de negócios liderado por software”, destaca François Locoh-Donou, presidente e CEO da F5.

Prêmio de reconhecimento: For(bes) The Culture 50 Honoree

Os vencedores do For(bes) The Culture 50 são exemplos de excelência empresarial em suas próprias indústrias, os quais também impulsionam as comunidades negras e pardas através de seus ofícios e esforços filantrópicos.

Múltiplas nuvens vs multinuvem: tornando mais fácil preencher as lacunas

Estratégias multinuvem estão tomando conta dos negócios. No entanto, junto com essas estratégias vêm um desafio imenso: como gerenciar com segurança cargas de trabalho em vários provedores de nuvem.

Fechando o ciclo dos negócios digitais: aplicações adaptáveis

A observabilidade, também conhecida como Monitoramento 2.0, é um passo significativo nessa jornada tecnológica para as operadoras e os negócios digitais conforme eles buscam entender e estabilizar a relação entre a experiência do usuário e os resultados dos negócios. Mas isso é apenas metade da batalha e a outra metade envolve análise e automação.

Governo da Escócia mantém borda de segurança e conduz a transformação para multinuvem ›

O Agriculture and Rural Economy Directorate do governo escocês administra o pagamento anual de cerca de US$ 1 bilhão em subsídios aos agricultores. Como cliente da F5 há quase 20 anos, ele implementou soluções que lhe permitem maximizar a segurança e a entrega de aplicações que processam pagamentos dos quais depende a indústria agrícola da Escócia.

A F5 conclui a aquisição do Threat Stack para reforçar o portfólio de segurança na nuvem

A incorporação dos recursos de segurança na nuvem da Threat Stack às soluções de proteção de aplicações e APIs da F5 aumentará a visibilidade em toda a infraestrutura de aplicações e cargas de trabalho para fornecer insights de segurança mais acionáveis para os clientes.

Computação restrita: o caso da otimização de hardware na borda

O potencial computacional não é ilimitado, e, se houver um limite em nossa capacidade de aumentar o tamanho e o espaço à medida que avançamos para a borda, devemos nos concentrar na otimização. Quando precisávamos melhorar a capacidade no passado, houve uma introdução de componentes de hardware otimizados. Computadores otimizados para hardware serão um recurso necessário para qualquer plataforma centrada em aplicações que procure dar suporte à capacitação organizacional na borda.

A F5 melhora o portfólio de segurança na nuvem com a aquisição da Threat Stack

As soluções de proteção de aplicações e APIs da F5, combinadas com os recursos e a experiência em segurança na nuvem da Threat Stack, aumentarão a visibilidade em toda a infraestrutura de aplicações, tornando mais fácil para os clientes incorporar uma segurança consistente em qualquer nuvem.

Como a automação da segurança pode atenuar o risco na segurança cibernética

O setor de serviços bancários e financeiros está passando por uma transformação digital há vários anos, e as expectativas digitais dos clientes combinadas com a COVID-19 estão acelerando as principais iniciativas, como o Open Banking e o Platform Banking.

Digital como padrão: como lidar com as consequências não intencionais

À medida que as empresas continuam se movendo em direção a um modelo operacional “digital como padrão”, a facilidade das operações resulta em um aumento da complexidade — a automação de tarefas requer mais código, a expansão digital requer mais conexões, os negócios assistidos por IA requerem mais dados. E a complexidade é inimiga da segurança. Portanto, as empresas terão que adaptar a pilha de segurança para acompanhar.

F5 Silverline atenua quebra de recorde de ataques de DDoS

Ataques mal-intencionados estão aumentando em escala e complexidade, ameaçando sobrecarregar e violar os recursos internos das empresas em todo o mundo. Frequentemente, esses ataques combinam tráfego de alto volume com técnicas furtivas, lentas e persistentes, de ataque direcionado a aplicações, acionado por botnets automatizados ou ferramentas dirigidas por humanos.

Ahrefs otimiza o desempenho da plataforma com o F5 NGINX Plus

À medida que a Ahrefs continuava crescendo e expandindo sua base de assinantes, precisava aprimorar seus serviços internos e melhorar significativamente os fluxos de trabalho de negócios para oferecer experiências excepcionais ao cliente.

O trabalho híbrido conduz uma mudança para a segurança centrada na identidade

O crescimento explosivo da automação e digitalização, juntamente com uma tendência em direção a modelos de trabalho híbridos, acelerará o afastamento da segurança baseada em IP rumo a estratégias de acesso baseadas em identidade.

Modern Hire e NGINX oferecem segurança de aplicação moderna na nuvem

A Modern Hire, uma plataforma de contratação baseada em ciência que atende clientes em mais de 200 países, recorreu à NGINX quando a organização precisou migrar suas plataformas de tecnologia SaaS díspares para uma solução moderna, unificada e totalmente baseada em nuvem, enquanto ainda fornece segurança apoiada por um módulo de segurança de hardware (HSM) para clientes que o solicitam.

Grande parte da falta de percepção deve-se ao enviesamento de dados

À medida que os negócios se aproximam de um modelo digital padrão, eles necessariamente dependem cada vez mais dos dados. Eliminar o enviesamento nesses dados será uma etapa essencial para garantir que as decisões baseadas neles levem ao melhor resultado possível para os clientes e os negócios.

F5 nomeada Microsoft 2021 Commercial Marketplace Partner of the Year

A Premiação Microsoft Partner of the Year homenageia empresas que demonstram excelência em inovação e implementação de soluções para clientes com base na tecnologia da Microsoft. Esse é um prêmio especialmente significativo para a empresa porque reconhece a experiência de marketing e vendas de mercado da F5, bem como entrega consistente, de alta qualidade e previsível aos clientes do mercado.

Visão de tecnologia da Audi preparada para o futuro e inovação de aplicações com a NGINX

O Centro de Competência de Kubernetes da Audi concebeu a solução Kubika O como uma plataforma Kubernetes independente da nuvem, operando como um ambiente de aplicação perfeito. O grande desafio antes do lançamento era decidir como proteger tudo. A Audi precisava de uma solução WAF comprovada com interoperabilidade certificada Red Hat OpenShift, além de suporte técnico robusto 24 horas por dia, 7 dias por semana.

NGINX Plus autorizado pelo Iron Bank do Departamento de Defesa dos EUA

Foi recentemente confirmado pelo Departamento de Defesa dos EUA (DoD) que o NGINX Plus recebeu autorização formal da Enterprise DevSecOps Initiative do DoD, Iron Bank. Isso proporciona às equipes do DoD recursos expandidos como parte de uma infraestrutura digital verificada, ao mesmo tempo que sinaliza a presença crescente da empresa no setor federal.

Íslandsbanki acelera e protege a transformação digital com o NGINX Plus

O Íslandsbanki passou por uma transformação de vários anos para se tornar um “companheiro digital” para seus clientes e recorreu ao NGINX Plus para ajudar a atender às suas necessidades específicas.

Segurança sem intervenção capacita a inovação com intervenção manual para a Universidade Hamline

A Universidade Hamline é única por sua ênfase nas contribuições dos alunos para as necessidades da comunidade e organizações de serviço social em seus programas. Isso significa aprender de forma prática a trabalhar com alunos em uma escola de ensino fundamental local, por exemplo, ou estagiar em uma organização de limpeza ambiental. Essa filosofia educacional é visível no departamento de TI como uma necessidade constante de expandir e inovar nos serviços de tecnologia para alunos e professores. Enfrentando essa necessidade, mas limitada por uma equipe e orçamento pequenos, o setor de TI da Hamline recorreu à F5 para obter ajuda.

HTTP: A sequência

Batman: O Cavaleiro das Trevas. O Senhor dos Anéis: As Duas Torres. Thor: Ragnarok. Guerra nas Estrelas: O Império Contra-Ataca — frequentemente, as sequências são melhores do que os originais. Às vezes, os escritores precisam de uma oportunidade adicional para construir um mundo fictício ou refinar enredos e personagens. Da mesma forma, na tecnologia, parece que a história nunca acaba, com soluções como o SSL Orchestrator da F5 bem posicionadas para aproveitar os desenvolvimentos narrativos do setor.

Aplicações adaptativas e infraestrutura orientada a eventos como código

A maioria das organizações emprega automação com infraestrutura como código, mas ainda mantém o controle sobre as implantações. Olhando para o futuro, veremos mais de uma abordagem orientada a eventos, na qual o próprio gatilho é automatizado com base em um evento. Essa é uma parte significativa do que tornará as aplicações adaptáveis no futuro: a capacidade de reagir automaticamente a eventos e adaptar localização, segurança e capacidade para atender aos objetivos de nível de serviço.

Zipwhip preenche a lacuna entre tecnologia legada e nuvem com a F5 e a NGINX

À medida que cada vez mais clientes optam por mensagens de texto como seu método preferido de comunicação empresarial, as organizações têm se esforçado para permitir o suporte a mensagens de texto em escala, sem estender demais as equipes internas que já estão sobrecarregadas com projetos de TI do dia a dia e necessidades de manutenção.

Uma conversa com líderes negros em tecnologia

Um ano depois que empresas em todo o mundo se comprometeram a tornar o local de trabalho mais convidativo e equitativo, o que mudou? O CEO da F5, François Locoh-Donou, e os principais líderes negros em tecnologia discutem as oportunidades e possíveis armadilhas de seguir uma carreira como um profissional negro em tecnologia, com perspectivas sobre como os líderes negros bem-sucedidos em tecnologia usam momentos desafiadores para construir um impulso na carreira.

Apoio ao mês da história LGBTQ+ por meio de ações

Neste mês da história LGBTQ+, Scott De Buitléir reflete sobre as lições de vida que aprendeu com sua equipe de rúgbi LGBTQ+ e analisa alguns projetos realizados pela NGINX e pela F5 no ano passado para beneficiar nossas comunidades locais e globais: “Na NGINX, sempre nos orgulhamos dos nossos funcionários LGBTQ+, e desde que ingressamos na F5, fortalecemos ainda mais esse compromisso com a comunidade”.

Integração da borda de aplicação: um estudo em evolução

O caminho que a entrega de aplicações percorreu nos últimos 20 anos é uma história de evolução convergente. Mais especificamente, esta era viu o desenvolvimento de várias tecnologias de entrega que, quando vistas em retrospectiva, revelaram-se as etapas evolutivas iniciais em direção ao que está se tornando a borda de aplicação.

A infraestrutura ainda é um vetor de ataque atraente

A computação em nuvem há muito tenta eliminar a necessidade de lidar com infraestrutura, com APIs e ferramentas de configuração de arrastar e soltar para ajudar a evitar que aqueles que são adversos à rede e à infraestrutura coloquem a mão na massa. Mas também não podemos simplesmente ignorá-la, nem mesmo seu perfil como um alvo de ataque principal.

A F5 entrega o segundo trimestre consecutivo de crescimento da receita de dois dígitos com 19% GAAP e 18% não GAAP de crescimento da receita do produto

CEO François Locoh-Donou: A crescente dependência das empresas e dos consumidores nas aplicações acelerou todas as expectativas anteriores sobre o ritmo da transformação digital e nossos clientes em todo o mundo estão dimensionando seus ativos digitais com mais rapidez, resultando em uma demanda crescente por soluções de entrega e segurança de aplicações da F5.

O gerenciamento de DNS acaba de ficar mais fácil com a disponibilidade geral do serviço DNS primário no F5 Cloud DNS

À medida que as empresas buscam soluções DNS capazes de oferecer suporte a aplicações adaptáveis, elas procuram soluções que atendam às suas necessidades de automação, velocidade e capacidade de responder às mudanças na infraestrutura em segundos, em vez de horas. O F5 Cloud DNS promove práticas da DevOps modernas, ajudando a acelerar o lançamento de novas aplicações ao adicionar atualizações de DNS ininterruptas aos elementos do processo circundante.

3 dicas para manter um portfólio de aplicações de alto desempenho

Kara Sprague, vice-presidente executiva: Manter um portfólio de aplicações saudável é como manter um corpo saudável. Ambos estão sujeitos a tensões infinitas e condições imprevistas. Ambos requerem cuidados específicos, manutenção proativa e intervenções direcionadas. Com o tempo, comer bem e se exercitar com regularidade ajuda muito a manter seu dia a dia funcionando sem problemas, e o mesmo se aplica metaforicamente às suas aplicações.

A NGINX é a base do desempenho de aplicações modernas

Nosso objetivo na NGINX sempre foi fornecer o alicerce que nossos clientes e comunidade precisam para entregar aplicações modernas. Com base na famosa hierarquia de necessidades do ser humano de Abraham Maslow, aqui mostramos como as ofertas da NGINX satisfazem a hierarquia de necessidades de uma aplicação em vários níveis.

A F5 protege as aplicações e APIs que conduzem experiências digitais modernas

Novas soluções destacam a abordagem progressiva da F5 para a segurança de aplicações, permitindo que os clientes ofereçam experiências digitais seguras, sem atrito e modernas à medida que os consumidores dependem cada vez mais das aplicações, reforçando a posição de liderança em tecnologia da F5 ao combinar segurança e entrega de aplicações multinuvem com mitigação de bot e recursos antifraude para proteção contra ameaças sofisticadas.

Proteja suas aplicações e APIs. Em todos os lugares.

Haiyan Song, vice-presidente executivo de segurança: Oferecer segurança abrangente que não desacelera a velocidade da inovação não é fácil, dadas as complexidades do negócio digital moderno. Nossa visão é simples, clara e abrangente. A F5 ajuda a proteger suas aplicações e APIs, ao fornecer visibilidade e controle onde você precisar, da L4 a L7 — e entre nuvens, data centers e um conjunto crescente de locais de borda.

A F5 colabora com a NVIDIA para acelerar e proteger a computação em nuvem e de borda

A transformação digital e a geração de dados associada estão ameaçando sobrecarregar os sistemas e empresas que dependem dos dados para criar valor. Consequentemente, as organizações estão procurando arquiteturas de computação mais eficientes e modernas que possam oferecer suporte a multilocatário e fornecer aplicações em escala de data center com todos os níveis necessários de desempenho e segurança.

A NGINX participa do F5 Agility 2021 com eventos baseados em aplicações

O F5 Agility 2021 entra no palco virtual de 20 a 22 de abril deste ano, e a equipe da NGINX estará presente com força total. Não perca nossas sessões e demonstrações sobre Kubernetes de nível de produção, gerenciamento de APIs em tempo real e sinergias entre os produtos da F5 e da NGINX.

O futuro da empresa baseada em IA

Estamos vivendo em uma época sem precedentes. As inovações tecnológicas rotineiramente interrompem os modelos de negócios existentes e, em alguns casos, substituem por completo os setores existentes — mudando contínua e fundamentalmente a maneira como vivemos e interagimos uns com os outros. Esta publicação identifica três áreas nas quais a IA está tendo um grande impacto na empresa.

Vivendo no limite: como chegamos aqui

O primeiro de uma série de blogs que examina as tecnologias relacionadas a aplicações cuja tendência será avistada nos próximos anos, especialmente à medida que evoluímos em direção a uma malha de entrega de aplicações mais dispersa e ao papel emergente da borda. Começaremos examinando onde estamos hoje (e os caminhos percorridos até agora).

Luta por um mundo extremamente inclusivo

Geng Lin, diretor de Tecnologia da F5: A luta contra o racismo em apoio aos nossos amigos, família e colegas de trabalho com ascendência asiática e das ilhas do Pacífico é parte de uma batalha muito maior. Estamos lutando por um mundo que seja extremamente inclusivo, no qual nós, como comunidade global, não apenas toleramos as diferenças, mas as celebramos.

A ascensão do monólito moderno

Embora haja uma tendência de se concentrar em aplicações que implementam diretamente a experiência do cliente, todos os domínios de negócios verão o surgimento de aplicações que, em última análise, tornam-se essenciais para sua presença digital. Essas aplicações, por sua vez, tornam-se o equivalente moderno de um monólito.

A F5 se une à IBM para ajudar as empresas a gerenciar cargas de trabalho em nuvem híbrida

O IBM Cloud Satellite é projetado para levar serviços em nuvem para onde os dados dos clientes já residem — e ajudá-los a fazer a ponte para onde desejam ir. Isso se alinha com as ambições da F5 para o Edge 2.0 e nossa visão de distribuição de aplicações — no data center, na nuvem pública e no perímetro — para ajudar a garantir uma experiência do usuário perfeita, consistente e segura.

Investimento na próxima geração de líderes negros

A educação é o segredo para mudar a trajetória de vida, e a F5 está entusiasmada em apoiar o programa Rainier Scholars, uma vez que prepara alunos negros para o sucesso acadêmico de longo prazo e uma vida de liderança.

Pesquisa anual da F5 destaca modernização acelerada de aplicações e computação de borda

Em sua sétima iteração, o relatório sobre o estado das estratégias de aplicações da F5 identifica várias tendências convergentes, muitas das quais foram significativamente impactadas à medida que as organizações renovam as experiências digitais para abordar as realidades em evolução dos consumidores da era COVID. Com interações pessoais limitadas, as aplicações — e as experiências digitais que eles facilitam — se tornaram sinônimos da presença de uma organização e capacidade de prosperar.

O estado da estratégia de aplicações: habilitação de aplicações adaptáveis

Kara Sprague, vice-presidente executiva: A pandemia afetou todos os aspectos de nossas vidas, incluindo a maneira como trabalhamos, como aprendemos e como nos conectamos. É por isso que é surpreendente para mim que os resultados do nosso relatório sobre o estado das estratégias de aplicações mostrem não tanto uma mudança radical, mas uma aceleração expressiva das iniciativas de transformação digital que já estavam em movimento muito antes da COVID-19 se espalhar pelo mundo.

Blog da NGINX: Bem-vindo ao Microservices March!

Para grande parte do hemisfério norte, março sinaliza um período importante de crescimento, novos começos e preparação para os florescimentos da próxima estação. Para comemorar, a NGINX está hospedando o “Microservices March,” um festival virtual de atividades temáticas de microsserviços com duração de um mês. Quer você já esteja usando o Kubernetes na produção ou se o seu interesse estiver apenas começando, com certeza encontrará sessões que despertarão seu interesse.

A F5 investe em “imóveis” na borda de nuvem com a Volterra

Do blog do ONUG: A Volterra permite que a F5 leve ao mercado uma nova plataforma baseada em SaaS para as tendências duplas de multinuvem e borda. Desenvolvedores e equipes de infraestrutura no mercado corporativo agora podem implantar consistentemente segurança avançada na borda e em todas as aplicações, com uma abordagem global de construção única para orquestração. Isso permite o dimensionamento multinuvem sem a despesa adicional significativa de equipes operacionais inchadas.

Ampliação do nosso reconhecimento de líderes negros que moldaram a história

Com o fim do Mês da História Negra, o vice-presidente executivo Scot Rogers presta homenagem a 7 ativistas, artistas e escritores LGBTQ+ negros americanos que quebraram barreiras, lutaram pela igualdade e fizeram contribuições significativas ao nosso discurso nacional.

Adaptação do Kubernetes para empresas de telecomunicações

Flexibilidade e escalabilidade são fundamentais para a visão moderna da nuvem de empresas de telecomunicações, informando que as redes 5G se tornarão uma plataforma versátil para uma ampla gama de serviços e aplicações desenvolvidas por terceiros. Como permite que as empresas de telecomunicações implantem aplicações em contêineres portáteis, o Kubernetes pode levar os serviços até a borda da rede, mais perto dos usuários finais, reduzindo a latência e gerando vantagens adicionais.

OK ano novo chinês 2021 do boi, e agora?

De acordo com o ciclo do zodíaco chinês, o ano do boi (de metal) chegou. Como o segundo animal do zodíaco, a influência estabilizadora do boi aponta para uma atmosfera mais calma. Peter Silva dá sua opinião sobre os próximos meses e o que eles podem trazer para a indústria.

O QUIC dominará a Internet

O QUIC tem amplo suporte da indústria e potencial para ser a base da maioria das aplicações que fornecem valor de negócios pela Internet. Qualquer pessoa que forneça aplicações pela Internet deve começar a pensar em como suas operações devem mudar para refletir as novas ameaças e oportunidades trazidas por esses protocolos.

Manifesto do Edge 2.0: redefinição da computação de borda

A conclusão da aquisição da Volterra pela F5 marca o início da próxima fase da computação de borda, inaugurando a era do Edge 2.0. Prevemos que, na era Edge 2.0, os negócios digitais em todos os setores da indústria adotarão plataformas de computação de borda para fornecer aplicações e processar e analisar dados. A plataforma de borda será um componente essencial da experiência do usuário para todos os serviços digitais.

Seu produto é minha experiência digital

Não é nenhuma surpresa que todos nós tenhamos pelo menos alguns dispositivos em nossas casas que se conectam à Internet. O que é surpreendente é que a maioria de nós — e a maioria das empresas também — não inclui a “IoT” como parte da transformação digital. E deveriam, porque a digitalização de produtos é absolutamente parte da jornada de negócios.

A F5 conclui a aquisição da Volterra

Com a adição da tecnologia da Volterra, a F5 está criando uma plataforma de borda desenvolvida para empresas e provedores de serviços que priorizará a segurança e será orientada por aplicações com escala ilimitada. A plataforma Edge 2.0 F5+Volterra será projetada para enfrentar os desafios encontrados nas soluções de borda atuais que são construídas em CDNs e com recursos de segurança limitados.

A F5 oferece 10% de crescimento de receita no primeiro trimestre do ano fiscal de 2021

“Nossos investimentos nos últimos anos estimularam a inovação, aprimorando nossa posição estratégica com os clientes em um momento em que eles estão experimentando um crescimento explosivo de aplicações e contribuindo para o crescimento da receita no primeiro trimestre”, disse François Locoh-Donou, presidente e CEO da F5.

5G, agricultura e recuperação econômica

Em parceria com o 5G Open Innovation Lab e fornecedores adicionais, como Microsoft, T-Mobile e VMware, a F5 está fornecendo suporte de tecnologia para The Food Resiliency Project no condado de Snohomish, em Washington, com vínculos com a Lei Federal de Ajuda, Socorro e Segurança Econômica do Coronavírus (CARES Act). Um blog recente de James Feger da F5 ajuda a colocar esses esforços em contexto.

O 5G Open Innovation Lab lança laboratório de campo de desenvolvimento de aplicações para dados em tempo real a fim de contribuir com a logística agrícola e resiliência alimentar

[Comunicado à imprensa] “Como a agricultura é um negócio essencial que pode não ter acesso fácil a certos avanços tecnológicos devido ao terreno e geografia, a F5 está colaborando com outras empresas líderes de tecnologia para obter e codesenvolver redes locais a fim de melhorar as cadeias de abastecimento e obter comida na mesa”, disse James Feger, vice-presidente e gerente geral para Provedor de Serviços da F5.

IA e proteção contra a próxima geração de ameaças à privacidade

Você provavelmente está bastante familiarizado com as ameaças mais comuns que colocam seus dados em risco, como usar senhas inseguras, compartilhar senhas e não instalar as atualizações de segurança necessárias em seus dispositivos. Mas existem muitos outros riscos de privacidade que vão além desses casos típicos.

Como garantir a privacidade de dados e a segurança organizacional

Com o nível de tráfego criptografado atual, a necessidade de garantir a privacidade dos dados do usuário e do consumidor e a tarefa computacionalmente intensiva de descriptografar e recriptografar, alavancando uma solução de segurança tradicional para oferecer dupla função visando fornecer segurança simplesmente ao descriptografar e criptografar novamente o tráfego pode ser uma ideia muito ruim.

Extensão de aplicações adaptáveis até a borda

Kara Sprague, vice-presidente executiva: A tecnologia universal de múltiplas nuvens da Volterra permite que os contêineres padrão da indústria sejam executados em qualquer lugar, em qualquer nuvem pública, nuvem privada ou data center corporativo. Junto com a segurança de aplicações e tecnologia de entrega líder do setor da F5, apresentaremos a primeira plataforma Edge 2.0, fornecendo uma borda que atende às necessidades exigentes de empresas e provedores de serviços.

Benefícios estratégicos de uma arquitetura de dados robusta

As recompensas de uma arquitetura de dados bem construída vão além do processo operacional. Os benefícios se estendem às eficiências operacionais estratégicas, percepções de negócios mais profundas e a capacidade de alcançar oportunidades de negócios adjacentes, todas executadas de maneira mais ágil.

Contenha o phishing e elimine a infiltração e a comunicação criptografadas

Os ataques de phishing e spearphishing aumentaram drasticamente em 2020, impulsionados pela ameaça de uma pandemia mundial, nações em quarentena ou com medidas de confinamento, mandatos de trabalho em casa e eventos políticos contemporâneos. Jay Kelley examina ameaças modernas no contexto do recente relatório de phishing e fraude do F5 Labs, bem como a forma como as organizações podem proteger melhor os usuários, aplicações e dados.

Aprendizado de máquina para gerentes de produto

Escrito por Taggart Bonham da F5, este artigo orienta você nas cinco etapas de construção e implantação de modelos de aprendizado de máquina, usando a detecção de anomalias de série temporal para demonstrar um exemplo do mundo real. A melhor parte: essa abordagem destilada se aplicará a qualquer produto ou recurso.

A F5 adquire a Volterra para criar a primeira plataforma Edge 2.0 para empresas e provedores de serviços

Com a adição da plataforma de tecnologia da Volterra, a F5 está criando uma plataforma de borda desenvolvida para empresas e provedores de serviços que priorizará a segurança e será orientada por aplicações com escala ilimitada.

Habilitação da revolução do Edge 2.0

Com a Volterra, a F5 transformará a forma como os clientes fornecem experiências digitais e abordará a segurança de aplicações e os desafios de entrega que estamos vendo com as tecnologias de borda existentes. A F5+Volterra cria um novo paradigma que unifica segurança e aplicações em nuvem e borda com consistência global.

O Open Banking desbloqueará oportunidades na economia de plataforma para instituições financeiras

Hoje, as instituições financeiras estão preparadas com a oportunidade de participar de um ecossistema mais amplo de serviços. A demanda dos consumidores por novas maneiras de gerenciar seu dinheiro e facilitar os pagamentos nunca foi tão alta, em parte devido à taxa acelerada de digitalização trazida pela COVID-19. Mas também é impulsionada pela chegada de nativos digitais ao mercado.

O estado não filtrado dos entrevistados da pesquisa de aplicações

Quer estejamos falando de transformação digital, arquiteturas de aplicações ou da importância da telemetria na manutenção de um negócio digital, os resultados da nossa pesquisa anual que serão divulgados em breve ajudam a moldar o entendimento da F5 sobre o mercado e as decisões estratégicas. Este ano, demos aos entrevistados um pouco mais de liberdade para fornecer respostas de forma livre. Eles não decepcionaram.

As 10 principais previsões para 2021

À medida que cada ano chega ao fim, especialistas em tecnologia sopram a poeira de suas bolas de cristal e compartilham as previsões para o ano seguinte. Para a lista anual de Peter Silva, ele compilou uma coleção do que a indústria está dizendo (e esperando) para 2021.

Como a multinuvem tornou a automação uma necessidade

Esta é a realidade das propriedades da nuvem. Todas elas usam os mesmos mecanismos — APIs, consoles, processos — para realizar tarefas operacionais comuns. Este é um dos benefícios da nuvem. E em termos de integração de novos profissionais de tecnologia, pode reduzir drasticamente o tempo necessário para integração.

Uma experiência sem atrito com os serviços profissionais da F5 no AWS Marketplace

Os clientes da Amazon Web Services (AWS) agora podem encontrar e comprar serviços de consultoria e treinamento da F5 no AWS Marketplace, um catálogo digital com curadoria de software, dados e serviços que torna mais fácil encontrar, testar, comprar e implantar software e produtos de dados que rodam na AWS. Como participante do lançamento, a F5 é um dos primeiros parceiros da AWS a cotar e contratar serviços no AWS Marketplace para ajudar os clientes a implementar, oferecer suporte e gerenciar seu software na AWS.

Transformação dos serviços de rede com o F5 Cloud DNS — Serviço DNS primário

Dado que o DNS é um serviço de rede fundamental, não é exagero afirmar que a transformação digital começa com o DNS. Infelizmente, o DNS é a última fronteira da modernização da tecnologia de rede. O F5 Cloud DNS Service capacita equipes de operações de rede e equipes de DevOps para aproveitar essas mudanças tectônicas na cultura (DevOps) e na tecnologia (consumo elástico de infraestrutura de computação e rede).

A quarta onda de nuvem é iminente

Recentemente, atingimos o pico da terceira onda de nuvem. Ao mesmo tempo, a pandemia mudou muitas atitudes empresariais. Uma delas é a abordagem do trabalho remoto. Outra é aquela voltada para a nuvem pública. Na verdade, quase todas as pesquisas por aí agora dizem que o mercado está a todo vapor nas migrações para nuvem, mas, embora certamente relacionado, existe uma distinção importante entre migração para nuvem e adoção da nuvem.

Percepções: há mais do que isso...

Na F5, nossa visão para o seu portfólio de aplicações está continuamente se adaptando ao ambiente em constante mudança. Com nossa solução SaaS, F5 Beacon, melhoramos a postura de visibilidade da sua aplicação, independentemente das arquiteturas e planos de dados reais em uso. O Beacon fornece o nível certo de percepções fáceis de consumir para oferecer suporte às suas aplicações adaptáveis.

A F5 apresenta soluções para infraestrutura 5G nativa da nuvem, permitindo que os provedores de serviços acelerem o fornecimento de novas experiências digitais

O BIG-IP Service Proxy para Kubernetes e a Carrier-Grade Aspen Mesh ajudam a unir as redes 4G e 5G enquanto monetizam novos recursos para Kubernetes. As soluções apresentam avanços escalonáveis de desempenho, visibilidade e segurança que permitem aos provedores de serviços fornecer serviços inovadores baseados em 5G para consumidores e empresas.

Apresentação da visão de aplicações adaptáveis para as aplicações tradicionais

Kara Sprague, vice-presidente executiva: A F5 está entregando a visão de aplicações adaptáveis para aplicações tradicionais e modernas. Definimos “aplicações tradicionais” como aquelas que têm uma arquitetura monolítica, cliente-servidor ou de três camadas. Em contraste, “aplicações modernas” são arquitetadas como serviços nativos de contêiner ou Distributed Cloud que interagem por meio de APIs.

Como capturar pacotes que não existem — publicação no blog da equipe Aspen Mesh da F5

O Aspen Mesh Packet Inspector permite que os usuários capturem pacotes mesmo no Kubernetes. Essa é a parte que você precisa abordar para potencializar todas as ferramentas existentes que você provavelmente já possui. Aproveitar essas ferramentas é importante porque os clientes costumam investir muito nelas. E não apenas monetariamente, já que sua reputação de aplicações, serviços e redes confiáveis depende da utilidade de suas ferramentas, procedimentos e experiência impulsionada por uma visualização de pacote.

Dia dos Veteranos de 2020 na F5

Nathan Kurtz, vice-presidente de Desempenho e Estratégia da F5 e Patrocinador Executivo do Grupo de Inclusão de Funcionários de Veteranos Militares da empresa, reflete sobre a importância do Dia dos Veteranos nos EUA, expande o que significa ser um funcionário da F5 e identifica os recursos relacionados.

Como a infraestrutura baseada em nuvem permite a inovação do 5G

Quando se trata de 5G e inovação, a imaginação é o único limite. Todos nós sabemos que o 5G destina-se em grande parte a satisfazer o apetite insaciável por velocidades ultrarrápidas e latências em tempo real (abaixo de um milissegundo). Mas também é a base fundamental para indústrias verticais empresariais e acadêmicas, permitindo o desenvolvimento de alguns avanços tecnológicos realmente notáveis.

Aviatrix e SSL Orchestrator da F5 simplificam a segurança da nuvem pública

As soluções de nuvem pública oferecem muitos benefícios conhecidos, mas também representam um desafio ocasional. Por exemplo, as organizações estão acostumadas a ter controle preciso sobre todo o tráfego de rede em seus data centers e contam com esse nível de controle para realizar verificações de segurança críticas. Conforme as cargas de trabalho corporativas mudam para a nuvem pública, os operadores de TI são desafiados a garantir que suas medidas de segurança também sejam implementadas.

Apresentação de uma visão mais profunda e visibilidade para BIG-IP com Splunk

O BIG-IP é excelente em inspecionar, analisar, filtrar e relatar o tráfego de rede, ele cria diversos dados muito úteis. No entanto, analisar e extrair percepções desse fluxo de informações não pode ser uma tarefa fácil. Esse foi um dos principais motivadores para o desenvolvimento do complemento Splunk para o BIG-IP da F5.

O que é SOAR e como as agências podem aproveitá-lo em seus esforços de segurança cibernética?

Por sua definição de indústria, SOAR (orquestração de segurança, automação e resposta) compreende “tecnologias que permitem às organizações coletar entradas monitoradas pela equipe de operações de segurança... As ferramentas SOAR permitem que uma organização defina a análise de incidentes e procedimentos de resposta em um formato de fluxo de trabalho digital”. Mas é muito mais do que apenas um conjunto de ferramentas.

Dia Nacional de STEM: fechando a lacuna para mulheres e meninas negras na tecnologia

Kara Sprague: Embora eu tenha desfrutado de muitas vantagens e privilégios enquanto crescia, o fato permanece exatamente como hoje — as meninas são cronicamente sub-representadas nas áreas STEM (ciência, tecnologia, engenharia e matemática). E a situação, lamento dizer, está piorando ainda mais, principalmente quando se trata de meninas e mulheres negras.

O preenchimento de credenciais visa cada vez mais os videogames

Contas de jogos e microtransações são valiosas o suficiente para se tornarem alvos substanciais para hackers. Dado que essas contas, como as de outros setores, podem ser usadas em várias plataformas (site, console, telefone celular), elas podem representar oportunidades lucrativas com vários vetores de ataque para aqueles que são experientes o suficiente para persegui-los.

A borda está conduzindo um renascimento da infraestrutura

Conforme as organizações aumentam sua geração de dados e buscam extrair valor comercial delasanálises e automação com tecnologia de IA e ML certamente estarão disponíveis conforme as tecnologias são prejudicadas. Esse é exatamente o tipo de carga de trabalho que se beneficiará com a infraestrutura otimizada e, ainda assim, é o que tem menos probabilidade de aproveitá-la hoje.

A F5 gera 5% de crescimento de receita no ano fiscal de 2020 com a criação de impulso de software

“A F5 está a caminho de se tornar um negócio liderado por software, com a demanda dos clientes por nossos serviços de entrega e segurança de aplicações multinuvem gerando um crescimento de receita anual GAAP e não GAAP de 5% no ano fiscal de 2020”, disse François Locoh-Donou, presidente e CEO da F5.

Nativo de nuvem e código aberto (sem complicações)

É difícil encontrar uma empresa corporativa que não tenha considerado as tecnologias nativas da nuvem para ajudar a atender às demandas dos usuários ou para ser mais ágil. Então, o que está impedindo as organizações? Algumas desconfiam das partes críticas da pilha nativa da nuvem que são de código aberto. Outras hesitam ao descobrir que o mercado nativo de nuvem está saturado. As escolhas podem ser devastadoras — e a desvantagem de fazer a aposta errada em uma tecnologia que logo se tornará obsoleta pode superar o lado positivo em potencial.

O que as organizações governamentais precisam saber sobre a certificação do modelo de maturidade em segurança cibernética (CMMC)

A CMMC, conforme implementada ao longo de cinco anos, tem como objetivo reduzir, se não eliminar, vulnerabilidades e abordar um desafio crítico de segurança nacional. A base industrial de defesa (DIB) inclui mais de 300.000 empresas, sobre as quais houve uma flagrante falta de supervisão anterior. Essas empresas acessam e armazenam informações confidenciais de defesa em seus próprios sistemas. A CMMC representa um passo importante para proteger essas informações.

Por que uma estratégia de design de dados estruturados é importante: um exemplo

Uma estratégia de dados cuidadosa e deliberada é fundamental para permitir a qualidade e a economia dos fluxos de trabalho de negócios mais importantes. Além disso, quando os fluxos de trabalho são instrumentados para transmitir a exaustão dos dados observados para uma infraestrutura de coleta e análise, os próprios fluxos de trabalho podem ser analisados e aprimorados de forma contínua, resultando em fluxos de trabalho de negócios constantemente adaptáveis e otimizados.

Anúncio da integração do Essential App Protect e Amazon CloudFront da F5 — seguro, rápido e disponível como um serviço

Muitas empresas viram anos de transformação ocorrendo apenas nos últimos meses. Embora a adaptação a uma crise global tenha sido um catalisador, os requisitos de longo prazo permaneceram os mesmos, embora a urgência tenha aumentado. As organizações desejam oferecer uma experiência superior ao cliente. Elas desejam agilidade nos negócios, a capacidade de responder rapidamente às mudanças nas condições do mercado. E, no final das contas, querem retorno sobre seus investimentos.

Mês da Herança Hispânica de 2020: oportunidade, boas-vindas e família

Este blog conclui uma série de duas partes que celebra o Mês da Herança Hispânica Nacional por meio das vozes de nossos funcionários e membros do Grupo de Inclusão de Funcionários (EIG) Latinx e Hispanos Unidos da F5. Alejandro (Alex) Figueroa, gerente do nosso Centro de Operações de Segurança com sede em Guadalajara, compartilha sua história e reflexões sobre a importância dessa celebração.

Dimensionamento da proteção contra DDoS na borda

Embora seja verdade que 2020 viu surgirem diferentes padrões de ataque de DDoS, o que também é verdade é que os ataques de DDoS na camada de infraestrutura ainda são ataques de DDoS. Eles são o que podemos chamar de ataques “tradicionais”. O que está mudando são as metas e oportunidades que acompanham uma força de trabalho distribuída, junto com considerações em torno da computação 5G e de borda.

A F5 apresenta solução com tecnologia de IA que bloqueia as fraudes não percebidas por tecnologias existentes e melhora as experiências online dos usuários

A F5 apresenta o Shape AI Fraud Engine (SAFE), uma nova solução SaaS que elimina transações online fraudulentas que ultrapassam as ferramentas antifraude existentes. O SAFE utiliza um mecanismo de IA testado para avaliar cada transação online em diversos sinais de telemetria, ambientais e comportamentais para entender com precisão a intenção do usuário e bloquear fraudadores humanos antes que a fraude ocorra.

As aplicações adaptativas são orientadas por dados

Há uma grande diferença entre saber que algo está errado e saber o que fazer a respeito. Somente após monitorar os elementos certos podemos discernir a saúde de uma experiência do usuário, derivando da análise dessas medidas os relacionamentos e padrões que podem ser inferidos. Em última análise, a automação que dará origem a aplicações verdadeiramente adaptáveis é baseada em medições e em nosso entendimento delas.

Redução do tempo de conhecimento com o F5 Beacon

Na maioria das histórias de ficção, contadas por meio de texto ou na tela, há um ponto em que o enredo principal é aparentemente, mas não realmente resolvido. A mesma coisa acontece nas organizações de TI. O tempo está passando e, com muita frequência, quando o departamento de TI pensa que viu o último de um problema, ele retorna e eles precisam redobrar seus esforços enquanto o cliente fica cada vez mais frustrado.

É hora de obter a Cloud Smart para segurança de aplicações

Em 2018, o Departamento de Administração e Orçamento dos EUA introduziu uma nova estratégia projetada para fornecer às organizações um roteiro para migrar suas aplicações para a nuvem, denominada Cloud Smart. A mensagem é clara: a definição tradicional de perímetro de rede se desgastou; as aplicações são a nova borda de rede. Entramos em uma nova fase de transformação digital que é dominada por serviços em nuvem e aplicações multinuvem.

O EXIM Bank cria uma experiência de cliente mais perfeita e segura com soluções da F5

O Export Import Bank de Bangladesh Limited (EXIM Bank) passou a ser um banco completo, com atividades que aderem à lei islâmica e usam uma aplicação bancária em tempo real chamado Temenos Transact. Para garantir que pudesse dimensionar essa solução para suas filiais e aumentar a segurança das transações bancárias online, o EXIM Bank aproveitou o F5 Advanced Web Application Firewall (WAF) e o Advanced Firewall Manager (AFM).

COVID-19 ilumina novas realidades de vendas digitais

A COVID-19 forçou muitos a rasgar o livro de regras e (praticamente) começar de novo, à medida que as linhas entre as vendas em campo e as operações digitais continuam a se confundir e ficar irreconhecíveis. A pandemia colocou um foguete por trás da trajetória evolutiva natural das vendas, assim como mudanças sociais e tecnológicas anteriores mudaram as organizações de Rolodexes para Salesforce, ou de telefones fixos para telefones celulares e videoconferência.

Torne a segurança grandiosa: Mês Nacional de Conscientização sobre Segurança Cibernética de 2020

O Mês Nacional de Conscientização sobre Segurança Cibernética está acontecendo agora. Por quase 20 anos, a Agência de Segurança Cibernética e de Infraestrutura (CISA) tem se dedicado todo mês de outubro a dizer aos americanos como ficar mais seguro e protegido online. Em todo esse tempo, alguma coisa mudou?

Por que as empresas de telecomunicações estão explorando as soluções “a melhor do pacote” em vez de “a melhor da categoria”

Na era 5G, a capacidade de manter baixa latência determinística é uma obrigação inevitável. Como resultado, algumas operadoras estão reorientando os esforços para adotar uma abordagem de “melhor do pacote”, na qual implementam um conjunto consolidado de funções/soluções virtuais para simplificar o fornecimento de serviços de rede, em vez de tentar juntar uma gama de produtos separados.

A virtualização e o licenciamento flexível ajudam a impulsionar a drástica modernização da CSG

A CSG, uma provedora de serviços de engajamento ao cliente de 35 anos para a indústria de telecomunicações e cabo, aproveitou um Contrato de licença empresarial da F5 para facilitar sua jornada de transformação digital.

F5 nomeia Elizabeth Buse para o Conselho de Administração

Elizabeth Buse, ex-CEO da Monitise PLC, uma empresa global de pagamentos e serviços bancários móveis, foi nomeada para o Conselho de Administração da F5. A Sra. Buse traz um amplo conhecimento do setor de serviços financeiros e experiência em conselhos de empresas públicas para a F5.

A detecção de fraudes em fluxos de trabalho digitais requer mais do que dados

O setor presenciou quase 250.000 tentativas de fraude de cartão de crédito em 2019. Isso representa cerca de uma tentativa a cada dois minutos. A detecção de fraudes hoje requer uma correlação de dados, coletados na máxima quantidade possível de pontos no fluxo de trabalho digital, e a capacidade de analisá-los em velocidades muito maiores do que o processamento manual de dados pode oferecer.

Mês da Herança Hispânica em 2020

Lupita Vallejo da F5 oferece ideias e contexto pessoal sobre este mês de celebração: “O México é um país rico em cultura, língua, música, artefatos e muito mais. Somos mais do que nossa comida mundialmente conhecida, marcos históricos e clima perfeito. O que realmente define meu México é algo muito mais importante: as pessoas”.

A NGINX anuncia oito soluções que permitem que os desenvolvedores trabalhem com segurança com uma tesoura

Rob Whiteley: Estamos anunciando soluções que liberam a velocidade do desenvolvedor sem sacrificar a infraestrutura de controle exigida pelas equipes. Obtenha os detalhes sobre o NGINX Controller, App Protect, Ingress Controller, Malha de serviços e Analytics Cloud Service; os F5 DNS Cloud Services e integrações da Red Hat.

A lentidão é o novo vilão

O problema central com a medição do desempenho do site hoje pode ser resumido como: “Não medimos o custo do lento. Medimos o custo do tempo de inatividade”. Os humanos tendem a trabalhar em direção ao que são avaliados. Este não é um conceito novo e, na verdade, é um dos princípios de DevOps e o motivo pelo qual a metodologia inclui uma mudança nas medições em relação ao que é mais importante. Hoje, isso significa mais do que apenas disponível — significa também rápido e confiável.

Aplicações na linha de fogo: ataques de DDoS em ascensão

O primeiro incidente conhecido que lembra um ataque de negação de serviço ocorreu em 1974, quando um garoto de 13 anos destruiu uma sala cheia de terminais conectados a um sistema de gerenciamento de aprendizagem da Universidade de Illinois. Os tempos obviamente mudaram desde então, mas os ataques de DDoS continuaram evoluindo e causando estragos. Isso é particularmente verdadeiro na sequência da COVID-19.

Impressões da conferência virtual Sprint de Gus Robertson, vice-presidente sênior e gerente geral, NGINX, F5

Exploramos três fatores que dificultam a velocidade de desenvolvimento e fornecimento de software: as equipes de desenvolvimento estão lutando contra o cansaço, as ferramentas não são automatizadas e a infraestrutura é muito complexa. Descubra como o NGINX Open Source, NGINX Plus, NGINX App Protect e NGINX Controller podem ajudar.

Nas agências federais dos EUA, é o momento certo para Zero Trust

Quase metade dos executivos de TI do governo federal relatou que suas agências estão adotando estratégias de segurança centradas na identidade, ou Zero Trust, para proteger seus recursos digitais. O uso acelerado desse modelo coincide com a crescente percepção de que os métodos tradicionais para proteger o perímetro de uma rede não são mais suficientes.

Semana Nacional de Codificação — Perguntas e respostas com Kara Sprague, vice-presidente executiva e gerente geral do BIG-IP, e membro do conselho da Girls Who Code

Esta é a Semana Nacional de Codificação no Reino Unido! Para marcar a ocasião, conversamos com Kara Sprague, vice-presidente executiva e gerente geral do BIG-IP e membro do conselho da Girls Who Code (Garotas que Codificam), para comentar sobre a forma como a codificação é vista, o respectivo papel no desenvolvimento profissional dela e o impacto contínuo em todos os tipos de setores.

Uso da Lei de Modernização de Tecnologia do Governo para melhorar a segurança cibernética (agora)

Quando a Lei de Modernização de Tecnologia do Governo (Lei MGT) foi sancionada em 2017, seu objetivo era que as agências pudessem solicitar o apoio do Fundo de Modernização de Tecnologia, projetado para ajudá-las a sair de sistemas legados e investir em tecnologias ágeis e transformadoras. Com o tempo, o estabelecimento da Lei MGT provou ser ainda mais visionário do que qualquer um poderia ter imaginado.

Como a IA automatizará a segurança cibernética no mundo pós-COVID

Shuman Ghosemajumder: Agora, é óbvio para todos que o trabalho remoto generalizado está acelerando a tendência de digitalização na sociedade que vem acontecendo há décadas. O que leva mais tempo para a maioria das pessoas identificar são as tendências derivadas. Uma dessas tendências é que a dependência cada vez maior de aplicações online significa que o crime cibernético está se tornando ainda mais lucrativo.

A orientação TIC 3.0 deve mudar sua abordagem de segurança?

A orientação 3.0 da iniciativa Trusted Internet Connections (TIC) é uma excelente oportunidade para revisar sua abordagem de segurança. Por causa da evolução das ameaças, os especialistas em segurança do governo federal sabem que é importante permanecer vigilante. Embora a tecnologia mude, o objetivo final permanece o mesmo — proteger sua agência, parceiros e clientes.

Lifewire ajuda sobreviventes de violência doméstica a encontrar uma tábua de salvação por meio de suporte digital remoto

Com a ajuda de um subsídio da F5 Global Good Tech for Good para resposta à COVID-19, a Lifewire foi capaz de fazer uma transição rápida para serviços remotos para vítimas de violência doméstica.

Controle consistente do acesso a aplicações multinuvem com o F5 Access Manager e Equinix

A consistência da política em várias propriedades de nuvem tem sido o principal desafio que as organizações enfrentam desde que perguntamos sobre os desafios multinuvem. A recente diáspora de aplicações e controle de acesso só serve para exacerbar a importância da implementação de um ponto de controle de acesso unificado capaz de impor um conjunto consistente de políticas de acesso.

Empacotamento e mudança para SaaS

Embora o SaaS não seja realmente tão novo, o que é novo é a variedade de atividades que estão sendo comoditizadas e empacotadas como SaaS. Todos os tipos de funções de negócios estão juntando CRM, SFA, produtividade e comunicações como ofertas de SaaS. E prevemos que as organizações rapidamente aproveitarão a chance de transferir a operação desse software para um fornecedor.

Arquiteturas nativas da nuvem aceleram a necessidade de novas maneiras de resolver os desafios de segurança

Apesar das mudanças na arquitetura e localização, os problemas de segurança não mudam. Os clientes ainda precisam proteger as aplicações, garantir a disponibilidade e se defender contra ataques de DDoS. A segurança de aplicações é apenas um desafio maior agora devido à expansão das superfícies de ataque e vulnerabilidades.

United Way Bay Area ajuda os Centros SparkPoint a se adaptarem durante a pandemia

Com a ajuda de uma doação F5 Global Good Tech for Good, a United Way Bay Area conseguiu fazer a transição para a prestação de serviços virtuais para seus clientes durante a pandemia. Essa injeção de fundos ajudou a expandir a infraestrutura digital dos Centros SparkPoint e colaborou com o treinamento virtual para voluntários da linha de apoio.

Estamos entrando em um novo mundo de “aplicações adaptáveis”. Saiba o que isso significa.

A F5 acredita que um elemento importante dessa automação mais sofisticada é permitir que as aplicações se adaptem. Muito parecido com um organismo vivo, as aplicações adaptativas crescem, encolhem, defendem e curam-se com base no ambiente em que estão e na forma como estão sendo usadas. Isso se aplica tanto a organizações nativas digitais nascidas na nuvem quanto a empresas estabelecidas com uma combinação complexa de arquiteturas tradicionais e modernas.

As vantagens e a necessidade do código aberto

Os processos ágeis permitem lançamentos rápidos para entregar valor ao cliente de forma rápida e contínua; e novas tecnologias tornam viável entregar lançamentos diários, especialmente para clientes que operam em uma escala global maciça. O código aberto fornece um modelo que oferece a flexibilidade, agilidade e estabilidade que as empresas precisam para entregar aplicações de maneira eficiente a seus usuários finais, sem as restrições de dependência de fornecedor.

Além da visibilidade está a operacionalidade

Existem duas paredes no caminho da entrega das aplicações. A primeira (que tem causado muitos atritos) é entre o desenvolvimento e a produção. E embora as metodologias de DevOps tenham começado a quebrar essa barreira, a outra, aquela entre a produção e a entrega aos consumidores, não é violada tão facilmente.

À medida que a nuvem conquista o setor financeiro, manter os clientes seguros exige tecnologia e talento

Chad Davis da F5: A ruptura digital chegou para empresas de serviços financeiros notoriamente cautelosas. As aplicações são um dos diferenciais competitivos mais importantes na indústria hoje, impulsionando tudo, desde sistemas de contabilidade a mecanismos de transação e a experiência do cliente. O que é mais surpreendente é que essas aplicações estão cada vez mais sendo executados na nuvem.

Múltiplas nuvems? Riscos múltiplos.

A maioria das organizações opera em várias propriedades de nuvem, além de sua própria nuvem privada local. Nos últimos três anos, perguntamos sobre os desafios e frustrações dos profissionais em todas as funções da experiência de TI ao operar nesse modo. Todos os anos, a melhor resposta é a mesma: consistência.

A F5 apresenta crescimento de receita de 4% em uma forte demanda contínua de software no terceiro trimestre do ano fiscal de 2020

CEO da F5: “Os clientes continuam buscando a F5 para habilitar suas necessidades de aplicações de missão crítica e implantar uma combinação de soluções que abrangem nosso portfólio de serviços de aplicações multinuvem F5, NGINX e Shape. Em um ambiente de COVID-19 desafiador, nossa profunda incumbência e o alinhamento estreito com as prioridades de investimento dos clientes está provando vantagens competitivas distintas e impulsionando a resiliência em nosso negócio”.

Transformação digital: avanço da automação para os fluxos de trabalho

Nas três fases da transformação digital, a primeira fase é toda sobre automação. O foco na digitalização de fluxos de trabalho na fase dois acabará por oferecer às empresas um caminho para a terceira fase, na qual os serviços orientados por dados gerarão percepções acionáveis que melhoram a eficiência, reduzem o atrito do processo e aumentam a produtividade e os lucros.

Uma organização sem fins lucrativos gira de relacionamentos pessoais para digitais a fim de atender aqueles que foram duramente atingidos pela pandemia

A Big Table dedica-se a cuidar daqueles que estão em crise, em transição ou em perigo de serem negligenciados no setor de restaurantes e hospitalidade. Eles se inscreveram e receberam um subsídio da F5 Global Good “Tech for Good” para resposta à COVID-19, atualizando notebooks e comprando câmeras, iluminação, cenários, um teleprompter e outros equipamentos para permitir a transmissão ao vivo de eventos.

O mundo da criptografia em mudança: implantações TLS em 2020

Privacidade online não é mais simplesmente ficar longe de olhos curiosos. A criptografia na Web desempenha um papel fundamental para garantir nossa privacidade e está em constante mudança.

Os hospitais universitários de Lancashire do NHS Foundation Trust contam com a F5 para acesso remoto seguro durante a COVID-19

Devido à COVID-19, os hospitais universitários de Lancashire do NHS Foundation Trust precisaram que um número significativamente maior de funcionários trabalhassem em casa. A F5 e seu parceiro, Full Proxy, rapidamente combinaram forças para garantir que mesmo um aumento de dez vezes no número de usuários remotos não tivesse impacto na experiência do usuário.

Vulnerabilidade da interface do usuário de gerenciamento de tráfego: como atenuar

[Artigo DevCentral da F5] Um novo anúncio de vulnerabilidade de execução remota de código que afeta várias versões do BIG-IP acaba de ser lançado em 30 de junho de 2020. Devido à gravidade dessa vulnerabilidade, recomendamos instalar imediatamente a versão com patch mais recente para proteger seu sistema BIG-IP de comprometimento.

Vídeo da Equipe de Resposta a Incidentes de Segurança (SIRT) da F5

Peter Silva explica os detalhes e por que bloquear a porta de gerenciamento é a principal dica da SIRT da F5 para manter seu BIG-IP e sua rede protegidos contra intrusos.

A nova solução da F5 defende os sites dos clientes utilizando a proteção contra bots e preenchimento de credenciais

O Silverline Shape Defense, um serviço totalmente gerenciado da F5, ajuda os clientes a se concentrar melhor em seus usuários e a proteger os negócios contra bots, preenchimento de credenciais, extração de dados e outros ataques automatizados que resultam em fraude e abuso, levando a eficiência comprometida, perda de receita e danos à marca.

A F5 adiciona prevenção contra fraudes e bot com tecnologia de IA aos populares serviços gerenciados F5 Silverline

Gail Coury: Com o Silverline Shape Defense, as empresas obtêm os resultados de visibilidade, detecção e mitigação que precisam para eliminar a fraude; reduzem hospedagem em nuvem, largura de banda e custos de computação; melhoraram as experiências do usuário; e otimizam seus negócios com base no tráfego humano real.

A próxima fase do monitoramento de aplicações é preditiva

Inicialmente confinado ao data center, o monitoramento de desempenho de aplicações (APM) tornou-se cada vez mais orientado ao contexto em torno das experiências do usuário baseadas na Web. Hoje, não é suficiente identificar o que deu errado depois do fato. As empresas precisam identificar onde os problemas podem ocorrer antes que aconteçam.

O Shape facilita demais para os usuários do Fastly identificar ameaças e fornecer mitigação direcionada

Se você é um usuário do Fastly CDN, os recursos de análise de log líderes do setor do Shape estão ao seu lado. O impacto no tráfego de produção é zero, portanto, não há risco de consequências negativas — apenas a coleta direta de informações. Frank Strobel da F5 dá uma olhada mais de perto.

Uma carta do grupo de inclusão de funcionários F5 Appreciates Blackness (FAB) em resposta ao Black Lives Matter

Queremos compartilhar esta mensagem poderosa para os funcionários da F5 emitida pelos líderes do grupo de inclusão de funcionários FAB como uma publicação no blog para ajudar a canalizar nossa energia coletiva para ações concretas. A F5 se solidariza com a comunidade negra e com aqueles que protestam em apoio à justiça social em todo o mundo.

Discurso informal com o CEO da F5, François Locoh-Donou

Publicado originalmente para o Mês da História Negra, François Locoh-Donou conversa com Monique Thompson, copresidente da F5 Appreciates Blackness, sobre sua jornada pessoal, como é ser um homem negro na América corporativa e como promover o diálogo e a compreensão sobre os desafios enfrentados pelos negros americanos.

Leia o compromisso da F5 contra o racismo e a discriminação

Na F5, nosso compromisso com a luta contra o racismo é uma parte fundamental da nossa cultura como empresa. Consideramos a diversidade e a inclusão parte de ser um funcionário da F5. Assim, nosso grupo de inclusão de funcionários F5 Appreciates Blackness (FAB), a equipe de Diversidade e Inclusão e os executivos estão compartilhando os passos que estamos tomando como empresa e o compromisso que estamos assumindo como indivíduos.

A terceira onda de nuvem está atingindo o nível mais alto

Há um fluxo e refluxo nos ciclos de tecnologia. Sua inevitabilidade existe em muitas teorias, como a curva S da inovação e o ciclo de campanha publicitária de uma certa firma de analistas bem conhecida. A nuvem está sujeita a essas mesmas ondas. Vimos dois ciclos muito fortes nos últimos dez anos e parece que uma terceira onda está começando a crescer.

A F5 fortalece a parceria com a Rakuten Mobile para fornecer serviços avançados de segurança de aplicações para a plataforma de comunicações Rakuten

Yuichi Gonda, vice-presidente regional da F5 Networks Japan, comentou: “Estamos muito satisfeitos em apoiar a Rakuten Mobile em sua jornada 5G para se tornar um provedor global de telecomunicações. Isso demonstra como as soluções F5 entregam e protegem aplicações — desde o código até o cliente, reduzindo a complexidade operacional e os custos das empresas de telecomunicações”.

O manual de tecnologia para COVID-19 e um futuro mais ágil

Kara Sprague, vice-presidente executiva: A pandemia aumentou as apostas da noite para o dia nas experiências digitais. O manual para prosperar tem quatro fases distintas, que ouvi consistentemente de clientes e observadores do setor. Várias organizações estão aplicando essa abordagem para aprimorar suas operações com novos processos digitais que irão impulsionar a diferenciação contínua.

Aprimoramento dos resultados de negócios e das experiências de aplicações com um gateway de nuvem na Equinix

A Equinix aborda os desafios de aplicações distribuídas com conectividade, latência e capacidade nas camadas de rede com seus locais de borda de nuvem e magia de rede. Com segurança e visibilidade total dos fluxos de tráfego, também atua como um ponto de controle entre usuários, locais, nuvens e dados em que as organizações podem implantar e aproveitar os benefícios e recursos de um gateway de nuvem (como o BIG-IP da F5).

Como os contêineres mudam a escalabilidade

Na era da nuvem, o foco mudou da escala vertical para a horizontal. Ainda precisamos de mais largura de banda e capacidade de computação e processamento, mas aprendemos como distribuir essa necessidade. É a maneira como os recursos são reunidos que muda o jogo. E não se engane, o jogo mudou graças aos contêineres.

Mitigação de ataques de DDoS até 300 vezes maiores em magnitude em ambientes de nuvem: Apresentação do BIG-IP VE para SmartNICs

Para provedores de serviços e empresas em transição para infraestrutura de rede 5G e arquiteturas de nuvem modernas, os ambientes virtuais agora podem ser hospedados em servidores baseados em padrões de baixo custo, ao mesmo tempo em que movem funções específicas para uma placa de interface de rede inteligente, aumentando assim o desempenho e reduzindo a latência no núcleo e na extremidade da rede.

Dia Internacional da Mulher na Engenharia de 2020 — Perguntas e respostas com Sara Boddy, diretora sênior das Comunidades da F5

Para marcar o Dia das Mulheres na Engenharia deste ano, conectamo-nos com Sara Boddy, diretora sênior das Comunidades da F5 (F5 Labs e DevCentral), para discutir sua carreira até o momento e por que precisamos nos esforçar continuamente para obter mais diversidade em tecnologia.

Aceite todas as pessoas por quem elas são: lições de vida do tio Johnny

Scot Rogers, patrocinador executivo do grupo de inclusão de funcionários (EIG) F5 Pride, compartilha seus pensamentos sobre a defesa da comunidade LGBTQ+ na F5 e como as experiências e a perspectiva de um parente próximo ilustraram “a importância de aceitar todas as pessoas por quem elas são, como elas são e onde quer que estejam em sua jornada de vida”.

Por que a NFV é mais relevante do que nunca

Embora seja verdade que as taxas de adoção ficaram aquém das previsões iniciais, há muitas evidências que sugerem que a NFV (Virtualização de funções de rede) é tão relevante como sempre foi. Talvez ainda mais.

Shape Security da F5 ganha prêmio por segurança de aplicações

Os prêmios Fortress Cybersecurity destacam as empresas e produtos líderes mundiais que trabalham para manter os dados e ativos eletrônicos protegidos contra as ameaças crescentes de hackers.

Privacidade é importante em uma economia baseada em dados

Os dados são provenientes de diversas fontes no caminho do código para o cliente. Aplicações. Plataformas. Serviços de aplicações. Infraestrutura. Dispositivos. Todos são capazes de emitir dados que podem ser transformados em valor comercial pela solução certa. O obstáculo durante qualquer discussão sobre o uso de dados é, obviamente, a privacidade.

Como a COVID-19 está testando o vigor das empresas de telecomunicações

Vivemos em tempos de teste. Para as operadoras de telecomunicações, a pandemia da COVID-19 apresenta desafio após desafio. Isso vai desde uma grande incompatibilidade entre a configuração da rede e os novos padrões de tráfego, até ataques físicos à infraestrutura 5G e formas elaboradas de fraude planejadas por uma nova geração de criminosos. Ao mesmo tempo, os clientes subempregados consultam as faturas e questionam seus planos tarifários.

O papel fundamental da arquitetura de dados (em um mundo focado em analítica)

A primeira etapa em uma discussão sobre arquitetura de dados é definir qual é a abrangência do conceito de “arquitetura de dados”. Sem surpresa, a resposta acaba sendo matizada — ela é multifacetada e em camadas. Para ajudar a fundamentar a discussão, é útil começar pensando sobre ela em termos da jornada dos dados de telemetria coletados.

Os pagamentos corporativos tornam-se digitais após a COVID-19

Os pagamentos digitais se tornaram tão comuns quanto o dinheiro costumava ser. As paralisações devido à pandemia da COVID-19 apenas aceleraram a taxa dos consumidores que dependem de tais serviços. Mas também acelerou os pagamentos digitais no lado corporativo. Afinal, as empresas ainda têm contas a pagar e a receber, estejam abertas ao público ou não.

Aperfeiçoamento do suporte para aplicações em contêineres: anúncio do Container Ingress Services 2.0

Com o desenvolvimento de tecnologias de orquestração de contêineres, trabalhar com contêineres é mais fácil e mais programático do que nunca. Mas a orquestração é apenas metade da batalha. Estratégias de contêiner eficazes também exigem soluções para os diferentes elementos vinculados às aplicações, como redes, armazenamento, segurança, gerenciamento de tráfego e DNS.

Caminho da F5 para uma plataforma de análise de aplicações multifuncional

Geng Lin, diretor de Tecnologia: Hoje, a F5 oferece os serviços de aplicações mais abrangentes ao longo do código para o caminho do cliente. Para o futuro, estamos dobrando as telemetrias e análises de aplicações para ajudar nossos clientes a obter percepções sobre suas aplicações, fluxos de negócios e experiências do usuário. À medida que desenvolvemos nossos recursos de análise de nuvem, vamos aproveitar ainda mais o ML/IA para ajudar nossos clientes a melhorar seus serviços de negócios.

Não deixe a segurança para trás — 6 meses de proteção de aplicações Web baseada em SaaS grátis para saúde, organizações sem fins lucrativos e educação

Em um ambiente imediatista, você precisa de uma maneira rápida e fácil de garantir que suas aplicações Web sejam cobertas por proteções fundamentais. A F5 reconhece as pressões que estão na linha de frente da crise da COVID-19, e não queremos que uma nova tecnologia seja outra.

Zero Trust em um mundo centrado em aplicações

Zero Trust é uma estratégia poderosa que pode ajudar uma empresa a caminhar mais rápido e ser mais segura. Embora não seja um conceito novo, é aquele que assumiu relevância particular para os negócios baseados em aplicações e ambientes multinuvem atuais.

F5 nomeia Tom Fountain como chefe de estratégia e serviços globais

A F5 anuncia a nomeação de Tom Fountain como vice-presidente executivo de Serviços Globais e diretor de Estratégia. Nessa função, ele chefiará as operações de suporte global, consultoria profissional, serviços educacionais, sucesso do cliente, manufatura e serviços de tecnologia da F5.

As duas perguntas que você precisa responder para obter alta disponibilidade

A demanda por experiências digitais aumentou. E não há nada mais frustrante para um usuário do que uma falha de carregamento de uma aplicação ou site. Para ser honesto, não há nada mais frustrante para uma operadora do que uma aplicação ou site que não carrega. Alcançar alta disponibilidade não é apenas uma questão de inserir um balanceador de carga no caminho de dados. Isso faz parte da equação, mas é apenas uma das etapas necessárias para garantir que uma aplicação ou site permaneça disponível.

Proteção do acesso remoto ao mesmo tempo que protege contra ameaças criptografadas

Jay Kelley analisa como as organizações estão começando a mudar suas preocupações com a tecnologia do acesso às aplicações e manutenção da produtividade do usuário em direção à segurança das aplicações. O artigo também mostra como os cibercriminosos estão se adaptando e o que você pode fazer a respeito.

A evolução do balanceamento de carga está ligada à arquitetura de aplicações

Não deve ser surpresa que, à medida que uma nova geração de arquiteturas de aplicações evolui, uma nova geração de balanceamento de carga a acompanha. Desde o nascimento do balanceamento de carga, pouco antes da virada do século, a tecnologia avançou em um ritmo previsível, o que significa que é hora de inovar.

A F5 acelera a transformação digital dos clientes com visibilidade e controle de aplicação de ponta a ponta

As soluções de Beacon, BIG-IQ e NGINX Controller da F5 oferecem aos clientes visibilidade de ponta a ponta sobre a integridade e o desempenho das aplicações, junto com o tráfego integrado, a segurança e os controles de gerenciamento de APIs para agir com base nessas percepções, revelando novas maneiras de reduzir a sobrecarga operacional e alcançar um tempo de colocação no mercado mais rápido.

Uma nova luz: análise das novas ferramentas da F5 para visibilidade centrada em aplicações

Com o portfólio de soluções de visibilidade da F5, os clientes podem coletar e analisar as métricas da aplicação, não importa onde a aplicação ou os serviços da aplicação estejam implantados. Eles podem se conectar a aplicações onde quer que vivam, dimensionar análises nativamente e fechar lacunas desconhecidas na visibilidade da aplicação para expandir e fortalecer a segurança e a confiabilidade.

Suporte aos nossos parceiros e clientes por meio de mudanças

À medida que começamos a lidar com o fato de que nossa recuperação não acontecerá tão rapidamente quanto gostaríamos, estamos criando maneiras inovadoras de manter os negócios progredindo. Estamos oferecendo novas ferramentas e recursos para nossa comunidade de parceiros para ajudar a resolver os desafios dos clientes com acesso remoto e segurança.

Continuidade do Pride e Unity em tempos incertos

Pode parecer que já faz um milhão de anos desde que hospedamos nosso primeiro Simpósio LGBT+ EMEA no Simpósio de Trabalho em Londres (que incluiu o lançamento oficial da filial do Reino Unido e Irlanda da F5 Pride), mas nosso trabalho nos bastidores continuou acelerado. De muitas maneiras, nossa missão está apenas começando.

A importância de calibrar as medições de integridade da aplicação

Lori MacVittie: Assim como a integridade do nosso aquário de recife doméstico, a integridade das aplicações requer atenção cuidadosa às principais métricas. Desvios, especialmente flutuações violentas, podem indicar um problema. O ajuste manual de métricas não é um processo que você deseja imitar quando se trata de aplicações (uma vez que uma organização média mantém de 100 a 200 aplicações em seu portfólio digital).

F5 e Microsoft: simplificação da experiência de acesso à aplicação do usuário e do administrador

Juntos, o Azure Active Directory e o BIG-IP APM oferecem segurança unificada e experiência do usuário entre aplicações modernas e clássicas, fornecendo um único plano de controle de identidade e proporcionando SSO de qualquer dispositivo para todas as aplicações, sejam elas hospedadas no local ou na nuvem, e se elas comportam ou não autenticação e autorização modernas.

Microsoft e F5: juntas abordando o acesso remoto seguro e produtividade

Com os impactos da COVID-19, agora, os funcionários em trabalho remoto e de suas residências requerem acesso seguro e contínuo às aplicações que precisam para serem produtivas, especialmente com todos os novos desafios que enfrentam todos os dias. O BIG-IP APM da F5 e o Azure Active Directory simplificam a experiência do usuário para acesso à aplicação ao permitir que os usuários façam logon uma vez e acessem todas as aplicações aos quais têm direito em qualquer local.

Agilidade em tempos de interrupção

Mika Yamamoto, diretora de Marketing e Experiência do Cliente, discute a conferência virtual Agility da F5, o evento líder do setor para arquitetos, engenheiros e desenvolvedores aprenderem como construir, gerenciar e proteger aplicações em ambientes multinuvem pode acelerar a transformação digital e proporcionar melhores experiências ao cliente.

Como uma crise revela o valor dos sistemas centrados no ser humano

A cultura não é algo que pode ser ativado em resposta a uma crise. A transformação digital, acima de tudo, é uma resposta a uma necessidade do negócio. Portanto, as iniciativas que a apoiam precisam ser projetadas com os resultados de negócios em mente. Teri Patrick da F5 analisa como os resultados de negócios foram informados pela cultura organizacional no contexto da pandemia atual.

Opções poderosas para provedores de serviços: a F5 faz parceria com o ecossistema de nuvem da rede de empresas de telecomunicações da IBM

James Feger, gerente geral de Provedores de Serviços da F5: Esta nova área de parceria é significativa, pois lança um holofote global sobre os valores compartilhados da F5 e da IBM para oferecer aos provedores de serviços opções mais amplas de arquiteturas e infraestruturas modernas — com opções de hardware e software para habilitar contêineres de nuvem híbrida de código aberto e inovar em direção à rápida transformação da rede.

Os microsserviços serão a nova COBOL

Em meio a essa pandemia, os sistemas de processamento de pedidos de seguro-desemprego em muitos estados dos EUA correram perigo. Desenvolvidos usando COBOL, os sistemas enfrentaram uma demanda esmagadora, gerando chamadas urgentes para aqueles proficientes em uma linguagem de programação que datava de 1959. Paralelamente, muitas aplicações que conduzem os esforços contemporâneos de transformação digital são baseadas em microsserviços. Essas aplicações, como seus antepassados COBOL, provavelmente serão tão críticos que também poderão estar em execução em 50 ou 60 anos.

A segurança (ainda) é responsabilidade de todos

A expansão de aplicações vinculadas aos esforços de transformação digital das organizações também aumenta o número de superfícies de ataque para alvo dos criminosos, com os efeitos da atual pandemia acelerando ainda mais esse crescimento. Juntamente com a tendência dos usuários de reutilizar senhas, infelizmente você tem um ambiente excelente para ataques de preenchimento de credenciais. Neste artigo, Renuka Nadkarni, do escritório do diretor de Tecnologia da F5, destaca as melhores práticas que podem ajudar empresas e consumidores a se protegerem.

Visibilidade: onde começam o gerenciamento eficaz do serviço de aplicação e a solução de problemas

À luz das iniciativas de transformação digital que estão rapidamente se tornando uma “caixa de seleção” para empresas modernas, é fundamental o gerenciamento eficaz de serviços de aplicações, bem como dos dispositivos que os alimentam. Também não é fácil, simples ou óbvio, especialmente no mundo multinuvem. É por isso que a F5 é tão dedicada em fornecer visibilidade e controle de aplicação ponta a ponta, do código ao cliente, com o BIG-IQ 7.1.

A F5 oferece 7% de crescimento de receita no segundo trimestre do ano fiscal de 2020

“Vimos uma aceitação rápida e contínua do nosso software e de ofertas baseadas em assinatura à medida que empresas e clientes provedores de serviços em todo o mundo buscam a F5 para garantir acesso, entrega e segurança consistentes de aplicações”, disse François Locoh-Donou, CEO e presidente da F5. “No último mês do trimestre, também observamos um aumento na demanda por capacidade, à medida que os clientes procuravam rapidamente e, em alguns casos, escalar maciçamente os recursos de acesso remoto para manter seus funcionários seguros e seus negócios funcionando”.

Notícias de parceiros: plataforma de segurança de dados da Fortanix agora disponível no Microsoft Azure para aprimorar a proteção de dados privados na nuvem pública

Frank Strobel, diretor de Segurança Cibernética e Alianças de IoT da F5: “Os clientes que executam soluções BIG-IP e NGINX no Azure agora têm uma escolha adicional para gerenciamento de chaves que preserva a escalabilidade enquanto fornece controle total na proteção do tráfego do site”.

Controle versus execução no caminho de dados

A ascensão da nuvem e a adoção contínua de contêineres apontam para caminhos de dados dinâmicos por meio dos quais as aplicações são entregues. Um único ponto estratégico de controle e execução muitas vezes não é mais viável em termos operacionais ou de arquitetura. Mas isso não significa que um ponto unificado de controle não seja mais possível, desde que se escolha uma ferramenta adequada.

Adoção de uma abordagem “ser humano em primeiro lugar” à medida que os clientes se adaptam rapidamente

Ao priorizar a saúde e o bem-estar, as organizações em todo o mundo estão descobrindo como podem trabalhar com eficácia quando os funcionários estão separados pela distância física. Ian Jones, chefe das equipes globais de Serviços Profissionais e Serviços de Treinamento da F5, destaca as formas como as organizações estão atendendo às demandas de hoje e revelando lições que serão aplicadas muito depois do fim da pandemia.

A F5 e a AlgoSec permitem gerenciamento holístico de segurança de rede

Nos ambientes de TI heterogêneos de hoje, é muito fácil a proliferação de regras e objetos associados aos dispositivos que compõem a rede, adicionando complexidade e risco. Para ajudar a resolver isso, a AlgoSec trabalhou em estreita colaboração com a F5 para estender os recursos de visibilidade e orquestração em toda a estrutura de segurança de rede de vários fornecedores.

Mika Yamamoto discute como remover o atrito e agregar contentamento em organizações líderes de marketing e experiência do cliente

Áudio e transcrição da recente aparição da CMCXO da F5, também abordando a transformação digital e o significado de “o código conecta todos nós”. (Podcast também disponível no Spotify, Podcasts da Apple, Google Play, iHeartRadio, entre outros.)

Consequências não intencionais da COVID-19: exposição operacional

Tempos extraordinários exigem medidas extraordinárias. Muitas pessoas pronunciaram essa frase em relação à COVID-19. Uma dessas medidas extraordinárias foi um pivô para o trabalho remoto para muitos de nós. Nesse contexto, o acesso a aplicações essenciais é discutido com frequência, mas raramente ouvimos os detalhes sobre como esse acesso foi habilitado.

Servidores de aplicações como pontos de inserção

Um ponto de inserção é um local distinto no código em termos arquitetônicos para o caminho de dados do cliente no qual faz sentido adicionar funcionalidade que geralmente está fora do alcance do desenvolvimento ou operacionalmente mais eficiente. Os pontos de inserção incluem o cliente, a infraestrutura e a própria aplicação. Então, o que estamos procurando são serviços de aplicações que sejam operacionais e econômicos no ponto de inserção; neste caso, estamos focados no próprio servidor de aplicações (plataforma).

O quanto sua VPN é segura?

Como sempre importante, a segurança da rede virtual privada (VPN) agora é imperativa, dada a atual pandemia da COVID-19. O trabalho remoto rapidamente se tornou o novo normal e, dessa forma, a demanda por recursos de VPN disparou. Infelizmente, embora não seja surpresa, os ataques a VPNs aumentaram paralelamente de forma acentuada.

Vivendo durante a pandemia na Ásia: uma perspectiva sobre a crise

Kunaciilan Nallappan da F5 reflete sobre os primeiros dias de 2020, compartilhando suas ideias sobre a resposta inicial da empresa à pandemia da COVID-19 e a importância contínua de colocar funcionários, clientes e comunidades em primeiro lugar enquanto vencemos os obstáculos desse período juntos.

Otimização de vídeo e rede para provedores de serviços móveis na época da COVID-19

Para os provedores de serviços móveis, a COVID-19 tem sido recentemente o catalisador para o crescimento expressivo do tráfego, já que as empresas e os consumidores seguem as diretrizes obrigatórias para ficar em casa. Felizmente, muitos provedores de OTT restringiram seus fluxos de vídeo para reduzir a pressão sobre a rede, mas isso também destacou a importância dos provedores de serviços estarem preparados.

Das soluções às pilhas: a era da montagem

Essa componentização da TI é como a componentização das aplicações que tem a tarefa de proteger e entregar. Estima-se que 80 a 90% das aplicações modernas são compostos de componentes de terceiros, a maioria deles de código aberto. Os benefícios de fazer isso incluem velocidade, capacidade de resposta às mudanças (agilidade) e redução no custo de criação do software. Afinal, se outra pessoa já escreveu o código de uma roda, por que reinventá-la?

O que seis anos de dados do “Estado dos Serviços de Aplicações” nos dizem sobre a preparação da organização

À medida que as organizações mobilizam rapidamente equipes globais para trabalhar em casa, elas estão considerando o desempenho, a disponibilidade e a segurança de suas aplicações corporativas. Em conversas recentes com clientes e parceiros em todo o mundo, vemos um foco renovado em alguns dos mesmos serviços de aplicações que lideraram a lista em 2015 — balanceamento de carga, firewall de rede, antivírus e, o mais importante, identidade e acesso.

Envolvimento das equipes e comunidades globais durante as mudanças de cursos da COVID-19

À medida que a COVID-19 continua causando impacto em escala mundial, a diretora de Recursos Humanos da F5, Ana White, e o diretor de Marketing e Experiência do Cliente, Mika Yamamoto, refletem sobre a implementação de esforços de resposta e prontidão que alcançam funcionários e comunidades em todo o mundo.

A F5 adiciona Sri Shivananda ao seu Conselho de Administração

“Durante toda a carreira, Sri esteve na vanguarda de como a tecnologia pode ser aproveitada para tornar os serviços financeiros e comerciais mais convenientes, acessíveis e seguros”, disse François Locoh-Donou, presidente e CEO da F5. “Seu histórico será um grande trunfo para a F5 à medida que expandimos ainda mais as maneiras de nos conectamos com nossos clientes por meio de SaaS, nuvem e esforços digitais de entrada no mercado”.

Ganhar visibilidade em suas aplicações requer a quebra de silos operacionais

Kara Sprague, vice-presidente executiva da F5: Um dos motivos pelos quais a visibilidade no nível da aplicação permanece tão elusiva é porque os caminhos de dados da aplicação são complexos. Geralmente, existem vários silos operacionais ao longo do caminho de dados para uma única aplicação e ainda mais silos operacionais para cada uma das arquiteturas de aplicação e ambientes de infraestrutura usados em qualquer arquitetura multinuvem. E onde há silos, a visibilidade é limitada.

Serviços técnicos da F5: continuação dos negócios na época do coronavírus

A pandemia da COVID-19 criou uma nova realidade de trabalho quase da noite para o dia. Globalmente, empresas como a F5 estão encontrando novas maneiras de reforçar a flexibilidade e a colaboração inovadora como elementos-chave da cultura do funcionário. Neste artigo, Jay Kelley examina mais de perto as atividades da equipe de Serviços de Tecnologia da F5 durante o mês de março de 2020 para atender às necessidades de mudança da empresa e de seus clientes.

Otimização do acesso remoto para oferecer suporte ao trabalho remoto durante a COVID-19

O domínio geral do tráfego de vídeo e SaaS hoje é, em parte, o motivo pelo qual os serviços de acesso remoto estão sendo sobrecarregados. Paralelamente, a ascensão da telemedicina durante esta pandemia está aumentando e, com ela, o tráfego de vídeo ao vivo. Uma maneira de aumentar a capacidade e melhorar o desempenho para usuários remotos é atualizar sua configuração de acesso remoto para refletir a composição moderna do tráfego de aplicações.

Surgimento de DevOps para a ocasião, preenchimento de lacunas de segurança da aplicação Web com o Essential App Protect Service da F5

O Essential App Protect elimina a complexidade e as suposições de proteger as aplicações, oferecendo segurança simples, rápida e escalonável baseada na nuvem para aplicações Web — onde quer que estejam implantadas. O serviço pode ser ativado em minutos, oferecendo às aplicações proteção imediata contra explorações comuns da Web, IPs maliciosos e ataques coordenados.

A próxima jornada para aplicações: extraindo valor de um mar de dados

Ken Arora, do escritório do diretor de Tecnologia da F5, examina como a evolução das aplicações e serviços de aplicações interage e harmoniza com a megatendência maior de extração de valor de dados (bem como a transformação digital), em que ponto essa simbiose está hoje e, finalmente, para onde está indo no próximo futuro.

Manutenção das redes em funcionamento e protegidas em tempos de incerteza

Uma nova realidade traz novas vulnerabilidades. Com quase 100% da equipe trabalhando à distância, qual se torna o elo mais importante na cadeia de conectividade? Quando exponencialmente mais clientes dependem da Internet para fazer pedidos de produtos, que parte das operações de uma organização de repente se torna a mais crítica? Claro, é a rede.

Nuvem, COVID-19 e a medida elusiva de agilidade

A COVID-19 e sua rápida disseminação pelo mundo alteraram, no entanto, infelizmente e não intencionalmente, as percepções sobre como é a agilidade dos negócios, em especial no contexto da mudança repentina de funcionários que exigem acesso a aplicações e dados de locais amplamente distribuídos.

Manutenção da continuidade dos negócios durante uma crise global

Esteja você lutando para responder aos picos de uso, comunicar-se de forma eficaz com uma força de trabalho que recentemente tornou-se remota ou garantir que todos os funcionários tenham acesso às aplicações e sistemas que permitem que eles façam seus trabalhos, estas são algumas dicas simples para ajudá-lo a se adaptar à nova realidade.

Uma carta do CEO, François Locoh-Donou, sobre a resposta da F5 à COVID-19

Para obter mais informações e visibilidade sobre como a empresa está respondendo à COVID-19, confira aqui uma cópia do e-mail recente enviado aos clientes da F5, NGINX e Shape em todo o mundo pelo nosso CEO como uma publicação no blog.

Pesquisa NetDevOps: a vida cada vez mais automatizada do NetOps

A última pesquisa do NetDevOps está disponível e os resultados mostram uma promessa para o estado do pipeline de implantação empresarial. Um esforço da comunidade, a pesquisa do NetDevOps busca detalhes normalmente não encontrados em pesquisas com foco na “rede”.

DNS não é a primeira coisa que vem à mente em uma crise

Estimulada pelo coronavírus, uma mudança em massa no trabalho à distância tem sido uma das formas mais notáveis pelas quais empresas como a F5 estão agindo rapidamente para garantir que os clientes estejam sempre prontos e em pleno funcionamento. Mas, à medida que essa mudança se instala em todo o setor, as complexidades surgem também em outras áreas.

O estado dos serviços de aplicações em 2020: a divisão do DevOps

Se você acha que os DevOps são apenas desenvolvedores que escrevem scripts e gerenciam pipelines de CI/CD, você está errado. Se você pensasse que eram apenas operações que se concentram no pipeline de desenvolvimento, também estaria errado.

A F5 mantém os funcionários remotos conectados e seguros com o BIG-IP APM

Com a COVID-19 solicitando esforços generalizados de proteção e prevenção, como agora os trabalhadores que estão em casa e remotos podem se manter produtivos, acessar aplicações localizadas em qualquer lugar (de qualquer local, em diferentes dispositivos) e manter as aplicações e dados corporativos protegidos? Jay Kelley fornece algumas orientações úteis no contexto da solução de gerenciamento de acesso da F5, BIG-IP Access Policy Manager (APM).

Resposta ao coronavirus: seis maneiras de melhorar a disponibilidade e o desempenho da aplicação para seus usuários finais

Se você é um profissional de TI, o impacto da COVID-19 apresenta uma série de novos desafios de continuidade de negócios, juntamente com seus inúmeros ajustes interpessoais. Você precisa responder rapidamente a mudanças sem precedentes nos horários de trabalho, ao acesso remoto a aplicações e aos picos nas demandas de rede e dados. Qualquer um deles pode resultar na integridade e no desempenho da aplicação devido a recursos sobrecarregados, afetando sua capacidade de atender aos clientes à medida que eles se adaptam a novas realidades.

Expectativas e adaptação: como enfrentar os desafios mais difusos do cliente hoje

Kara Sprague, vice-presidente executiva da F5: As organizações de hoje estão tentando conciliar um ritmo extremo de mudança com demandas crescentes — atendendo a usuários que nem sempre sabem o que querem, enquanto enfrentam pressão constante para inovar, competir e responder aos desenvolvimentos do mercado. Para muitos dos nossos clientes, essas dinâmicas em rápida mudança se tornaram um catalisador para embarcar em transformações em grande escala.

Dados e computadores não se importam com gênero: perguntas e respostas com Lori MacVittie da F5

Alinhada com o Dia Internacional da Mulher, Lori MacVittie reserva um momento para discutir sua carreira até o presente, dicas para mulheres que procuram entrar na área de tecnologia e razões para otimismo adicional no horizonte (especialmente no espaço de computação em nuvem) nesta seção de perguntas e respostas com Neil Jaques da EMEA.

O estado do portfólio de aplicações corporativas

Quando as organizações adotam novas arquiteturas e desenvolvem novas aplicações, normalmente não jogam fora os que já existem. Embora sempre haja alguma seleção de portfólio ocorrendo ao longo do tempo, geralmente é verdade que as aplicações colocadas em serviço anos atrás usando arquiteturas tradicionais ainda estão em serviço, desde que continuem oferecendo valor de negócios.

Estado dos Serviços de Aplicações em 2020: atitudes de aplicações

Quando investigamos o Estado dos Serviços de Aplicações a cada ano, não nos concentramos apenas nos serviços de aplicações. Há uma infinidade de tendências e tecnologias que impactam os serviços de aplicações em geral, como novas arquiteturas de aplicações, automação e nuvem, que têm cada vez mais um impacto sobre os tópicos circundantes. É necessária uma mudança da entrega de serviços de aplicações como software para software acoplado ao hardware, de máquinas virtuais para a nuvem e, mais recentemente, para contêineres.

Software e alto desempenho: por que eles não precisam ser mutuamente exclusivos

Os benefícios de migrar de ambientes dominados por hardware para nuvem e arquiteturas definidas por software são bem conhecidos — maior escalabilidade, agilidade operacional e flexibilidade econômica, para citar apenas alguns. Mas também existe o equívoco comum de que, para obter esses ganhos, as organizações são forçadas a fazer um sacrifício em relação ao desempenho das suas aplicações.

Achados e perdidos: quando as nuvens cobrem suas aplicações

Lori MacVittie continua uma série de blog sobre o F5 Beacon e a visibilidade da aplicação: A maioria de nós que já trabalhamos em um ambiente corporativo tem pelo menos uma história de incapacidade de localizar uma aplicação em execução em algum lugar nas instalações. Seja em um servidor esquecido há muito tempo sob a mesa de alguém ou nas profundezas do data center, as empresas de longa data estão fadadas a perder uma aplicação uma vez ou outra.

A F5 expande suporte ao LGBTQ+ na EMEA

A F5 anunciou o lançamento da filial do Reino Unido e Irlanda (UKI) do seu grupo de inclusão de funcionários (EIG) F5 Pride esta semana. Também hospedou o primeiro F5 Pride pan-EMEA da empresa: LGBTQ+ no Simpósio de Trabalho, destacando as melhores práticas para diversidade e inclusão, bem como mapeando planos para reforçar ainda mais o suporte de toda a empresa para a equipe LGBTQ+.

A F5 capacita clientes com segurança de aplicação de ponta a ponta

[Comunicado à imprensa] Na RSA, a F5 apresentou sua abordagem focada no cliente para proteção de aplicações, reforçada por novas ofertas e pela recente aquisição da Shape Security pela empresa. Inspirado por casos de uso de clientes, práticas de ataque proeminentes da indústria e inteligência contra ameaças do F5 Labs, o extenso portfólio da F5 protege todas as aplicações sem afetar a experiência do usuário final ou reduzir o tempo de colocação no mercado.

Estado dos Serviços de Aplicações em 2020: percepções da nuvem

Embora ainda seja um termo com muitas definições, nativo da nuvem pode ser considerado uma metodologia e abordagem, não uma tecnologia específica. E a importância de incutir isso com firmeza em sua organização não pode ser exagerada. A prioridade para equipes e indivíduos envolvidos na transformação digital é garantir que eles concordem e entendam o resultado do negócio, usando-o para informar projetos/soluções técnicas.

Comemoração da segurança na nuvem com a Microsoft

A F5 deu início à semana de RSA com brilho e estilo no Microsoft Security 20/20. Esse evento de gala celebrou e homenageou seus principais parceiros dentro do ecossistema de segurança da Microsoft. É extremamente gratificante ser reconhecido pela obsessão que a F5 tem pelo cliente com o Prêmio Impacto no Cliente, visto que a segurança é uma iniciativa crítica e competência central para a F5 e para a Microsoft.

Telemetria: um tipo diferente de dados

Estamos usando telemetria apenas porque parece mais sexy do que dados? Em última análise, tanto os dados quanto a telemetria são bits organizados de informação. Usá-los de forma intercambiável não é crime. Mas a realidade é que, se você quiser ser preciso, há uma diferença. E essa diferença se tornará cada vez mais importante à medida que as organizações avançam na economia de dados.

IA e o papel dos serviços de aplicações

Embora tenhamos que agradecer em grande parte a Hollywood e à ficção científica por nossa compreensão popular do tópico complexo, em termos simples, pode-se definir inteligência artificial como “ensinar um computador a imitar aspectos da inteligência humana”. Para entender como a IA e os serviços de aplicação funcionarão juntos no futuro, primeiro é necessário examinar três tipos distintos de IA: forte, fraca e assistiva.

Serviços de aplicações nativos de contêiner

Um número crescente de serviços de aplicações está se tornando componentes integrais de arquiteturas nativas da nuvem, e os serviços de aplicações emergentes são quase exclusivamente serviços de aplicações nativas de contêiner. (Estes são geralmente, embora nem sempre, implantados como parte do ambiente operacional circundante necessário para fornecer uma aplicação nativo da nuvem.) Lori MacVittie examina exemplos de tais serviços, bem como seu valor crescente para as organizações.

Pesquisa da F5 sobre o Estado dos Serviços de Aplicações destaca as principais oportunidades para dimensionar e acelerar a transformação digital

[Comunicado à imprensa] A F5 anunciou a disponibilidade do seu relatório Estado dos Serviços de Aplicações 2020. A pesquisa deste ano mostrou que muitas organizações estão começando a perceber os benefícios do aumento da escala e da velocidade de implantação de aplicações em seus negócios. Esse valor, no entanto, pode trazer uma complexidade significativa à medida que as organizações mantêm a infraestrutura legada e, ao mesmo tempo, dependem cada vez mais de várias nuvens públicas e privadas, implementam arquiteturas de aplicações modernas e enfrentam um cenário de ameaças sofisticado e em evolução.

Pesquisa do F5 Labs mostra que provedores de serviços globais estão cada vez mais sob a mira de ataque de DDoS

Ataques de negação de serviço distribuído (DDoS) contra provedores de serviços estão aumentando significativamente, de acordo com pesquisas recentes. Uma análise dos dados globais de incidentes de segurança do cliente nos últimos três anos, tanto móveis quanto fixos, também constatou que os ataques de força bruta, embora ainda predominantes, estão diminuindo. Outras ameaças proeminentes observadas incluem dispositivos comprometidos e ataques de injeção na Web.

Provedores de serviços na borda: estruturas comuns de automação e o fim da velocidade e dos compromissos de segurança

Bart Salaets: No passado não muito distante do reino do provedor de serviços, foi traçada uma linha com limites estabelecidos. Por um lado, as equipes de rede e segurança lideraram a evolução para uma arquitetura NFV, com um forte foco na virtualização de rede e funções de segurança. Por outro lado, os desenvolvedores adotaram com entusiasmo as plataformas em nuvem, as metodologias DevOps e a automação por meio de pipelines de CI/CD. O limite é onde eles se encontram.

O estado dos serviços de aplicações em 2020: aplicações, automação e arquiteturas

[Publicação no blog] Meses analisando mais de 2.600 respostas à nossa pesquisa sobre o estado dos serviços de aplicações culminaram em uma visão fascinante do impacto da transformação digital nas organizações em todo o mundo. As empresas estão em uma jornada de transformação tecnológica. Quatro em cada cinco executivos nos disseram que estão atuando em iniciativas de transformação digital e que essas iniciativas estão impulsionando a adoção de arquiteturas nativas da nuvem e serviços de aplicações, com automação e segurança também prioritárias.

O NGINX Controller de última geração da F5 acelera a entrega de aplicações modernas

A F5 apresenta o NGINX Controller 3.0, uma solução de entrega de aplicações nativas da nuvem para ajudar as organizações a aumentar a agilidade dos negócios, reduzir riscos e aprimorar as experiências digitais dos seus clientes. Construída para liberar produtividade e eficiência, a série 3.x oferece a primeira plataforma de autoatendimento multinuvem que remove o atrito entre DevOps, NetOps, SecOps e desenvolvedores de aplicações.

Sexta-feira na F5: integração do BIG-IP com o NSX-T

À medida que as organizações avançam continuamente em sua jornada pela transformação digital, a questão da integração se torna crítica. Além dos desafios de integração óbvios decorrentes do portfólio de aplicações heterogêneas da maioria das empresas, existem desafios semelhantes decorrentes do portfólio de serviços de aplicações heterogêneas que as organizações também mantêm. Lori MacVittie aponta para essa integração F5/VMware para destacar como os clientes podem garantir a segurança, escala e desempenho das aplicações.

Achados e perdidos: suas aplicações são econômicas?

Com aplicações residentes no local, você pode ter uma compreensão de onde todos eles estão ou pelo menos como encontrá-los, se solicitado. Mas com a mudança para aplicações nativas da nuvem e a migração para implantações na nuvem, você sabe onde todas as suas aplicações estão em ambientes multinuvem? Jonathan George explora esses tópicos no contexto do F5 Beacon, a solução SaaS de visibilidade e análise de aplicações da empresa.

F5 Networks anuncia os resultados do primeiro trimestre do ano fiscal de 2020

A F5 anunciou os resultados financeiros de seu primeiro trimestre fiscal encerrado em 31 de dezembro de 2019. A receita de US$ 569,3 milhões no primeiro trimestre do ano fiscal de 2020 reflete um crescimento de 5% de US$ 543,8 milhões no primeiro trimestre do ano fiscal de 2019, impulsionado pelo crescimento da receita de soluções de software de 50%.

Dados sujos representam um risco comercial

A incapacidade de verificar a integridade ou exatidão dos dados deve ser uma preocupação significativa para as organizações que buscam esforços de transformação digital (que dependem fortemente de dados). Esses dados serão usados não apenas para conduzir os negócios, mas também formam a base para o reconhecimento de padrões e comportamentos. Consequentemente, potencializarão análises avançadas que automaticamente tomam decisões operacionais e de negócios sem intervenção humana.

Arquitetura de nuvem segura: planejamento para resultados de negócios

Tim Wagner da F5 traça paralelos entre arquitetura de nuvem segura e planejamento urbano em seu blog mais recente, apontando as principais considerações, itens a serem levados em conta e, crucialmente, perguntas a serem feitas logo no início que podem ajudar a produzir os resultados desejados.

Aceleração da entrega de aplicações desde o código até o cliente com a NGINX

François Locoh-Donou, CEO da F5: O novo NGINX Controller 3.0 traz recursos empresariais aprimorados que vão além do que as soluções tradicionais e nativas da nuvem podem oferecer. Ao dar aos clientes (que abrangem DevOps a NetOps) a capacidade de automatizar funções em modelos de implantação e locais, estamos abrindo um novo conjunto de recursos de autoatendimento que irão aumentar a agilidade, mitigar riscos e aprimorar as experiências que as organizações são capazes de oferecer seus clientes.

Apresentação do NGINX Controller 3.0: acelere o tempo de comercialização com entrega centrada em aplicações

Gus Robertson, vice-presidente executivo e gerente geral da NGINX na F5: Uma abordagem centrada na aplicação capacita os desenvolvedores por meio do autoatendimento, mas a partir de uma solução centralizada que mantém o controle e a conformidade para as equipes de operações. A chave para equilibrar a produtividade do AppDev com a conformidade de Ops é mudar o centro de gravidade da instância da infraestrutura que dá suporte à aplicação para a própria aplicação. Com o Controller, as equipes que abrangem DevOps, NetOps, SecOps e AppDev podem trabalhar em todo o ciclo de vida da aplicação, gerenciando as tarefas relevantes para sua função.

A F5 conclui a aquisição da Shape Security

Juntas, a F5 e a Shape representam uma solução de segurança de aplicações ponta a ponta, reduzindo a complexidade da infraestrutura enquanto protege cada aspecto da jornada do “código até o cliente” contra perdas por fraude online, danos à reputação e interrupções em serviços online essenciais.

A Shape se junta oficialmente à F5 para defender todas as aplicações contra fraude e abuso

O cofundador da Shape, Derek Smith, compartilha suas ideias sobre uma empresa combinada neste novo blog.

Como enfrentar a próxima geração de ameaças com a Shape e a F5

O que diferencia a Shape e a F5 é a capacidade da F5 de capturar dados de alta fidelidade a partir da nossa posição na frente de milhões de aplicações de clientes de missão crítica, combinados com a sofisticada plataforma de análise assistida por IA da Shape. Ao integrar a Shape e a F5, estamos executando nossa visão para criar um conjunto avançado de recursos de segurança que podem lidar com os ataques mais sofisticados da atualidade.

No futuro, o A em API representará automação

API significa Interface de Programação de Aplicação. Com o passar dos anos, evoluiu de uma especificação imperativa fortemente acoplada para um modelo declarativo fracamente acoplado. Independentemente da implementação e do modo de invocação, as APIs tendem a ser associadas ao desenvolvimento de aplicações. Mas outra economia de APIs tem se expandido continuamente. Esta encontra-se dentro das operações. E nesse domínio, o “A” em API significa automação.

Habilidades vitais do DevOps: compreensão e gerenciamento do processo de aquisição

Não é incomum que os engenheiros de DevOps usem ferramentas nativas da nuvem, soluções de código aberto ou outros recursos baratos (ou gratuitos) que não exigem investimento significativo ou interação com a equipe de compras. Mas e se você precisar defender um investimento de TI mais rico para impulsionar as eficiências necessárias, bem como para garantir melhor segurança e desempenho da aplicação?

Achados e perdidos: uma solução simples para um problema difícil

Pare por um minuto e pergunte-se o seguinte: Você sabe quantas aplicações você tem? Você sabe qual é o desempenho dessas aplicações? Você sabe o que essas aplicações estão fazendo? Essas perguntas podem parecer bem básicas, mas muitas empresas estão lutando para encontrar respostas para elas. Adil Laari da F5 explora a visibilidade da aplicação no contexto da nova oferta de SaaS da empresa, o F5 Beacon.

O serviço Essential App Protect da F5 disponível para pré-visualização

Agilidade é o estilo adotado pela TI hoje em dia. Todos nós nos esforçamos para que os desenvolvedores e as operações sejam mais rápidos para liberar a criatividade, desimpedidos das cargas de provisionamento de recursos e infraestrutura de aplicações. O truque é equilibrar nossa necessidade de velocidade de entrega de aplicação com a necessidade de permanecer seguro e compatível (ao mesmo tempo em que incorpora microsserviços, arquiteturas distribuídas baseadas em API, contêineres e implantações multinuvem).

OK ano novo chinês 2020 do rato, e agora?

De acordo com o ciclo do zodíaco chinês, o ano do rato (de metal) está chegando. Como o primeiro animal do zodíaco, o forte e próspero rato traz um ano de novos começos e oportunidades. Peter Silva dá sua opinião sobre os próximos meses e o que eles podem trazer para a indústria.

Achados e perdidos: a proliferação de aplicações leva à falta de percepção

Hoje, existem muitas aplicações corporativas que as organizações usam para conduzir negócios onde a TI não tem visibilidade. Embora esse tipo de proliferação seja um convite ao risco, costuma ser visto como relativamente inofensivo. Isso pode ser porque os executivos e as partes interessadas não estão cientes dos impactos reais de uma incapacidade de administrar um portfólio crescente de aplicações “achadas e perdidas”.

Inserção de serviços de aplicações em arquiteturas de aplicações em constante mudança

As arquiteturas de aplicações evoluíram várias vezes desde os primeiros dias da computação e não é mais ideal confiar apenas em um único caminho de dados conhecido para inserir serviços de aplicações. Além disso, como muitos dos caminhos de dados emergentes não são tão adequados para uma plataforma baseada em proxy, devemos olhar para os outros pontos potenciais de inserção possíveis para dimensionar e proteger aplicações modernas.

Agora que você entende o quanto é importante a segurança da API...

O uso de APIs tem o potencial de ser transformador ao permitir novos modelos de negócios e fluxos de receita. Implementadas sem proteções adequadas, no entanto, as APIs também têm o potencial de interromper e colocar os negócios em risco. Concluindo sua série de blog em duas partes, Mark Campbell descreve as etapas que as organizações podem realizar para ajudar a resolver as atuais lacunas de segurança de API do setor.

A F5 adquire a Shape Security para transformar a segurança de aplicações

A Shape, líder em prevenção de fraude e abuso, adiciona proteção contra ataques automatizados, botnets e fraude direcionada ao portfólio de classe mundial de serviços de aplicações da F5, protegendo as experiências digitais dos clientes. A aquisição estratégica acelera o ímpeto de crescimento da F5 e mais do que dobra o mercado endereçável da F5 em segurança.

Uma carta do CEO François Locoh-Donou aos funcionários da F5 anunciando a aquisição da Shape Security

François Locoh-Donou compartilha uma cópia do e-mail enviado à equipe global anunciando o acordo da F5 para adquirir a Shape Security.

Como a segurança cibernética está se tornando (ainda) mais relevante

A transformação digital aumentou significativamente o volume de aplicações. As arquiteturas de aplicações modernas são de natureza diversa e se estendem por ambientes híbridos e multinuvem, com cada serviço de aplicação carregando um potencial de compromisso e maior exposição. A necessidade de proteger cada serviço de aplicação só se tornou mais relevante porque as ameaças à camada de aplicação continuam sendo o tipo de ataque n.º 1.

Gateways de API são os novos pontos de controle estratégico (mas ainda carecem de segurança)

A transformação de aplicações monolíticas em ecossistemas de microsserviços tornou as APIs um elemento estratégico e crítico para o sucesso dos negócios. As APIs são normalmente projetadas para serem expostas externamente e acessadas por parceiros de negócios, clientes e microsserviços. Porém, assim como as aplicações Web, as APIs podem ser uma porta de acesso não autorizado a dados confidenciais. E, como acontece com muitos avanços da tecnologia, as considerações de segurança geralmente ficam para trás.

Pesquisa informa: a segurança de contêineres (ainda) é motivo de preocupação

Considere o seguinte: 54% dos contêineres vivem menos de cinco minutos. Previsivelmente, isso leva a tópicos de segurança. Se você está tentando proteger o acesso (e deveria estar) e tentando proteger a aplicação ou API em execução nesse contêiner, certifique-se de que seus serviços de segurança estejam constantemente ajustando as políticas para corresponder ao estado atual do cluster. Muitas mudanças estão acontecendo, o que significa uma grande sobrecarga operacional.

Habilidades vitais do DevOps: trabalho com a equipe de infraestrutura

Para desenvolvedores de aplicações, trabalhar com uma grande equipe de plataforma de infraestrutura pode ser uma bênção ou uma maldição. Quando essa equipe fornece serviços de infraestrutura, rede e segurança em um modelo gerenciado de autoatendimento — liberando assim os desenvolvedores do trabalho árduo de gerenciar a infraestrutura — é realmente uma bênção. Mas se a entrega principal da equipe de infraestrutura for uma lista de pendências de algumas semanas com uma porta giratória de transferências, os desenvolvedores podem se sentir amaldiçoados.

As 10 principais previsões para 2020

Peter Silva da F5: À medida que cada ano chega ao fim, os especialistas em tecnologia sopram a poeira de suas bolas de cristal e compartilham suas previsões para o ano que se inicia. Como alguém que (digamos generosamente) reaproveitou os objetivos de outros desde 2012 em vez de pensar por conta própria, aqui está o que algumas das pessoas inteligentes esperam que aconteça... incluindo alguns comentários leves, perspectivas, observações e conselhos ao longo do caminho.

Por que a entrega de aplicações deve se parecer mais com uma fábrica (e menos com uma loja de artesãos)

Uma boa maneira de pensar sobre como a transformação digital e as práticas de DevOps estão influenciando a implantação de aplicações é imaginar uma fábrica de aplicações. Em vez de políticas feitas à mão e processos de revisão manuais, os especialistas em rede e segurança precisam definir políticas reutilizáveis para os desenvolvedores implantarem com suas aplicações como parte de um pipeline de implantação automatizado.

Transformação digital: 2020 e além

A transformação digital refere-se à forma como mover a tecnologia das interações de negócios para processos para novos modelos. A princípio, trata-se de aplicações. Mas, à medida que os portfólios de aplicações se expandem, passa a se concentrar na automação e orquestração. Com o aumento da geração de dados, a transformação se torna o ponto central para novas oportunidades de negócios.

Abordagem do princípio de Peter Parker na inspeção TLS

“Com grandes poderes vem grandes responsabilidades”. Reconhecendo Voltaire e Churchill, a citação é mais conhecida dos quadrinhos do Homem-Aranha, atribuídos ao tio Ben. Claro, parte da prevalência cultural da linha é que ela pode ser aplicada a qualquer número de situações e tópicos, incluindo a inspeção TLS.

Pessoal de DevOps: se você sabe alguma coisa sobre a F5, que seja isto

Para muitas empresas, novos padrões de trabalho precisam coexistir com aplicações, equipes e tecnologias que se enraizaram ao longo do tempo e agora estão firmemente integrados à estrutura de fornecimento de TI. Zach Westall examina mais de perto como a F5 e o BIG-IP ajudam as equipes de DevOps (e os grupos com os quais trabalham) a implantar serviços em toda a pilha de entrega de aplicações em suporte às práticas de CI/CD.

O proxy é um componente-chave para o futuro da segurança

O futuro da segurança repousa na telemetria, que é mais do que pontos de dados técnicos retirados de pacotes. Requer uma visão holística das interações do cliente à aplicação e ao comportamento. O aprendizado de máquina requer enormes quantidades de dados para estabelecer e reconhecer padrões. É por isso que os proxies programáveis são uma parte tão crítica de uma abordagem de segurança avançada.

F5 Beacon traz percepções por meio de visibilidade para portfólios de aplicações multinuvem

O F5 Beacon foi expressamente projetado com o objetivo de dar visibilidade a todas as aplicações, em qualquer lugar. Com base nesse princípio fundamental, criamos uma API aberta robusta, IU intuitiva e análises habilitadas que fornecem respostas para algumas das perguntas mais comuns feitas por líderes de negócios e de TI em todos os lugares.

Arquitetura de nuvem segura: como evitar dívidas técnicas

O principal divulgador da nuvem, Tim Wagner, descreve uma progressão típica dos esforços de migração da nuvem (referenciando as compras de fim de ano e a conferência AWS re:Invent ao longo do caminho), bem como algumas das armadilhas muito comuns que podem derrubar até mesmo a mais bem-intencionada das equipes de TI e desenvolvimento.

A experiência do cliente depende da visibilidade

A visibilidade continua sendo a chave para as organizações protegerem, dimensionarem e acelerarem as aplicações. E à medida que as aplicações são cada vez mais distribuídas — entre contêineres, nuvens, etc. — mais ampla precisa ser a distribuição dos serviços de aplicações que fornecem maior visibilidade para aprimorar o desempenho.

Crie, migre e proteja suas aplicações — Junte-se a nós na AWS re:Invent!

Tom Atkins enfatiza alguns dos benefícios que os clientes da F5 e da AWS percebem ao construir, migrar e proteger suas aplicações. Com base em vários exemplos, este blog também destaca o valor que os esforços de parceria F5/AWS têm para as organizações que implantam todos os tipos de ambientes de nuvem.

F5, NGINX e nosso compromisso com a comunidade Kubernetes

Hitesh Patel e Owen Garrett publicam um blog oportuno com a KubeCon desta semana, observando que: a F5 acredita que não precisa haver um conflito entre a comunidade e as soluções comerciais. Pode ser alcançado um equilíbrio, mas requer um compromisso de trabalhar em conjunto e um refinamento constantemente esse equilíbrio à medida que surgem novos desafios e inovações.

Como implantar o NGINX Plus na OpenShift Container Platform da Red Hat em 10 minutos

Um dos motivos pelos quais você vê o NGINX e, por extensão, o NGINX Plus implantado de forma tão ampla é que ele tem muitas funções em arquiteturas modernas e tradicionais. Neste blog, Lori MacVittie destaca as vantagens do NGINX Plus na operação de cargas de trabalho em contêineres com a OpenShift Container Platform da Red Hat.

3 principais conclusões do painel de engenharia de confiabilidade do site com LinkedIn, Dell e Gremlin na NGINX Conf 2019

Muitas organizações ainda estão aprendendo a como definir o conceito e o papel da engenharia de confiabilidade do site, bem como incorporar elementos da engenharia do caos. Keiichiro Nozaki da F5 explora esses tópicos resumindo comentários de um painel de discussão recente na NGINX Conf.

Mudar a segurança no DevOps significa mudar mentalidades

Robert Haynes destaca o “Relatório do Estado do DevOps de 2019” da Puppet, baseando-se em seu conteúdo e em sua experiência profissional para observar: As vantagens de transferir a segurança para o ciclo de vida do software dependem da transferência desses princípios de comportamento do DevOps para as equipes de segurança, tanto quanto, se não mais do que, mover ferramentas de segurança para os pipelines.

Quando os ratos digitais ficam mais inteligentes, a ratoeira digital também deve ficar

Renuka Nadkarni, do escritório do diretor de Tecnologia da F5: Alguns ataques são apenas um incômodo, degradando o desempenho da rede ou interrompendo a disponibilidade. Alguns outros podem ser relativamente raros, mas têm impactos muito mais sérios na forma de violações de dados. Como as pragas disseminadas por ratos que destruíram cidades em uma era passada, os ataques de hoje acabam com a reputação da marca e o valor comercial.

O futuro do balanceamento de carga depende dos dados

É certo que os tópicos de balanceamento de carga podem não estar no topo da sua lista de prioridades atual, mas Lori MacVittie aponta para algumas considerações interessantes sobre o rumo que a tecnologia está tomando (e como ela beneficiará ainda mais os clientes) neste blog.

Oferta de visibilidade de aplicação de ponta a ponta

Kara Sprague, vice-presidente executiva: A pressão para transformação digital se tornou universal. Seja qual for a sua estratégia, o truque é implantar e gerenciar aplicações de forma consistente em todos os seus diferentes silos de infraestrutura. A melhor maneira de fazer isso — e obter visibilidade dos caminhos do código para o cliente para todas as suas aplicações — é aproveitar um conjunto consistente de serviços de aplicações multinuvem.

Computação de borda: uma virada de jogo para provedores de serviços?

Com sua natureza distribuída, a computação de borda capacita os provedores de serviços a oferecer novas soluções e serviços que simultaneamente aumentam os fluxos de receita e reduzem os custos de transporte de rede. Em outras palavras, é um grande negócio e coloca os provedores de serviços em uma posição única para sacudir setores inteiros (inclusive o seu).

Proteger negócios significa proteger APIs

Arquiteturas de aplicações modernas, como microsserviços, dependem cada vez mais de APIs, tornando-as um alvo particularmente atraente para invasores que entendem o valor de obter controle sobre esses pontos de extremidade. Lori MacVittie analisa algumas das opções preliminares na proteção de APIs.

As três fases da transformação digital

Geng Lin, diretor de Tecnologia da F5: As organizações estão aproveitando a proliferação de tecnologias digitais para definir novos modelos de negócios ou para melhorar a produtividade dos negócios com os modelos existentes. Embora o ritmo da transformação digital varie de acordo com o negócio e o setor em que se encontra, de modo geral, a jornada da transformação digital tem três estágios.

A F5 faz parceria com Rakuten Mobile para oferecer suporte à distribuição de serviço 5G-Ready da nova rede móvel nativa da nuvem

[Comunicado à imprensa] As tecnologias da F5 apoiam o lançamento da Rakuten em outubro da primeira rede móvel nativa da nuvem totalmente virtualizada no mundo e sua futura implantação de 5G. A operadora aproveitará os recursos de virtualização de funções de rede (NFV) da F5 para otimizar sua nova rede móvel e acelerar seu caminho para os serviços 5G em 2020.

Aceleração da inovação do cliente na nuvem com a F5 e a AWS

Barry Russell, vice-presidente de Negócios de Nuvem Globais da F5, oferece uma entrevista com perguntas e respostas que acrescenta cor ao anúncio de 23 de outubro de um Acordo de Colaboração Estratégica entre a F5 e a AWS, bem como o que isso significa para os clientes.

O DevOps não termina com a entrega

Não importa a rapidez com que você consegue entregar se a implantação atrasar o lançamento. Enquanto o NetOps está se aquecendo para automação e orquestração, existem desafios significativos enfrentados por seus esforços para acelerar a implantação. O DevOps está na melhor posição para ajudar nessa tarefa.

Estratégia da Azure ainda está se juntando? Estas são quatro maneiras pelas quais a F5 pode ajudar

Todas as jornadas na nuvem são únicas e podem ser complicadas, com objetivos, estratégias e obstáculos muito diferentes. Algumas organizações estão apenas começando e outras estão avançando a todo vapor — expandindo para arquiteturas multinuvem e modernizando aplicações para abraçar a automação e serviços nativos.

A F5 Networks anuncia resultados do quarto trimestre e do ano fiscal de 2019; entrega o segundo trimestre consecutivo com 91% de crescimento da receita de software

A empresa anuncia seus resultados trimestrais, juntamente com os lucros do ano fiscal de 2019, com a receita de software continuando crescendo.

A temporada de phishing está chegando

Peter Silva: O phishing se tornou o vetor de ataque número um por um bom motivo. E qual é a época do ano mais ativa para esquemas online fraudulentos, como phishing e fraude? Essencialmente, agora durante a temporada de compras natalinas. (Achei melhor chamar sua atenção perto do sino de abertura.)

A F5 anuncia acordo estratégico de colaboração com a Amazon Web Services para permitir que os clientes inovem com mais rapidez na nuvem

[Comunicado à imprensa] A F5 e a AWS avançam com um Acordo de Colaboração Estratégica (SCA) global plurianual para melhor permitir que os clientes usem a F5 para novas cargas de trabalho de aplicações nativas da nuvem e estendam seus investimentos da F5 existentes na AWS.

Você não pode proteger o que não pode encontrar

A visibilidade é um desafio frequentemente citado, geralmente referindo-se à capacidade de inspecionar tráfego, transações e erros que ocorrem durante a execução de uma aplicação. Mas há outro, talvez mais crítico, que significa visibilidade na camada de negócios: um inventário completo do portfólio de aplicações corporativas.

Tendências do setor com o especialista em canais da Forrester, Jay McBain

[Blog e vídeo] Maggie Miller da F5 conversa com um analista do setor sobre as tendências que impulsionam o otimismo no canal, como os compradores de hoje são diferentes e conselhos para os parceiros da F5 neste mercado em constante mudança.

Os serviços gerenciados F5 Silverline abrem o primeiro ponto de presença regional em Sydney, na Austrália

A F5 expande a presença global implantando pontos de presença em localizações geográficas adicionais, tornando suas ofertas do Silverline disponíveis para clientes em toda a Ásia-Pacífico. Isso aprimora as opções dos clientes para proteger aplicações e propriedades da Web sem investimentos iniciais em infraestrutura e suporte de TI.

O Kubernetes está vencendo a guerra multinuvem

Quando você pergunta aos clientes por que eles estão adotando uma abordagem multinuvem, uma das principais respostas é “evitar o aprisionamento do fornecedor”. Essa tem sido a razão por ter vários fornecedores na empresa há mais de vinte anos. Não é de surpreender que isso também seja verdadeiro para a nuvem pública. Afinal, a nuvem é um produto tão certo quanto um switch de rede ou servidor de data center.

Uma retrospectiva do programa de imersão de verão do Girls Who Code da F5 de 2019

Durante sete semanas em julho e agosto, a F5 fez parceria com a Girls Who Code para hospedar 20 garotas do ensino médio em nossa nova sede no centro de Seattle com dois objetivos: ensinar-lhes habilidades de codificação e prepará-las para uma possível carreira em tecnologia. Ao saudar suas realizações no Dia Internacional da Menina, Kara Sprague apresenta um blog retrospectivo detalhando esse esforço vinculado ao Programa Global Good da F5.

F5 e Intel: acelerando aplicações em qualquer lugar

Tendemos a ouvir “ecossistema” e pensar em aplicações, não naqueles que se concentram na transformação da rede. A integração em ambos os ecossistemas é importante porque os serviços de aplicação continuam fornecendo funções críticas como aceleração, segurança e escala. Enfatizando essa abordagem, a Intel nomeou a F5 como parceira do Quadro de Líderes de 2019 no programa Intel Network Builders.

A proteção da identidade da máquina é uma parte crítica do desenvolvimento de aplicações modernas

Hoje, “máquina” também inclui código executado independentemente em dispositivos, APIs, contêineres, arquiteturas sem servidor e, claro, VMs. Por serem definidas por software, esses tipos de máquina são facilmente criados, alterados e destruídos ao longo do dia, todos os dias, tornando as máquinas definidas por software uma parte importante do fluxo de trabalho de desenvolvimento de aplicações. Frank Strobel explora esses tópicos no contexto da F5 e do parceiro de tecnologia Venafi.

Conhecer as vulnerabilidades é apenas metade da batalha

Na jornada em direção à TI contínua, há grande foco na segurança. E deve haver. As violações são abundantes. Vulnerabilidades são descobertas diariamente, e a lacuna de patch não parece estar diminuindo. Embora uma das soluções sugeridas com frequência para um código mais seguro seja, previsivelmente, a digitalização do código-fonte, a digitalização só leva você até aí.

Bem-vindo ao Mês Nacional de Conscientização sobre Segurança Cibernética

Peter Silva: Embora a conscientização sobre a segurança cibernética deva ser uma aventura diária, ainda é bom ter um mês inteiro dedicado a aumentar a conscientização sobre a importância da segurança cibernética e para garantir que todas as pessoas tenham as informações que precisam para ficar mais seguras e protegidas online.

Balanceamento de carga local ou SaaS?

A F5 tem uma solução baseada em nuvem chamada serviço DNS Load Balancer Cloud da F5 que aproveita o AWS SaaS Enablement Framework e agora está disponível no AWS Marketplace. Embora o balanceamento de carga tenha sido tradicionalmente tratado no local com bastante sucesso, Roger Barlow descreve as muitas vantagens de uma abordagem baseada em SaaS.

Microsoft e F5: uma única estratégia de identidade e segurança para todas as aplicações

Com milhares de aplicações em uso diariamente, hospedados em todos ou em qualquer combinação de locais, como as organizações podem garantir o acesso do usuário seguro e apropriado sem exigir que os usuários façam login várias vezes? Além disso, como as organizações podem encerrar o acesso do usuário a cada aplicação sem ter que acessar cada aplicação individualmente? O vice-presidente John Morgan se aprofunda nos detalhes.

Escolha do Ansible ou Terraform para serviços de aplicações da F5

O movimento do código aberto sempre focou na liberdade. A liberdade de escolher a solução que funciona melhor para você de acordo com suas habilidades, orçamentos, arquitetura e metas. Esse princípio continua sendo um fator significativo hoje quando se trata de construir uma infraestrutura repetível para o pipeline de implantação.

A pesquisa sobre o Estado dos Serviços de Aplicações de 2020 já está aberta

É aquela época do ano em que o cheiro de abóbora está em todos os lugares, e pedimos sua opinião sobre o Estado dos Serviços de Aplicações e as tendências/tecnologias que os moldam. Portanto, reserve alguns minutos para compartilhar suas perspectivas, opiniões e planos — nós agradecemos!

Mais aplicações. Mais contas. Mais riscos.

Apesar da educação e da constante ladainha de lembretes de que a segurança é responsabilidade de todos, não apenas a barreira do consumidor corporativo está sendo violada com regularidade, mas as práticas de segurança mais básicas estão sendo completamente ignoradas quando se trata de aplicações e senhas, apontando para os benefícios ainda atraentes da autenticação multifator (MFA) e requisitos de complexidade de senha.

Entrega de aplicações Zero Touch com a F5, Terraform e Consul

[Publicação do blog do convidado] Para promover a automação da entrega de aplicações, o Terraform da HashiCorp permite que as equipes de operações de rede tratem a plataforma BIG-IP da F5 “como código”, para que a infraestrutura de rede possa ser provisionada automaticamente quando novos serviços forem implantados. Os recursos de registro de serviço central e descoberta de serviço da Consul rastreiam o local da rede em tempo real e o status de integridade de todos os serviços de back-end.

Uma estrutura de métrica sociotécnica para centros de operações de rede e segurança

Pesquisadores da Universidade do Kansas e do Instituto de Tecnologia Stevens estão focados no desenvolvimento de uma nova estrutura de métricas para centros de operação de segurança (SOCs) que mede e valida o desempenho do SOC em relação à segurança da rede corporativa. Peter Silva fornece mais detalhes sobre esse projeto e a respectiva conexão com a F5.

F5 lança Programa de Parceiros de canal Unity+

A F5 anuncia o Unity+, um programa de canal inovador projetado para criar um crescimento lucrativo de parceiros de longo prazo. O Unity+ aprimora as oportunidades e incentivos dos parceiros, captura novos fluxos de receita e impulsiona a colaboração mais estreita para ajudar os clientes nas transformações de tecnologia.

Unity+: tudo o que você precisa saber sobre o inovador programa de canal da F5

Por meio do Unity+, a F5 está colaborando com nossos parceiros para melhor atender às necessidades dos respectivos negócios e atender nossos clientes mútuos com modelos de licenciamento flexíveis, maior diferenciação de registro de negociação e caminhos de aprendizado técnico de pré-vendas e vendas fáceis de consumir. O vice-presidente Colleen McMillan fornece detalhes adicionais neste blog.

O código aberto também serve para operações

O código aberto não envolve apenas código. As operações estão, e deveriam estar, adotando soluções de código aberto. No entanto, para perceber totalmente os benefícios, as operações também devem participar ativamente e contribuir com as comunidades criando as configurações, modelos e melhores práticas em torno de sua implementação.

O F5 Labs lança série de pesquisa de proteção de aplicações e adiciona conteúdo educacional

Seguindo o popular relatório de proteção de aplicações de 2018, o F5 Labs (equipe de pesquisa de inteligência contra ameaças de segurança da empresa) está apresentando um portal para sua série de pesquisas de proteção de aplicações para cobrir prazos mais longos e o panorama geral de ameaças. A equipe também está lançando uma série de educação centrada em conceitos fundamentais em segurança da informação, projetada para pessoas novas no setor ou interessadas em explorar um nicho específico.

NGINX Conf 2019, Dia 1: Dê vida às suas aplicações, do código ao cliente

Gus Robertson resume o Dia 1 do NGINX Conf 2019 com seus três principais tópicos, explicando como a F5 e a NGINX juntas estão apoiando a mudança para um mundo de aplicações vivas, ajudando empresas a aumentar a velocidade do código ao cliente e a construir novos recursos em todo o ecossistema.

NGINX Conf 2019 Dia 2: Capacite toda a gama de arquiteturas atual

Este blog resume o Dia 2 do NGINX Conf 2019 com três pontos principais: o compromisso da F5 com a comunidade do NGINX Open Source, um ano de atualizações da NGINX e uma prévia do que está por vir, além de histórias de clientes sobre seus sucessos com a NGINX.

Opções de malhas de serviços: Escolha Aspen Mesh ou NGINX

O portfólio combinado da F5 e da NGINX agora tem duas ofertas de malha de serviços para escalar, proteger e fornecer visibilidade em ambientes de contêiner. Ambas permitem o gerenciamento e a visualização de clusters Kubernetes. Ambas oferecem sua solução como uma opção local e ambas fornecem rastreamento e métricas que são essenciais para abordar o problema de visibilidade. Então, qual é a certa para você?

F5 lança soluções em seu NGINX Conf para reduzir a proliferação e a complexidade da entrega de aplicações modernas

Na NGINX Conf, a F5 Networks (NASDAQ: FFIV) anunciou várias novas soluções projetadas para ajudar as equipes de DevOps, NetOps e SecOps a colaborar melhor na entrega das aplicações atuais. O desenvolvimento acelerado da NGINX e novas soluções aumentam o nível das infraestruturas de aplicações e API dos clientes.

Preenchimento de lacunas com a F5 e a NGINX

Kara Sprague: A F5 e a NGINX não estão apenas se integrando para ir ao mercado juntas da mesma maneira antiga. A inspiração fundamental por trás da aquisição foi o fato de que podemos agregar muito valor juntas como um portfólio combinado. Juntas, oferecemos soluções que abrangem todo o ciclo de vida da aplicação para aplicações monolíticas, de três camadas e baseados em microsserviços.

O data center fala: ainda não estou morto!

Lori MacVittie faz uma análise bem-humorada de como as previsões ou afirmações de que o data center está morto (ou, pelo menos, em seu leito de morte) persistem desde a ascensão da nuvem para a maior parte da mentalidade do setor. Além disso, eles continuam incorretos, com uma das razões para essas previsões imprecisas sendo a fusão proposital de SaaS com IaaS.

Sensores para nossos cinco sentidos

Peter Silva observa algumas das maneiras modernas de como as capacidades dos nossos cinco sentidos primários estão sendo recriadas usando sensores. Hoje, dispositivos (e tecnologias de IoT) estão sendo desenvolvidos para trabalhar em conjunto, aprimorar ou, em alguns casos, substituir as funções tradicionais dos olhos, ouvidos, nariz, língua e mãos.

A definição de mais rápido na era do capital de aplicações

Um dos impactos da transformação digital é o desejo de se mover com velocidade. As organizações desejam desenvolver e entregar aplicações com mais rapidez. Elas querem se adaptar a mudanças imprevisíveis nas condições de negócios com mais rapidez. Elas querem responder aos ataques com mais rapidez. Então, como elas vão conseguir isso?

Onde um WAF se encaixa no caminho de dados?

Neste verão, a Sala de redação da F5 revisita alguns dos nossos conteúdos mais populares de firewall de aplicação Web | WAFs baseados em proxy são essenciais para a proteção de aplicações. Eles também são uma solução ideal para abordar vulnerabilidades de dia zero por meio de atualizações de assinaturas ou do uso de funções programáticas para corrigir aplicações virtualmente. Mas ainda há a questão da localização.

Pesquisa dos maiores desafios dos participantes do VMworld

No VMworld 2019 em San Francisco, a F5 entrevistou os participantes em seu estande para descobrir quais eram os desafios mais formidáveis em seus empregos. Focada nas funções de NetOps, DevOps, SecOps e AppDev, esta pesquisa atual revela como várias equipes de TI estão pensando em automação, segurança, transformação digital e colaboração entre grupos separados.

As aplicações nativas da nuvem não exigem uma nuvem

A computação em nuvem mudou a maneira como desenvolvemos, construímos e implementamos aplicações. As aplicações que nasceram na nuvem pública naturalmente assumiram muitas das mesmas dependências e características. Assim, o termo “nativo da nuvem” representa com precisão a etimologia do estilo arquitetônico em oposição a um requisito de nuvem específico.

Reforce a segurança da sua API na AWS com regras gerenciadas para AWS WAF

Neste verão, a Sala de redação da F5 revisita alguns dos nossos conteúdos mais populares de firewall de aplicação Web | Com base no trio de regras gerenciadas fornecidas anteriormente para WAF nativo da AWS, este conjunto de regras se concentra exclusivamente em proteger suas APIs contra ameaças existentes e emergentes, incluindo ataques de entidade externa XML e falsificação de solicitação do lado do servidor.

Automatize DevOps/SecOps com CI/CD usando o BIG-IP, SovLabs e VMware vRA da F5

A implantação de aplicações na velocidade dos usuários pode, paradoxalmente, ser um trabalho árduo. Organizações de TI, DevOps e SecOps podem passar horas/dias/meses tentando descobrir maneiras de simplificar a entrega de aplicações e, ao mesmo tempo, fornecer a proteção necessária para os usuários de hoje. Este blog mostra uma maneira de como a F5 e seus parceiros de tecnologia estão enfrentando os desafios associados.

5 razões pelas quais você deve se juntar a mim na NGINX Conf

Como Lori MacVittie coloca, o termo comunidade é muito usado atualmente, mas NGINX Conf realmente significa reunir duas comunidades diferentes — código aberto e usuários corporativos da NGINX. Realizada em setembro em Seattle, a Conf é uma grande oportunidade de compartilhar ideias e colaborar nas abordagens técnicas, arquitetônicas e operacionais que os clientes e a indústria circundante estão adotando para a entrega de aplicações.

Como um WAF atenua as vulnerabilidades?

Neste verão, a Sala de redação da F5 revisita alguns dos nossos conteúdos mais populares de firewall de aplicação Web | As aplicações de hoje são a porta de entrada para dados corporativos e de clientes, e os métodos tradicionais de controle de acesso na camada de rede não são suficientes — com criminosos cada vez mais visando identidades e aplicações. Então, como, exatamente, um WAF atenua todas as vulnerabilidades que continuam surgindo como ervas daninhas no jardim?

A proteção de aplicações começa com a proteção do pipeline de ciclo de vida de desenvolvimento de software

Os dados confidenciais devem incluir código e devem ser protegidos. O código é o coração de um negócio digital e o pipeline de fornecimento é cada vez mais considerado um vetor de ataque. Ao implementar um modelo de acesso de usuário com privilégios, você pode ter mais certeza de que as credenciais, e o usuário por trás delas, são legítimos.

Anúncio do BIG-IQ 7.0: um grande passo para o gerenciamento e visibilidade do seu ativo mais valioso

Com muitas organizações implantando dezenas a centenas de aplicações, seu valor está crescendo constantemente, mas a visibilidade e a capacidade de gerenciamento de todos essas aplicações não é pouca coisa. A versão mais recente do BIG-IQ é um salto significativo que pode ajudar NetOps, SecOps, DevOps e proprietários de aplicações a construir, implantar e gerenciar aplicações, dispositivos e serviços de forma mais inteligente.

Intencionalmente insegura: práticas de segurança insatisfatórias na nuvem

Neste verão, revisitaremos alguns dos conteúdos mais populares relacionados ao WAF da F5 | A mudança para a nuvem permite que os desenvolvedores contornem as funções de TI corporativas tradicionais que são obviamente necessárias, considerando o número crescente de violações da nuvem. Também pode permitir que as empresas implantem sistemas com recursos de segurança mal configurados, não porque querem, mas porque os indivíduos podem não entender as consequências (ou podem presumir que uma violação é improvável).

O que seus pipelines dizem sobre sua estrutura organizacional

Quando um pipeline (sistema) é projetado por uma equipe, ela pode levar em consideração o pipeline como um todo, em vez de suas partes compostas. Ou seja, os canais de comunicação individuais entre os domínios de TI apontam para um processo de mesmo nível que facilita o projeto de um sistema que abrange várias questões.

História e vídeo do cliente: Talentsoft simplifica e otimiza as operações na nuvem com a F5

O principal provedor de software de aprendizagem e gerenciamento de talentos baseado em nuvem da Europa precisava dimensionar suas operações de TI para atender às ambiciosas metas de expansão global. Com uma solução da F5 implementada em nuvem privada, data center e ambientes Microsoft Azure, ela foi capaz de fornecer a 9 milhões de usuários em 130 países o acesso ao software em qualquer dispositivo, de qualquer local.

Equilíbrio da segurança e desempenho com firewalls de aplicações Web

Neste verão, a Sala de redação da F5 revisita alguns dos nossos conteúdos WAF mais populares — Neste blog, Lori MacVittie navega no dar e receber entre segurança e desempenho, as armadilhas de abrir mão de um pelo outro e como WAFs podem ajudar as organizações a implantar segurança estrategicamente para impedir a exploração, detectar violações e proteger as aplicações.

Noções básicas de segurança de contêiner: conclusão

A série de blogs da F5 termina com um rápido resumo dos tópicos cobertos, lições principais e temas abrangentes, observando a relevância das técnicas que você provavelmente usou em outros lugares para proteger aplicações e infraestrutura tradicionais. A série termina com um lembrete de despedida saliente: os clientes esperam segurança. Não os decepcione.

História do cliente: Shinsegae Internet Duty Free protege sua loja online de ataques de bots com a F5

Com a F5, a Shinsegae Internet Duty Free melhorou sua experiência de varejo online, desempenho de aplicações e segurança de dados do cliente. O Advanced WAF ajudou a mudar o foco para a proteção automatizada contra ameaças e medidas de segurança mais proativas, obtendo benefícios significativos em relação às abordagens tradicionais do WAF.

[Lição no Lightboard da DevCentral] A necessidade de uma codificação segura: substituição dupla Tcl

O sistema BIG-IP da F5 possui um poderoso recurso de programação chamado iRules, baseado em uma Tool Command Language (Tcl) estendida e personalizada. Como acontece com qualquer linguagem de programação, os desenvolvedores precisam entender os comandos e a funcionalidade da linguagem para evitar possíveis vulnerabilidades e outros problemas. Este vídeo destaca um desses comandos e discute a necessidade de práticas seguras de codificação.

A proteção de aplicações de página única (SPAs) é um esporte de equipe

É importante que as equipes de segurança se familiarizem com os diagramas arquitetônicos típicos para realmente entender as aplicações. Uma porcentagem significativa de ataques (bem-sucedidos) é executada na camada de aplicação. Quanto mais tempo deixarmos de reconhecer as características exclusivas de vários tipos de aplicações, mais tempo essas aplicações permanecerão vulneráveis.

As três regras gerenciadas de firewall de aplicações Web da AWS que você precisa implantar agora

Neste verão, a Sala de redação da F5 revisita alguns dos nossos conteúdos WAF mais populares — neste blog, Lori MacVittie menciona três regras de segurança de aplicações Web que estendem a funcionalidade WAF da AWS para fornecer proteção para qualquer aplicação. Elas são gerenciadas, o que significa que os especialistas em segurança os mantêm e atualizam para que você possa ter certeza de que eles estão sempre atualizados e se defendendo das ameaças mais recentes.

Três cenários em que a consistência da política é benéfica

A chave para simplificar as arquiteturas multinuvem é padronizar os elementos sempre que possível. Ao empregar ferramentas que podem ser usadas em vários ambientes, grande parte dessa complexidade é abstraída à medida que você muda de um portfólio de serviços específico da nuvem para um agnóstico de nuvem.

Entrevista: Liderança da Forbes fala com o diretor de Marketing e Experiência do Cliente da F5, Mika Yamamoto

“Una os braços aos seus colegas funcionais e se esforce para atingir um conjunto comum de metas. É quando você eleva a posição do marketing, a experiência do cliente e os resultados da empresa — que é realmente o que importa.”

O que torna um WAF avançado?

Neste verão, a Sala de redação da F5 revisita alguns dos nossos conteúdos de firewall de aplicação Web mais populares — neste blog, Brian McHenry aborda como os ataques modernos podem contornar virtualmente todos os mecanismos de detecção de WAF tradicionais e explora os recursos necessários para combater as ameaças em evolução vistas no panorama de segurança de aplicações.

A mercantilização das operações

Estamos passando de uma economia de operações especializadas para uma economia de operações mercantilizadas. Hoje, espera-se que os aspectos operacionais da implantação da infraestrutura de serviços de rede e aplicações sejam acessíveis a um conjunto mais amplo de funções dentro da organização. Para chegar lá, é preciso simplificar.

Noções básicas de segurança de contêiner: carga de trabalho

A quarta parte da série de blogs da F5 explica que, embora “carga de trabalho” seja um termo bastante recente, frequentemente usado para descrever aplicações, também pode se referir a serviços de infraestrutura. Isso é importante, porque pode haver uma variedade de “cargas de trabalho” em execução em seus clusters de contêiner que não vêm necessariamente de seus desenvolvedores.

Noções básicas de segurança de contêiner: orquestração

A terceira entrada na série de blog de noções básicas de segurança de contêiner da F5 examina como a camada de orquestração da segurança de contêiner se concentra no ambiente responsável pela operação diária dos contêineres. (E pelos dados disponíveis hoje, se você estiver usando contêineres, é quase certo que está aproveitando o Kubernetes como orquestrador.)

F5 Networks anuncia os resultados do terceiro trimestre do ano fiscal de 2019

A receita de US$ 563,4 milhões no terceiro trimestre do ano fiscal de 2019 reflete um crescimento de 4% de US$ 542,2 milhões no terceiro trimestre do ano fiscal de 2018, impulsionado pelo crescimento total da receita de soluções de software de 91%, incluindo uma contribuição parcial do trimestre da NGINX.

São 22 horas. Você sabe onde estão suas aplicações?

Kara Sprague, vice-presidente executiva da F5: Se vamos ganhar uma posição para minimizar as ameaças para que possamos maximizar o valor do ecossistema de aplicações, as organizações precisam começar a investir a mesma energia e recursos em seu capital de aplicações como fazem com ativos físicos e talentos.

Arquitetura de infraestrutura: contêineres criando o quarto plano

Tradicionalmente, existem três planos arquitetônicos associados à infraestrutura de rede: dados, controle e gerenciamento. Mas uma quarta camada, a camada de orquestração, integra-se aos ambientes de contêiner e faz uso de recursos relacionados para automatizar a descoberta de serviços e instâncias.

Noções básicas de segurança de contêiner: segurança de pipeline

A série do blog da F5 sobre noções básicas de segurança de contêiner continua. O pipeline de CI/CD é um componente crítico sobre o qual se baseia a velocidade e a segurança das aplicações que cria e entrega. Consequentemente, há dois elementos principais de segurança do pipeline: primeiro, a segurança do próprio pipeline. Em segundo lugar, a segurança no pipeline.

Anúncio de novos aprimoramentos do ELA da F5

A F5 está expandindo seu programa existente de Contratos de licença empresarial (ELAs) para aumentar o valor das infraestruturas físicas e virtuais dos clientes. Especificamente, estamos adicionando suporte do ELA ao software NGINX, com base na aquisição recente, e ao software BIG-IP executado em dispositivos da F5.

Três ataques que você não consegue conter com a codificação segura

Quando se trata de violações envolvendo aplicações e exposição de dados, quase sempre os dedos apontam para os desenvolvedores. Mas Lori MacVittie discute por que não podemos culpar os desenvolvedores por todos os invasores.

2019 está meio vazio ou meio cheio?

Com 2019 cruzando o meio do caminho, Peter Silva analisa algumas das tendências de tecnologia notáveis do ano para otimistas e pessimistas, especialmente no que diz respeito à segurança.

Noções básicas de segurança de contêiner: introdução

A adoção de contêineres continua acelerando em (quase) todas as áreas de TI. Mas o que realmente significa segurança de contêiner? Jordan Zebor e Lori MacVittie da F5 oferecem sua opinião na primeira de uma série de blogs focada no assunto.

A divisão entre configurabilidade e operacionalidade

Lori MacVittie continua nossa série de blog em torno da aquisição da NGINX pela F5, discutindo o conceito de simplicidade operacional.

A bagunça do Magecart

O que é Magecart? Magecart é, na verdade, um termo dado a um grupo de unidades de crimes cibernéticos. Pelo menos uma dúzia de grupos são responsáveis e cada um tem sua especialidade. Peter Silva da F5 examina como também foi a causa raiz n.º 1 de violações de varejo, tecnologia e manufatura no ano passado.

Sem espaço para silos quando se trata de segurança

O foco da TI ao se mover pela transformação digital deve ser modernizar as operações — da tecnologia às equipes que a usam para inovar e agregar valor aos negócios. O blog de Lori MacVittie fala sobre como os silos dentro de uma organização podem impedir transformações bem-sucedidas.

A consistência multinuvem é multicamada

Quando se trata de consistência multinuvem, Lori MacVittie discute por que a falha em reconhecer os dois tipos diferentes de consistência, funcional e operacional, e sua importância está na raiz do problema com a implementação.

Aperfeiçoamento do tempo para valor: processo e paralelização

O que isso tem a ver com valor e aplicações? Tudo. Porque, ao que parece, a TI tradicional está realmente indo para a produção em um circuito serial, enquanto os desenvolvimentos de aplicações modernas estão queimando o tempo todo em um circuito paralelo.

Exame completo e proteção contra o que você não pode ver

Parece que o mundo inteiro está criptografado. Isso pode ser uma coisa muito boa, pois a criptografia mantém nossas informações pessoais seguras. Mas a criptografia também cria desafios de segurança, como pontos cegos onde ameaças ocultas como malware e cargas mal-intencionadas podem se esconder. Felizmente, a F5 e a Cisco têm uma solução.

Serviço DNS Load Balancer Cloud da F5 disponível para pré-visualização

Disponível para pré-visualização, o serviço DNS Load Balancer Cloud da F5 apresenta proteção contra DDoS direcionada a DNS e Global server load balancing (GSLB) altamente disponível e responsivo.

Aperfeiçoamento da segurança operacional na nuvem

Se você deseja manter baixos os custos de operação na nuvem, dê uma olhada em suas práticas de segurança no lado do gerenciamento de operações.

A aplicação ACI da F5 reforça implantações conjuntas da Cisco com serviços de aplicações simplificados

A solução combinada fornece os serviços de disponibilidade e segurança líderes da indústria da F5 na plataforma SDN da Cisco para desempenho superior das camadas 2 a 7.

Aproximação do ACI e do BIG-IP — um passo de cada vez

O vice-presidente sênior da F5, Calvin Rowland, explica como a F5 e a Cisco estão aproximando o ACI e o BIG-IP.

Movimentação de monólitos com microsserviços

A realidade é que, a menos que você seja uma start-up em campo, você tem aplicações tradicionais e modernas em execução agora. O que significa que você precisa oferecer suporte a arquiteturas herdadas e modernas ao mesmo tempo. Discutiremos como fazer isso com a ajuda de contêineres.

Adoção na empresa do TLS 1.3

Peter Silva resume um relatório recente sobre como as organizações estão se movendo rapidamente para adotar o novo padrão de Transport Layer Security (TLS) 1.3, ao mesmo tempo em que aborda questões operacionais e de segurança como resultado da transição.

Prática da conteinerização segura

Com um número impressionante de 60% dos usuários experimentando um incidente de segurança de contêiner nos últimos 12 meses, se você ainda não está praticando a conteinerização segura, Lori MacVittie compartilha cinco etapas para considerar colocar em prática.

A IoT está tendo um grande impacto na empresa — e só vai ficar maior

Frank Strobel compartilha suas ideias sobre como as novas tecnologias e soluções estão impactando o mundo real, depois de passar a semana no Bosch Connected World 2019 — a principal conferência sobre IoT e transformação digital — em Berlim, na Alemanha.

F5 expande presença na Índia com novo Centro de Excelência

O novo Centro de Excelência em Hyderabad tem como objetivo aumentar e dimensionar o portfólio de software e nuvem da F5 para atender às necessidades dos clientes em todo o mundo. Saiba mais sobre como esse espaço de escritório permitirá uma cobertura de fuso horário expandida e aprimorada, junto com o atendimento ao cliente e a capacidade de recuperação de desastres em apoio aos negócios globais da F5.

Atualização de serviços de aplicações: um pouco mais de tudo

Observamos as tendências e mudanças no uso de serviços de aplicação — em segurança, desempenho e identidade/acesso — desde o primeiro trimestre de 2019.

F5 ganha o prêmio Parceiro da Comunidade Red Hat!

O vice-presidente sênior da F5, Calvin Rowland, recapitula a Reunião de cúpula da Red Hat da semana passada em Boston, destacando a parceria contínua entre as duas empresas que resultou na homenagem à F5 com o Prêmio de Inovação em Tecnologia de Parceiro da Red Hat.

Otimização do outro lado da equação DX

A maioria das organizações em todo o mundo e em todos os setores está atualmente em processo de transformação digital. Lori MacVittie analisa as tendências mais recentes em torno da economia digital e das cadeias de suprimentos para entender melhor como as empresas estão mudando a forma como desenvolvem aplicações, quando implementam aplicações e com quais arquiteturas.

A NGINX agora é oficialmente parte da F5

Leia o blog de Gus Robertson sobre a visão compartilhada para cultura, tecnologia e futuro, agora que a aquisição da NGINX é definitiva.

A F5 conclui aquisição da NGINX

A F5 concluiu a aquisição da NGINX, líder de código aberto na entrega de aplicações. Para obter mais informações, leia o comunicado à imprensa e outras perspectivas da liderança da F5 e da NGINX.

As pessoas são o problema com o InfoSec?

Os funcionários muitas vezes ficam frustrados com as políticas de segurança corporativa e, em geral, os empregos primários da maioria das pessoas não estão relacionados à segurança. Peter Silva, da F5 Security, discute por que é importante desenvolver políticas de segurança que funcionem a favor, e não contra os funcionários.

F5 dá as boas-vindas a novos executivos de marketing e tecnologia

Mika Yamamoto ingressou na empresa em um novo cargo de diretora de Marketing e Experiência do Cliente, e Geng Lin assumirá a função de diretor de Tecnologia.

Repositórios e padronização podem ajudar a resolver desafios de integração de automação de rede

As operações precisam de integração. Sem ela, não podemos automatizar processos (ou seja, a orquestração) porque os processos necessariamente abrangem vários sistemas, serviços e dispositivos — cada um dos quais provavelmente tem seu próprio domínio operacional e conjunto de ferramentas.

Preenchimento de lacunas: flexibilidade e segurança

Nossa série Preenchimento de lacunas continua com Robert Haynes abordando o antigo mito nas comunidades de rede e segurança; que as arquiteturas de software seguras são inflexíveis e o software entregue como ágil é menos seguro.

Pare de olhar o umbigo para a criptografia

Atualmente estamos quase insensíveis a violações porque acontecem com uma frequência alarmante. Ao mesmo tempo, ficamos tão fascinados por nosso próprio brilhantismo na criptografia que esquecemos que a maioria dos dados em repouso — escondidos em bancos de dados — não está criptografada.

Preenchimento de lacunas: escala e confiabilidade

Reunindo a F5 e a NGINX, seremos capazes de satisfazer os requisitos de “confiabilidade” independentemente da definição. Quer isso se aplique à confiabilidade de pequenas implantações orientadas ao desenvolvedor que escalam aplicações modernas ou grandes implantações que escalam serviços de aplicações e aplicações tradicionais, um portfólio combinado oferecerá aos clientes a capacidade de usar a ferramenta certa para a aplicação certa.

F5 Networks anuncia os resultados do segundo trimestre do ano fiscal de 2019

A receita de US$ 544,9 milhões no segundo trimestre do ano fiscal de 2019 reflete um crescimento de 2% de US$ 533,3 milhões no segundo trimestre do ano fiscal de 2018, impulsionado pelo crescimento da receita de soluções de software de 30%. A combinação da demanda por segurança de aplicações e novos modelos de consumo de software da F5, incluindo os Contratos de licença empresarial, ajudou a fortalecer o crescimento da receita de software de 30% no trimestre.

Receita para desastres: API em primeiro lugar com estratégias de segurança em último lugar

Há uma demanda crescente por APIs. Seja ajudando a alimentar a economia digital ao habilitar aplicações móveis ou ao aumentar internamente a produtividade por meio de iniciativas de automação e orquestração, as APIs estão em todo lugar.

Sexta-feira na F5: o Container Ingress Services torna o K8s nativo

Conforme o mundo da tecnologia de contêineres amadurece, também amadurece a integração da tecnologia de classe empresarial necessária para suportá-la, incentivando as ofertas tradicionais a se moverem na direção de ambientes de orquestração de contêineres como o Kubernetes.

Preenchimento de lacunas: arquiteturas tradicionais e modernas

Hoje, as arquiteturas tradicionais e modernas são válidas e necessárias para que os negócios tenham sucesso na entrega de recursos digitais com mais rapidez e frequência e, o mais importante, da maneira mais eficiente possível para oferecer suporte ao seu ativo mais valioso: um portfólio de aplicações multigeracional.

Transformação digital e a explosão do portfólio de aplicações

Seja uma biblioteca inteira de filmes e programas de televisão disponíveis ao nosso alcance ou a capacidade de pegar uma carona, reservar uma mesa ou encontrar o posto de gasolina mais próximo, todo tipo de organização está sob pressão para atender às necessidades dos clientes e agregar valor em termos digitais.

F5 AS3 e Red Hat Ansible Automation

Se você já começou a automatizar os serviços de aplicações da F5, provavelmente está familiarizado com o uso de ferramentas de automação como o Ansible. Para oferecer suporte a mais casos de uso e tornar a implantação do serviço de aplicações mais fácil, a F5 está lançando o Application Services 3 (AS3) como parte do F5 Automation Toolchain.

De volta à cadeia: a ligação entre ouvir e usabilidade

Nem todos os clientes estão no mesmo lugar na jornada para a automação, então criamos o Automation Toolchain da F5 como um conjunto de componentes que podem ser separados e usados de forma independente e, em seguida, reunidos como uma unidade quando chegar a hora certa.

Segurança consistente na nuvem requer consistência

É um tanto irônico que o número um dos entrevistados no serviço de aplicações não implante uma aplicação sem segurança, mas, ao se aprofundar nos detalhes de implantação, talvez isso não seja totalmente verdade. Na nuvem, pelo menos, parece que a segurança está sendo deixada de lado com mais frequência do que deveria.

Suporte ao Alibaba Cloud — Extenção do ecossistema multinuvem da F5

Com serviços e políticas consistentes no Alibaba Cloud e em outros ambientes de nuvem com suporte, as equipes de operações podem proteger e otimizar confortavelmente qualquer aplicação, ao mesmo tempo que fornecem aos desenvolvedores a flexibilidade arquitetônica para escolher a nuvem de sua preferência.

Preenchimento de lacunas entre DevOps e NetOps

Vemos muitos artigos que colocam as equipes DevOps e as equipes NetOps em oposição, quase no nível pessoal. Isso não é útil, e este não é um deles.

Não é um lançamento, é um ciclo de vida

Hitesh Patel da F5: Neste ambiente, a barreira para o sucesso não é mais o lançamento de um novo produto. Ele está continuamente se envolvendo e ouvindo todos os constituintes do produto — clientes, parceiros, engenheiros da F5, equipe de suporte — em um ciclo de vida constante de inovação e melhoria.

Anúncio da disponibilidade do Anthos do Google Cloud com o Container Ingress Services da F5

Com a disponibilidade geral do GKE On-Prem (um componente principal do Anthos do Google Cloud), a F5 revela sua integração com esta nova solução, permitindo que seus usuários cheguem um passo mais perto de criar uma arquitetura de nuvem verdadeiramente híbrida.

Petróleo x dados — o que é mais valioso?

Nos últimos anos, tem havido uma série de rumores sobre a substituição do petróleo por dados como o recurso mais valioso do mundo. E, como você pode imaginar, está longe de ser um acordo uniforme sobre o assunto.

Como a componentização de aplicações afeta o desempenho e a segurança

Nos velhos tempos, as empresas podiam contar com o uso de proxies implantados estrategicamente para melhorar o desempenho das aplicações. Isso porque as aplicações tradicionais — monólitas e arquiteturas de três camadas — geralmente empregam um único caminho de dados entre o cliente e o servidor.

Preenchimento de lacunas com o código aberto

Olhando para o futuro, a F5 e a NGINX podem permitir que as empresas atendam a uma das necessidades mais urgentes de TI: implementações rápidas e frequentes em um conjunto variado de arquiteturas de aplicações que residem em várias propriedades de nuvem. Acreditamos que fazer issocom sucessodepende do NGINX permanecer como código aberto e ser conduzido em grande parte pela comunidade que o criou.

F5 e NGINX: preenchimento de lacunas

O CEO da F5, François Locoh-Donou, apresenta uma série de blogs para explorar a divisão que existe entre as aplicações modernas de código aberto desenvolvidas na (e para) a nuvem e as aplicações tradicionais de missão crítica que costumam ser os últimos a migrar para fora do data center empresarial.

O DNS é a chave para clientes conectados

O DNS continua sendo um dos serviços de aplicações menos apreciados. Seu papel é tão importante, que seu fracasso é considerado catastrófico. Se todos os sistemas DNS parassem de responder às perguntas, a economia digital cairia de joelhos em minutos.

O portfólio de nuvem da F5 cresce com serviços em nuvem que oferecem desempenho e segurança aprimorados para aplicações

Com lançamento na AWS, novas ofertas de SaaS fornecem serviços otimizados e fáceis de consumir para desenvolvedores de aplicações e equipes de DevOps.

Os F5 Cloud Services oferecem soluções SaaS, agora disponíveis no AWS Marketplace

Venu Aravamudan, vice-presidente sênior e gerente geral de F5 Cloud Services: O F5 Cloud Services acelera a entrega de aplicações por meio de uma plataforma multinuvem intuitiva e sem atrito. Essas soluções SaaS são otimizadas para aplicações e microsserviços nativos da nuvem.

Como lidar com o DNS baseado em nuvem — é hora de mudar

Com o lançamento do F5 Cloud Services, o gerente de produto principal Roger Barlow apresenta as vantagens específicas do DNS Cloud Service, oferecendo DNS autoritativo secundário.

Quando os ecossistemas colidem (no bom sentido)

O vice-presidente sênior de desenvolvimento de negócios Calvin Rowland compartilha seu entusiasmo com a aquisição da NGINX pela F5 e espera a promessa de combinar ecossistemas de parceiros de tecnologia com esforços de código aberto para beneficiar os clientes e fornecer serviços de aplicações de ponta a ponta.

NGINX e F5: nosso compromisso contínuo com o código aberto

Acompanhando as recentes notícias de aquisição, o CEO da NGINX, Gus Robertson, discorre sobre o compromisso da F5 com a tecnologia, com os desenvolvedores e com a comunidade do NGINX Open Source.

Dando a cara a tapa: por que desenvolvemos um novo e ousado serviço exclusivamente para provedores de serviços

O vice-presidente Trevor Rodriguez discute suas experiências anteriores de trabalho para uma empresa de telecomunicações de Nível 1 e como elas ajudam a ilustrar o valor que a oferta do F5 Service Provider Essentials oferece às equipes de operações de SP.

Os negócios estão indo mais rápido do que a Lei de Moore

A Lei de Moore é frequentemente expressa em termos da capacidade de computação que dobra a cada dois anos. Mas, aproveitando o poder dos contêineres e da nuvem, e a confiabilidade e velocidade das redes modernas, não precisamos esperar dois anos para aumentar nossa capacidade de processar dados e tomar decisões com mais rapidez.

HTTP/3 trará mudanças e desafios significativos

Dada a adoção lenta, mas constante, do HTTP/2 e os desafios de segurança impostos pelo HTTP/3, é provável que este último enfrente uma longa e árdua estrada para adoção em um futuro previsível.

A luta dos DevSecOps: pontos principais do DevSecCon Singapore 2019

Keiichiro Nozaki reflete sobre o DevSecCon Singapore 2019 e a evolução das funções das equipes de DevOps e Segurança, bem como os benefícios da colaboração para ambos.

A F5 adquire a NGINX para conectar NetOps e DevOps e fornecer serviços de aplicações consistentes em todos os ambientes

“A aquisição da NGINX pela F5 fortalece nossa trajetória de crescimento ao acelerar nosso software e a transformação multinuvem”, disse François Locoh-Donou, presidente e CEO da F5.

Uma carta do CEO François Locoh-Donou aos funcionários da F5 anunciando a aquisição da NGINX

Para informações adicionais sobre o anúncio de 11 de março, o CEO da F5 compartilha suas ideias relacionadas ao acordo da empresa para adquirir a NGINX.

MTTR não significa “tempo médio para reinicializar”

Falhar rápido é o mantra da velocidade hoje. Embora a teoria dessa filosofia seja boa (para os negócios e para DevOps), na prática, o resultado geralmente é apenas mais fracasso.

A F5 continua impulsionando a inovação de aplicações e segurança com a Hewlett Packard Enterprise para o Microsoft Azure Stack

A parceria entre a F5, a HPE e a Microsoft estende a integração anunciada em setembro para permitir ainda mais agilidade para ambientes de aplicações do cliente que usam o Azure Stack.

Planos de implantação de serviços de aplicações influenciadas pela estrutura da equipe

A estrutura da equipe é importante porque ajuda a definir seu propósito e prioridades. Isso, por sua vez, determina as métricas pelas quais o sucesso é medido. Isso é significativo não apenas por causa da necessidade de encorajar uma cultura mais colaborativa, mas também pela maneira como isso afeta as decisões e as escolhas de tecnologia.

Funcionar como um serviço (mais seguro)

Microsserviços e Função como Serviço (FaaS) geralmente facilitam o desenvolvimento Ágil porque uma equipe relativamente pequena pode projetar, desenvolver e refinar um serviço muito mais rapidamente do que uma aplicação grande e monolítica. Mas há outro benefício interessante dos microsserviços e FaaS que não está sendo alardeado tanto quanto deveria: a segurança.

Comece sua mudança para os serviços 5G sem abandonar os investimentos no 4G

O vice-presidente e gerente geral de provedores de serviços, James Feger, compartilha suas ideias sobre 5G, automação, IoT e outros tópicos da indústria que estarão em foco durante o evento Mobile World Congress deste ano.

Estado dos Serviços de Aplicações 2019: a maioria não implantará sem segurança

Por cinco anos, fizemos uma pergunta simples a milhares de entrevistados em todas as funções de TI e em todo o mundo: Sem qual recurso você nunca implantaria uma aplicação? Em outras palavras, qual é a coisa mais importante que você pode fornecer para suas aplicações?

Sexta-feira na F5: segurança da API com a F5 e 3scale

Ao colocar em camadas um F5 Advanced WAF na frente de um gateway de API 3scale, os clientes se beneficiam de medidas de segurança adicionais que incluem o uso de inteligência de IP para identificar ameaças com mais rapidez e precisão, a capacidade de oferecer uma fachada segura da API interna ou externamente e proteção contra diversos ataques à camada de aplicação.

A F5 permite serviços 5G com novas soluções para provedores de serviços

Novas ferramentas e serviços permitem que as telecomunicações façam a transição para 5G a fim de otimizar redes, monetizar novos serviços hoje e proteger suas redes em todas as camadas. A F5 também está apresentando um plano de serviço e suporte projetado especificamente para atender às necessidades complexas e em evolução dos provedores de serviço.

Edição de telecomunicações do Estado dos Serviços de Aplicações: emergindo como líderes

À medida que a rede de telecomunicações evolui para oferecer suporte a 5G e a diversos casos de uso em diferentes setores da indústria, observamos na pesquisa sobre o Estado dos Serviços de Aplicações de 2019 que os respondentes de telecomunicações estão aumentando seu perfil de tecnologia como líderes.

Atualização de serviços de aplicações: capacidade de programação em ascensão

Embora a maior parte do foco da programabilidade esteja nas operações hoje, ainda existe uma quantidade significativa de programabilidade do caminho de dados que é vital para permitir que os consumidores interajam com as aplicações.

Cloud Cron: uso da Função como Serviço para controlar custos

A Função como Serviço (FaaS) está rapidamente encontrando uso em uma variedade de contextos operacionais e de desenvolvimento. E embora a estrela em ascensão da computação em nuvem seja frequentemente mencionada em conjunto com APIs e IoT e aplicações móveis, há um uso significativo fora do desenvolvimento para a tecnologia.

Três principais conclusões para a Ásia-Pacífico do relatório sobre o Estado dos Serviços de Aplicações

Keiichiro Nozaki fornece sua perspectiva sobre o Estado dos Serviços de Aplicações em 2019 observando tendências e temas regionais para fornecer uma visibilidade mais profunda sobre as prioridades das organizações de hoje, bem como as iniciativas de tecnologia que estão buscando.

A F5 se une à Equinix para aprimorar a segurança em ambientes multinuvem

A F5 anuncia a disponibilidade de uma solução conjunta com a Equinix que fornece recursos automatizados de HSM (módulo de segurança de hardware) como serviço. Essa integração combina as tecnologias BIG-IP e Equinix SmartKey da F5 para simplificar o gerenciamento do ciclo de vida da chave de criptografia e fornecer segurança superior para organizações que hesitam em armazenar seu número cada vez maior de chaves na nuvem pública.

Você perdeu suas chaves de novo? A F5 pode ajudar!

O vice-presidente sênior Calvin Rowland busca uma solução conjunta com a Equinix que permite a recuperação de chaves em alta velocidade, permitindo que o BIG-IP descriptografe e orquestre o tráfego SSL para qualquer aplicação independentemente de sua localização — local, nuvem privada ou pública — simplificando em muito o gerenciamento de chaves multinuvem... e dando a você uma coisa a menos com que se preocupar.

OK ano novo chinês 2019 do porco, e agora?

O Ano do Porco está chegando! Peter Silva oferece suas ideias sobre o próximo ano e o que isso pode representar para as empresas, a segurança e a indústria em geral à medida que 2019 se desenrola.

Quanto está custando a automação como armamentização?

Sabemos que quase metade do tráfego da Internet hoje é gerado por bots. Alguns bons, mas a maioria ruim. Eficiências operacionais de automação e aprendizado de máquina — geralmente discutidas em um contexto mais positivo — também estão sendo transformadas em armamentização para realizar testes de reconhecimento e ataques semelhantes.

François Locoh-Donou se juntará ao Conselho de Administração da Capital One

A Capital One Financial Corporation (NYSE: COF) anunciou que o CEO da F5, François Locoh-Donou, foi nomeado para o Conselho de Administração da empresa a partir de 1º de março de 2019. O Sr. Locoh-Donou se candidatará às eleições pelo acionistas da Capital One em maio de 2019. >

Os dados nunca dormem porque as aplicações não o fazem

A importância estratégica dos dados só pode ser percebida por meio de uma aplicação. E uma aplicação só pode cumprir seu propósito interagindo com os dados. Essa codependência estratégica pode ser vista claramente no relatório sobre o Estado dos Serviços de Aplicações deste ano. >

F5 é eleita uma das empresas mais admiradas da Fortune

A pesquisa anual é fornecida aos principais executivos, diretores e analistas financeiros para identificar empresas com as mais sólidas reputações dentro e entre os setores. Este é o segundo ano consecutivo que a F5 faz parte da lista. >

Os contêineres são a chave para multinuvem

A adoção de contêineres tem sido um curso constante para consumir o orçamento por alguns anos. O que pode ser uma surpresa são as razões por trás dessa adoção. Alerta de spoiler: não se trata realmente de microsserviços. >

Sexta-feira na F5: integração declarativa para BIG-IP

Conforme o DevOps continua pressionando seu caso dentro da TI, vimos a adoção de automação e metodologias “como código”, incluindo o uso crescente de ferramentas CI/CD como GitHub Enterprise e Jenkins dentro do pipeline de produção. Esta publicação de Lori MacVittie e do escritório do diretor de Tecnologia examina mais de perto a Infraestrutura como Código e o que a F5 está fazendo para habilitá-la e apoiá-la. >

F5 Networks anuncia os resultados do primeiro trimestre do ano fiscal de 2019

A receita de US$ 543,8 milhões no primeiro trimestre do ano fiscal de 2019 foi 4% superior aos US$ 523,2 milhões no primeiro trimestre do ano fiscal de 2018. O crescimento em comparação com o primeiro trimestre do ano fiscal de 2018 foi impulsionado pelo impulso contínuo em soluções de software, que fortaleceu o crescimento da receita do produto ano após ano pelo terceiro trimestre consecutivo. >

APIs como experiência do usuário e por que são importantes

APIs são a nova CLI. Cada vez mais é por meio de uma API que os serviços de infraestrutura e aplicações são provisionados, configurados e operados. Entre a automação e a integração em pipelines de implantação, a API é um componente crítico que todo dispositivo — hardware, software, local ou nuvem — deve ter. >

Estado dos Serviços de Aplicações de 2019: as aplicações geram decisões em uma economia digital

Mergulhar apenas nos serviços de aplicações é (quase) sempre interessante. Mas nos aprofundar nas aplicações, ambientes, tendências e tecnologia que levam as organizações a usar uma média de 16 serviços de aplicações diferentes nos dá uma ideia valiosa de como será a TI e os negócios no próximo ano. >

Pesquisa da F5 mostra serviços de aplicações essenciais em um mundo multinuvem orientado a DevOps

Recém-anunciado, o estudo do Estado dos Serviços de Aplicações de 2019 examina as maneiras pelas quais a transformação digital está conduzindo as decisões estratégicas em torno da implantação e do gerenciamento de aplicações. O relatório anual reflete as contribuições de quase 2.000 entrevistados globalmente em diversos setores, tamanhos de empresas e funções. >

Zero Trust — perguntas a fazer

Ter uma “Estratégia de Zero Trust” é muito parecido com uma “Estratégia de nuvem”; é muito sem sentido sem o contexto do que você está tentando alcançar e onde está hoje. O arquiteto de soluções globais Graham Alderson identifica os principais tópicos a serem considerados para as organizações que buscam esse tipo de abordagem de segurança. >

As tendências em evolução nos serviços de aplicações: uma revisão de 5 anos

Cinco anos atrás, o setor questionava o papel da TI tradicional — hoje, as organizações de TI estão adotando a nuvem e investindo nas habilidades e conjuntos de ferramentas necessários para a automação. Cindy Borovick analisa a progressão da indústria no contexto do relatório do Estado dos Serviços de Aplicações de 2019 recém-lançado. >

F5 adiciona Nick Mehta e Marie E. Myers ao Conselho de Administração

A F5 dá as boas-vindas a Nick Mehta, CEO da Gainsight, Inc., e Marie E. Myers, diretora financeira da UiPath, Inc., ao seu Conselho de Administração. Mehta e Myers trazem experiências de liderança consideráveis para o Conselho da F5, juntamente com valiosa experiência em tecnologia. >

O mito de um painel de controle único

Lori MacVittie: Desde que me lembro, o que faz muito tempo, o canto da sereia de um painel de controle único através do qual se pode ver e operar a infraestrutura atraiu a TI. Como o Santo Graal, ele nunca foi descoberto e muitos profissionais de TI tornaram-se cínicos quanto à sua existência. >

O Estado dos Serviços de Aplicações de 2019: a nuvem perderá sua coroa?

Lori MacVittie comenta sobre a função da nuvem e dos serviços de aplicações no contexto do próximo relatório sobre o Estado dos Serviços de Aplicações da F5. Em todas as suas formas — pública, privada local e SaaS — a nuvem manteve seu lugar de importância estratégica, impactando os serviços de aplicações implantadas, as ferramentas e tecnologias usadas para automatizar e orquestrar a TI e até mesmo na evolução das estruturas de equipe dentro das organizações. Este ano continuará a tendência? >

Três crenças comuns sobre “sem servidor” que você pode ignorar

Sem servidor é a queridinha em ascensão do mundo da nuvem, mas muitas vezes é mal compreendido e atribuído a poderes quase sobrenaturais para reduzir custos, acelerar o tempo para valorizar e levar o café da manhã na cama. E se isso não bastasse, também é frequentemente confundido com Função como Serviço (FaaS). >

O BIG-IP Cloud Edition já está disponível no Microsoft Azure Marketplace

Anteriormente disponível para ambientes AWS e VMware, o suporte do BIG-IP Cloud Edition para Azure oferece aos clientes outra solução fácil de comprar e pronta para usar para fornecer disponibilidade, desempenho, visibilidade e segurança de aplicações. >

Capacite pipelines DevOps com serviços de aplicações de entrada de contêineres

O crescimento do desenvolvimento de aplicações de contêiner incorporado aos pipelines DevOps está se aproximando do pico de adoção em todo o cenário de aplicações, mas alguns desafios persistem. Soluções declarativas de automação e orquestração da F5 combinadas com integrações de ecossistemas são capazes de fornecer serviços de aplicações em qualquer lugar, inclusive como entrada em ambientes de contêiner. >

Sexta-feira na F5: entrada versus entrada

À medida que os mundos de DevOps e NetOps colidem e os ambientes de contêiner incorporam as definições tradicionalmente usadas na rede, vamos explorar o uso do termo muitas vezes confuso “entrada” em termos de caminho de dados e ambientes de contêiner. >

Como o hardware pode melhorar a segurança de aplicações

Ankita Bhalla revê a importância de compreender o uso de hardware de terceiros pela indústria, destacando o iHealth da F5 e o novo recurso de Atestado remoto para cadeia de custódia TPM como exemplos de como a F5 ajuda a manter você e suas aplicações protegidas. >

Homenagem aos principais parceiros da F5 na América do Norte

A vice-presidente regional de canais Lisa Citron parabeniza os vencedores do Prêmio Parceiros do Ano da América do Norte 2018, reconhecendo o desempenho excepcional de revendedores estratégicos, provedores de serviços e distribuidores no fornecimento de treinamento, soluções e suporte para estender ainda mais o valor das tecnologias da F5 para os clientes. >

A nuvem não acabou de interromper o data center

A nuvem nos mostrou uma maneira melhor de integrar, provisionar e operar a infraestrutura de rede e de aplicações — aspectos que têm sido constantemente empurrados para os data centers de organizações em todo o mundo. Mas a transformação digital que começou com a nuvem agora está se infiltrando nos sistemas locais para trazer algo muito mais interessante: a divisão da rede. >

SSL Orchestrator da F5 e Cisco Firepower NGFW: melhores juntos

Juntamente com os recursos de redução de ameaças e desempenho da série Cisco Firepower, o SSL Orchestrator executa a carga de trabalho computacionalmente pesada de descriptografar o tráfego antes de distribuí-lo para outros dispositivos em uma pilha de segurança, para que esses mesmos dispositivos de segurança agora possam ser escalonados de maneira econômica. >

História do cliente: MAXIMUS simplifica as operações com a F5 na AWS

MAXIMUS fornece programas essenciais de saúde e serviços humanos para uma ampla gama de comunidades. Anteriormente, a infraestrutura e as operações de TI não eram dimensionadas para atender às suas necessidades, e a implantação de aplicações era um processo complicado e demorado. A equipe recorreu à F5 para ajudar a migrar para a AWS e automatizar seus processos a fim de liberar recursos para outros projetos. >

Serviços de aplicações para aplicações do Kubernetes: a mesma coisa de sempre

Um despacho da KubeCon de Robert Haynes da F5: Uma das tecnologias capacitadoras por trás da adoção de plataformas e práticas de trabalho tem sido os sistemas que vinculam a intenção à ação de forma automatizada e integrada. Os serviços de aplicação precisam fazer parte dessa cadeia e isso representa uma mudança mais fundamental do que simplesmente uma mudança nos tempos de execução. >

O NetOps precisa de defensores, não de adversários

É importante reconhecer que nem sempre as equipes do NetOps atrapalham a implantação do item/aplicação/serviço mais recente. Os impedimentos à velocidade são muitas vezes devido a uma falha em adotar todas as premissas do DevOps enquanto as organizações buscam transformar as operações de TI. >

Qual é o tamanho do apetite pela modernização do desenvolvimento de aplicações?

Keiichiro Nozaki, arquiteto/divulgador de marketing regional, participou recentemente do Gartner Symposium/ITxpo 2018 Ásia-Pacífico na Gold Coast e faz a seguinte pergunta: Quantas organizações estão prontas para a transformação digital? >

As 10 principais previsões para 2019

É a época do ano em que podemos ver as bolas de cristal, e muitos especialistas divulgam suas previsões anuais para o ano seguinte. Peter Silva reúne suas escolhas de listas de previsões notáveis reveladas à medida que 2018 chega ao fim, junto com um breve comentário sobre cada uma. >

União do gerenciamento e automação

Esta semana vemos o lançamento do BIG-IQ 6.1, a evolução mais recente da plataforma de gerenciamento da F5. Dan Schrader explica os benefícios dessa nova versão, com foco na tecnologia declarativa para automatizar o fornecimento de serviços de rede, bem como relatórios e painéis de segurança atualizados. >

Otimização dos desenvolvedores para acelerar o capital da sua aplicação por meio da conteinerização

A vice-presidente sênior Kara Sprague discute o papel cada vez mais importante dos contêineres em meio à escassez de desenvolvedores na era do capital de aplicações, observando também o beta aberto da F5 recém-lançado para Aspen Mesh, uma malha de serviços totalmente compatível desenvolvida no Istio. >

Proteção da identidade da máquina com Venafi e F5

Com “identidades de máquina”, estamos simplesmente falando sobre como garantir que um processo automatizado possa se identificar e como outros sistemas e processos automatizados concedem o nível apropriado de acesso a recursos relevantes. Este conceito não é novo. O que é relativamente novo é a escala em que precisa ser implementado. >

Aspen Mesh Beta agora disponível para infraestruturas de microsserviço

Na KubeCon, a Aspen Mesh (uma inovação da F5 Networks) anunciou um beta público aberto de sua malha de serviços totalmente compatível e pronta para empresas, criada no Istio para ajudar as empresas a adotar um modelo em que as aplicações são desenvolvidas e implantadas continuamente. >

Malhas de serviço e modernização de aplicações

Lori MacVittie: Continua havendo uma tendência de equiparar contêineres a microsserviços. E por igualar, quero dizer “usar de forma intercambiável”. Esta é uma suposição errada. >

Olhando para trás em mais um ano de inovação para a F5 na AWS

Enquanto assenta a poeira da recente conferência re:Invent, Tom Atkins reflete e analisa mais de perto os avanços mais notáveis daquele que tem sido outro ano dinâmico e produtivo para a F5 na AWS. >

Os 12 dias de DevOps

Programado para coincidir com a KubeCon da próxima semana em Seattle — uma das maiores conferências voltadas para DevOps de 2018 — estamos destacando uma dúzia das nossas peças favoritas de conteúdo relacionado a DevOps do ano passado. >

Como a malha de serviços habilita o DevOps

Shawn Wormke da Aspen Mesh explica como a malha de serviços é uma cola que ajuda a unir as equipes de Desenvolvimento e Operações, fornecendo um lugar na pilha em que você pode gerenciar microsserviços em tempo de execução sem alterações na aplicação ou cluster. >

É hora da entrega de aplicações pensar de forma criativa

A estabilidade e a velocidade das redes atuais permitem que os serviços de aplicações atuem em um sistema escalonável. Em vez de um sistema implantado em uma caixa, a entrega de aplicações pode adotar um design moderno baseado em pilha. Agora ele pode ser distribuído para aproveitar melhor os avanços em tecnologia e software, enquanto continua se beneficiando da experiência adquirida em anos anteriores. >

O que 2018 pode nos ensinar sobre 2019

O ano de 2018 nos trouxe violações maiores, ataques de DDoS maiores e desafios cada vez mais intensos para as organizações enfrentarem ao defender sua infraestrutura contra criminosos. As aplicações eram notavelmente um alvo principal e, conforme 2019 se aproxima, precisamos estar preparados para a evolução contínua do crime cibernético e da segurança. >

A importância estratégica dos mainframes

Os mainframes têm uma má reputação em TI. Eles são vistos como dinossauros, quando a realidade é que eles fornecem uma fonte significativa de poder de computação para muitas organizações — poder de computação que está crescendo em uso. Eles também têm mais a ver com DevOps, Ágil e outras metodologias modernas do que você imagina. >

Construção e aprimoramento do seu capital de aplicações por meio da inovação caótica

As empresas que desenvolvem e implantam aplicações na nuvem podem enfrentar operações de TI ineficientes, recursos escassos do desenvolvedor, expectativas crescentes de experiência de aplicações dos usuários, riscos crescentes de segurança e desafios de migração para a nuvem — apenas para citar alguns. A vice-presidente sênior Kara Sprague investiga o papel que o caos desempenha no estímulo à inovação de TI e como as soluções da F5 aprimoram e protegem os ativos mais valiosos das organizações: as aplicações. >

Thingbots se transformando em plataformas de ataque

Lori MacVittie destaca a pesquisa do F5 Labs sobre ataques globais contra dispositivos IoT de janeiro a junho de 2018, apontando as implicações preocupantes. Os dispositivos IoT não só continuam sendo explorados, como também estão sendo transformados em plataformas de ataque, o que significa que os invasores podem aproveitar melhor o que surgiu como um mercado de crescimento garantido. >

Pré-visualização do F5 Cloud Services agora disponível na AWS

Na AWS re:Invent 2018, estamos anunciando o lançamento do programa de pré-visualização de acesso antecipado da F5 para o primeiro dos nossos serviços de aplicações baseadas em nuvem. Os usuários agora têm acesso de teste instantâneo aos serviços DNS e Global Server Load Balancing (GSLB), com soluções adicionais nativas da nuvem, automatizadas e de autoatendimento a seguir. Ouça mais do vice-presidente sênior e gerente geral da F5 Cloud Services, Venu Aravamudan. >

Suporte F5 WAF para AWS Security Hub — Capacitação para relatórios de segurança centralizados

A segurança moderna é uma proposta de vários fornecedores. As soluções de firewall de aplicações Web líderes do setor da F5 (como Advanced WAF) agora podem ser integradas ao AWS Security Hub, permitindo que informações de alerta predefinidas de tráfego bloqueado (como tipo de ataque, origem, etc.) sejam escaladas para este console central para revisão adicional, juntamente com informações de outros produtos de segurança. >

Vá direto aos negócios na AWS com o novo início rápido da F5

Antes do início da AWS re:Invent, temos o prazer de compartilhar a nova integração de Início Rápido entre a F5 e a AWS. Tom Atkins da F5 discute como o serviço inicia, configura e executa a computação, rede, armazenamento e outros serviços da AWS necessários para implantar suas cargas de trabalho na AWS. >

Por que você vai adorar a AWS re:Invent (e como continuar adorando quando estiver de volta ao trabalho)

Robert Haynes da F5 espera ansiosamente pela AWS re:Invent, compartilhando suas perspectivas e dicas sobre como evitar uma “ressaca de entusiasmo” após a conferência ao retornar de uma semana de discussões intensas sobre inovação em nuvem, recursos aprimorados e novas oportunidades. >

Alteração das regras de segurança em tempo real com aprendizado de máquina

Uma vantagem particularmente atraente de aplicar o aprendizado de máquina à segurança de aplicações é que ele se concentra em aprender constantemente o que é normal e identificar o que não é. Lori MacVittie explica como a proteção de negação de serviço (DoS) comportamental de camada 7 é semelhante a uma vacina contra a gripe que é capaz de detectar o vírus responsável com base em seu comportamento ao invés da sua composição real. >

Considerações práticas sobre a nuvem: segurança

A criptografia é naturalmente um processo caro do ponto de vista computacional, o que significa que leva mais ciclos de CPU para criptografar ou descriptografar uma mensagem do que para executar a lógica de negócios. Para implantações em nuvem, esses ciclos de CPU adicionados têm sido um custo aceito porque o objetivo é transferir os custos de capital para despesas operacionais. Mas descriptografar e criptografar uma mensagem várias vezes — a um custo diferente de zero todas as vezes — pode realmente somar. >

Como as interfaces declarativas democratizam a infraestrutura

Em tecnologia, simplificação significa abstração, com interfaces declarativas servindo como um bom exemplo dessa abstração. Ao simplificar as interfaces usadas para provisionar, configurar, gerenciar e integrar a infraestrutura hoje, as interfaces declarativas democratizam a infraestrutura e abrem oportunidades para NetOps e DevOps. >

Blog da rede de parceiros da AWS: simplicidade e segurança por meio de entrega centralizada de aplicações e F5 Networks

Seja mudando as aplicações existentes ou desenvolvendo soluções nativas da nuvem, há enormes benefícios em escalabilidade e disponibilidade obtidos com a nuvem Amazon Web Services (AWS). O arquiteto de soluções da F5, Greg Coward, percorre uma implantação típica de aplicação utilizando o BIG-IP Cloud Edition da F5 para fornecer um ponto centralizado de controle para provisionamento, configuração e gerenciamento de controladores de entrega de aplicações da F5. >

Atualização de serviços de aplicações: em busca de visibilidade

É hora de aprofundar nos serviços de aplicações que as organizações estão realmente usando para tornar as aplicações mais rápidas e seguras. Vale ressaltar que neste trimestre, mais uma vez, há um aumento contínuo no uso de serviços de defesa de bots, bem como o crescimento em serviços relacionados a análises. >

Melhorar a segurança ao ignorar vulnerabilidades

De modo geral, “ignorar vulnerabilidades” não é algo que você espera ouvir de uma empresa de segurança. E você certamente não vê “ignorar vulnerabilidades” emparelhado com a noção de “melhorar a segurança”. Mas agora você vê. Lori MacVittie da F5 é gentil o suficiente para explicar em detalhes. >

A cidade de Bellevue oferece mobilidade voltada para o futuro, segurança e conformidade com a F5

Para atender às suas diversas necessidades — incluindo funcionários remotos, visitantes de locais de cidadãos, polícia e serviços de emergência, equipes de manutenção, entre outros — Bellevue optou pela F5 para acesso atualizado, balanceamento de carga e capacidade, bem como uma solução que posicionaria bem a cidade para o crescimento futuro. >

A F5 Networks nomeia Edgar Dias como diretor administrativo da Índia

Com mais de 22 anos de experiência no setor, Dias será responsável por gerenciar e expandir as operações da F5 na Índia. Juntando-se formalmente à F5 em 12 de novembro de 2018, ele ficará baseado em Bangalore e se reportará a Adam Judd, vice-presidente sênior da F5 na Ásia-Pacífico, China e Japão. >

A padronização é boa para o NetOps

Ao abordar seu pipeline de produção “como código”, é certo que vários conjuntos de operadores e desenvolvedores serão responsáveis por ele. Isso está no cerne do impulso para a padronização — especialmente quando o NetOps se lança no desenvolvimento e na manutenção de sistemas para automatizar e orquestrar elementos da rede e da infraestrutura de serviço de aplicações. >

F5 Networks anuncia os resultados do quarto trimestre do ano fiscal de 2018

A F5 reportou receita de US$ 562,7 milhões no quarto trimestre do ano fiscal de 2018, acima dos US$ 538 milhões no quarto trimestre do ano fiscal de 2017. Os resultados foram impulsionados pelo impulso contínuo em soluções de software, fortalecendo o crescimento contínuo da receita de produtos ano após ano. A empresa também gerou receita no ano fiscal de 3,4% com forte desempenho operacional. >

Sexta-feira na F5: infraestrutura como código da F5 com o Terraform

Assim como é verdade que a plataforma de aplicações — o servidor Web ou de aplicações ou o mecanismo de aplicações — deve ser provisionada primeiro, da mesma forma as plataformas de rede e de serviços de aplicações devem ser provisionadas antes de serem configuradas. Cada vez mais, e especialmente em ambientes de nuvem, esse processo de provisionamento e configuração é conduzido por sistemas como o Terraform da HashiCorp. >

Promoção de uma transformação digital de sucesso com a F5 e Rackspace

Então, como alguém desenvolve um plano detalhado de transformação digital? Primeiro, dê uma olhada rápida na relação entre as aplicações e suas ambições em relação à digitalização. Em seguida, trabalhe com parceiros e fornecedores que há anos orientam a evolução dos processos de negócios com foco em aplicações e que geraram resultados tangíveis. >

A mudança de código aberto

Continuam as especulações sobre por que as empresas e setores anteriormente relutantes em encorajar oficialmente o uso de software de código aberto repentinamente o adotaram. Na maioria das vezes, presume-se que o culpado pelo legado seja o medo da responsabilidade legal. Mas outro catalisador é a força motriz da transformação digital. >

Sem servidor é real — e o crescimento é de um sucesso excepcional

Sem servidor significa que os desenvolvedores não precisam se preocupar com a infraestrutura. E a empresa também vê valor em sua velocidade e eficiência. Combinado com a natureza sem atrito da implantação de código sem servidor, você pode sair com a funcionalidade em horas, em vez de semanas ou meses. >

Ferramentas da cadeia de suprimentos e papel do hardware na segurança

O arquiteto-chefe Dave Schmitt e o escritório do diretor de Tecnologia refletem sobre a importância da experiência em segurança de hardware no contexto do artigo recente da Bloomberg sobre supermicro. O artigo também inclui perguntas a serem feitas a seus fornecedores para ajudar a garantir que seus sistemas estejam protegidos. >

A F5 ajuda a lançar o programa de ofertas privadas de parceiros de consultoria da AWS

A F5 é uma parte de um grupo exclusivo de parceiros de lançamento do programa de ofertas privadas de parceiros de consultoria da AWS, oferecendo aos parceiros recursos estendidos para disponibilizar serviços de aplicações da F5 aos clientes por meio do AWS Marketplace. >

Como código: a pilha de TI contínua

Infraestrutura, configuração, pipeline, operações. De repente, tudo é “como código”. Lori MacVittie tenta classificar a terminologia e identificar os diferentes componentes em uma pilha de TI contínua. >

Microsserviços: menos microsserviços e mais serviços

Lori MacVittie explora como o setor se encontrou com um estranho híbrido de arquiteturas orientadas a serviços e microsserviços que deixa muitos se perguntando onde termina uma e começa a outra. >

O CEO da F5 fala sobre cajus, beija-flores e o valor da autoestima

Um imigrante do Togo que veio para os EUA via França, François Locoh-Donou oferece suas perspectivas sobre a inclusão e o “negócio de fazer o bem” na Reunião Anual da Câmara Metropolitana de Comércio de Seattle em 2018. (Artigo GeekWire com áudio de apresentação) >

Assista à entrevista de Calvin Rowland no Microsoft Ignite

O vice-presidente sênior da F5 passa pelo estúdio livestreaming da SiliconANGLE Media durante a recente conferência Ignite para discutir a função dos serviços de aplicações da F5 no suporte a ambientes multinuvem, a ênfase da empresa na segurança e o impacto das tecnologias emergentes. >

Sexta-feira da F5: promoção da telemetria da F5 para o seu pipeline

Quando recentemente entrevistamos profissionais de TI sobre o “estado da automação de rede”, descobrimos que o mercado está passando por uma série de desafios. Entre as citadas especificamente por profissionais de NetOps, estava a falta de ferramentas integradas com as quais avançar nos esforços de automação. >

Os serviços de aplicações devem seguir as aplicações à medida que seguem os dados

Embora a adoção de nuvem e contêineres tenha interrompido arquiteturas de rede típicas, as aplicações permanecem presas aos dados para os quais são a interface principal. O diretor de Tecnologia Ryan Kearny explica como uma relação de causa e efeito entre aplicações e dados é crítica para o futuro da entrega de aplicações, principalmente porque estamos prestes a gerar mais dados do que podemos mover. >

As operações de TI devem ir além da criação de scripts para a automação

O objetivo da automação em quase todos os setores se concentra na otimização e na eliminação de gargalos. No mundo da TI, isso normalmente significa abordar as etapas intermediárias de um processo operacional. >

Alguns recursos otimizados no novo site do F5 Labs

Analisamos rapidamente as melhorias deste verão no site do F5 Labs e como a equipe está melhorando seu acesso à segurança de aplicações e à pesquisa de análise de ameaças. >

O dia 0 foi o dia 1 de desenvolvimento

Desde o primeiro dia de desenvolvimento até a pós-implantação, as escolhas que fazemos em relação à segurança de toda a pilha de aplicações têm consequências de longo alcance. >

Desempenho e segurança aprimorados no Microsoft Azure Stack com a F5 e a Hewlett Packard Enterprise

Para muitos grupos de TI, a pressão para migrar para nuvens públicas é imensa. Uma colaboração da F5 simplifica as aplicações em execução nas regiões do Microsoft Azure Stack em uma infraestrutura consolidada para operações de negócios. >

F5 anunciada como membro do novo conselho consultivo de inovação de Seattle para enfrentar os desafios mais urgentes da cidade

Com o apoio do prefeito Durkan, da Universidade de Washington, da Amazon, da Microsoft e de outros, o Conselho Consultivo de Inovação atuará como um consultor em questões e políticas que afetam a cidade em torno de tópicos como falta de moradia, habitação e transporte. >

Procurado: sua perspectiva sobre o Estado dos Serviços de Aplicações

A evolução da pesquisa anual da F5 agora enfatiza os serviços de aplicações que você precisa, em vez das plataformas que você usa para fornecê-los. Saiba mais e participe da pesquisa hoje! >

A F5 Networks é nomeada fornecedora destacada do TAG Cyber 2019

A F5 é destaque no TAG Cyber Security Annual 2019 deste ano, projetado para fornecer orientação consultiva para profissionais de segurança. >

Integração, um obstáculo para a obtenção de implantação contínua

APIs não são integração. Elas são um meio de implementar a integração. E a julgar pelos desafios vistos na indústria, não são suficientes para que a TI seja contínua. >